Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

O Metropolitano de Lisboa anunciou que vai penalizar os trabalhadores da empresa que recusaram fazer os serviços mínimos decretados para a greve geral desta quarta-feira, escreve a Lusa.

Em comunicado, o Metropolitano avisou os trabalhadores e os sindicatos representativos destes que serão «devidamente penalizados» os que se recusaram a cumprir os serviços mínimos previamente decretados.

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?div_id=291&id=815458

 

 

 

Se algum trabalhador for penalizado os sindicatos deviam decretar greve de solidariedade com esses trabalhadores, porque isso, revela que o governo está nervoso é quer ameaçar os trabalhadores com despedimentos, precariedade, exploração este o governo dos novos nacionais socialistas.

 

Fora com eles!!



publicado por uon às 15:43 | link do post

A greve geral nem foi um falhaço nem um sucesso.

O governo esforçou-se por todos os meios que a greve geral fosse um fracasso, fezendo pressões sobre os trabalhadores designadamente no Estado, através de despachos ilegais em alguns sectores.

Também através dos serviços mínimos procurou que a greve fosse combatida ao mínimo com a introdução de serviços máximos nos transportes, se bem que no Metro e na Transtejo esse serviço mínimo fosse rejeitado pelos trabalhadores.

O governo também podia ter recorrido aos seus serviços repressivos para desmobilizar a greve caso houvesse situações mais radicais como ocupações de empresas, etc.

Ninguém esperava que o comércio e serviços fechasse porque a situação é muito difícil para os trabalhadores.

Nos sectores operários e mais explorados houve greve porque estes trabalhadores são muito mais conscientes do que qualquer outros, apesar de haver muita manipulação dos sindicatos reformistas, que esta greve não era contra o governo, mas para Sócrates mudar de política-segundo palavras de Carvalho da Silva.

Esta greve foi profundamente reformista não visava fazer cair o governo e criar condições para melhorar a vida dos trabalhadores.

Esta greve teria tido sucesso se os trabalhadores não estivessem debaixo das amarras dos reformistas da CGTP/PCP/BE e viessem para a rua manifestarem-se  com grandes manifestações de operários e trabalhadores explorados e quisessem mudar este regime autoritário.

 

 

 

 



publicado por uon às 10:41 | link do post

Terça-feira, 29 de Maio de 2007

As empresas municipais de Lisboa apareceram quando Sampaio foi eleito na coligação "Por Lisboa" PS/PCP.

A partir daí a pareceu a EMEL, EGEAC,Gebalis, Empresas de Desporto, etc. Os tachos nessas empresas foram distribuídos pelo PS e pelo o PC com salários milionários com quadros próprios de gente desempregada com cartão partidário do PS/PCP.

É provável que outras empresas tenham aparecido quando no reinado de joão Soares e também no de Santana Lopes.

Também em termos de serviços de vigilância e limpeza os serviços dispensaram o pessoal da Cãmara para pôr empresas de vigilância e limpeza privadas, o que levou que os orçamentos nestes campos começassem a subir em flecha.

Enquanto um trabalhador municipal tinha um custo de cerca 90 a 100 contos a preço de hoje a segurança e a limpeza fica muito mais dispendiosa com pessoal, meios técnicos e material mais o lucro da empresa.

Grande parte das despesas da Câmara vão para empreiteiros de obras municipais privadas quando podiam ser feitos por ajuste directo municipal e ficava muito mais barato recorrendo os serviços a contratação de pessoas especializadas para os respectivos trabalhos.

Mas como os senhores que mandam na Câmara são donos ou têm amigos em muitas empresas privadas que trabalham para a Câmara as obras são dadas por ajuste directo e em "concurso" público para quem fizer mais "barato".

