Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

O BPN foi financiador da campanhas eleitorais