Enfim as Câmaras estão minadas de máfia partidaria e privada e as coisas nunca podem funcionar, enquanto os trabalhadores responsáveis e sérios não autogestionarem os serviços.



publicado por uon às 14:45 | link do post

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=244351&idselect=21&idCanal=21&p=200

 

 

De acordo com o que a rádio TSF apurou, no processo de averiguações que realizou, o IGAI encontrou motivos que justificam a abertura de um inquérito aos incidentes ocorridos na noite do dia 25 de Abril na zona do Chiado.

Em causa estão eventuais excessos cometidos por parte da PSP na intervenção policial registada durante uma manifestação de um grupo de jovens ligados ao movimento ‘Não apaguem a memória’, em frente à sede da PIDE.

 



publicado por uon às 11:02 | link do post

Professor colocado na DREN do Ministério da Educação, foi objecto de processo disciplinar e suspenso de funções e remetido de volta a escola onde leccionava por ter dito uma "piada" em relação a Sócrates.

O mais grave disto tudo é que a piada foi dita em privado a um "amigo" do professor e chegou aos ouvidos da Directora da DREN que fez jus aos galões que enverga e reprimiu o professor.

Já se sabia a politica de Socrates roça a extrema direita, mas nunca se julgava que uma situação destas acontecesse que uma pessoa fosse julgada por uma delação de um colega de trabalho.

Qualquer dia temos o Senhor Sócrates a a fundar uma nova polícia política e a prender a torturar qualquer cidadão que use dizer mal do governo...

 

 

 



publicado por uon às 09:56 | link do post

Segunda-feira, 28 de Maio de 2007
juegos gratis
juegos gratis


publicado por uon às 17:11 | link do post

O lider do MRPP Garcia Pereira em entrevista ao jornal 2 da RTP sobre as eleições para Cãmara de Lisboa, defendeu a construção de um novo porto de mar a imagem da europa, um novo aeroporto na Margem Sul e a ligação em TGV LIsboa Madrid. Garcia Pereira considera que Portugal não têm um porto de mar e um aeroporto mas sim um "apeadeiro".

Garcia Pereira não parece um membro de um partido que se diz "comunista" mas sim um capitalista que vê uma oportunidade de negócio nos empreendimentos a construir.

O Lider do MRPP ao defender estar obras farónicas não têm preocupaçoes ambientais que daí adviriam com a construção de ests obras.

Estas obras além de dispender muitos milhões de euros ao erário público iria alterar a paisagem ecológica de forma trágica e iria encher os bolsos a uns quantos capitalistas portuguêses e estrangeiros. o lider do MRPP está em campanha eleitoral e tudo serve para caçar votos das classes médias, muito distantes de preocupações ambientais porque só olham para o seu umbigo e pouco pensadoras para melhorar o actual estado de coisas.

Não parece que o próprio Garcia Pereira acredite neste projectos megalómanos porque disse aquilo em campanha eleitoral e em campanha eleitoral promete-se este mudo e o outro.

Outras das promessas do MRPP era despedir milhares de trabalhadores do quadro e fora dele com reformas antecipadas, etc já nem mesmo o partidos esquerda têm tento na língua, também eles querem ser os gestores do capital e como a Câmara está em crise de governação e sem eira nem beira, querem disputar o poder para servir as suas clientelas partidárias que se apoderaram dos lugar de poder.

Não há dúvida que os partidos "comunistas" autoritários são perigosos para os trabalhadores, porque falam muito em defender os trabalhadores, mas quando se apanham no poder são tanto ou mais ditadores como os senhores "socialistas" e direitistas que nos governam.



publicado por uon às 10:59 | link do post

Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=812555&div_id=291

 

O governo de Sócrates quer limitar o direito à greve promovendo os serviços mínimos que mais parece serviços máximos.

O governo de Sócrates já fez uma emenda na lei que limita o direito à greve, para colmatar o impacto que as greves possam ter nos serviços básicos que serão sempre assegurados minimamente como é o caso dos hospitais, etc etc.

O que o governo pretende é impedir que os trabalhadores possam fazer greve para defender os seus direitos, apesar dos trabalhadores estarem a receber todo o tipo de pressões patronais e do governo para desmobilizar os trabalhadores.

Estas medidas de Sócrates não são alheios os sindicatos da concertação social sempre prontos a negociar com o governo a introduzir leis contrárias as aspirações dos trabalhadores e sempre em benefício do Capital e do Estado.

Assim teremos alguns sectores como os transportes, saúde , etc quase a trabalhar no máximo.

Embora esta greve seja uma uma luta com poucas possibilidades de éxito devido a erros fundamentais dos sindicatos reformistas, os  motivos são mais que suficientes para os trabalhadores lutarem contra a retirada dos seus direitos e só uma greve exemplar pode abrir novas perspectivas para melhorar a situação, mas de forma independente.

 

 



publicado por uon às 13:45 | link do post

Terça-feira, 22 de Maio de 2007
As Associações de Estudantes há muito que deixaram de ter a função que deviam ter, ou seja defender os estudantes.
Neste momento as associações de estudantes só servem para fazer festas nas discotecas e alienar os estudantes e com essas festas são dignamente compensados com uma parte do bolo das entradas na discoteca.
As Associações de Estudantes têm dinheiro das escolas e ministério que subsidiam para as festas das semana académica e gastam milhares em artefactos, etc e essas festas também são patrocinadas por marcas de bebidas designadamente de cerveja.
Luta contra as propinas la-vai-la-vai e os donos das associações de estudantes começam logo a fazer carreira de gestores do capital nas Universidades e quando chegam cá foram têm um lugarzinho garantido num partido politico que os apoiou nas eleições para Associação de Estudantes.


publicado por uon às 15:06 | link do post

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=811686&div_id=291

 

 

Segundo notícia  acima do Portugal Diário três operários da construção civil cairam de uma altura de 15 metros e ficaram feridos com alguma gravidade pelo que um deles num vaiduto em construção no Eixo-Norte/Sul em Lisboa, que dá acesso à Cril.

É norma geral acidentes de tipo na construção civil, em que a falta de segurança nas obras é por demais evidente e muitas vezes os trabalhadores ainda são apelidados de culpados porque não cumpriram as normas de segurança.

A entidade patronal recorre sempre a expedientes muitos pouco falaciosos e descartam-se de serem os culpados por falta de investimento nas obras em altura.

A Inspecção Geral do Trabalho entidade que fiscaliza este tipo de obras remete-se ao silêncio com a falta de meios humanos para verificar se as empresas cumprem todas as normas de segurança.

Todos os anos muitas dezenas de trabalhadores perdem a vida ou ficam incapacitados para o trabalho  devido acidentes de trabalho.

As Comissões de Higiene e Segurança no Trabalho eleitos pelos trabalhadores é mais uma forma de promover uns quantos priviligiados  e pura e simplesmente não funcionam por se remetem para a secretaria, em vez de andarem no terreno e nem todas as empresas existem.

 

 

 

 



publicado por uon às 14:20 | link do post

Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
20

21
24
25
27

28
30
31


posts recentes

Câmara de Loures. Funcion...

"O SUL E SUESTE" PUBLICAÇ...

A greve da FP e outras co...

Ocidente( CEE/USA/NATO) c...

Reunião para a nova inter...

"MERDA" GRUPO ANARCA AUTO...

Email enviado para Assemb...

É preciso mais salário e ...

FENPROF luta em solitário

O retrato alarmista do go...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Março 2006

favoritos

Letra da Internacional An...

4 Julho de 1937:Foto do a...

Cartaz

Luta anarquista a Norte

Feira do Livro anarquista

O anarquismo na história ...

A accão directa é...

Filme "Memória Subversiva...

Consultório laboral

Projecto de Estatutos da ...

links
desde 23/05/11
contador de visitas
compteur de visite
agora
blogs SAPO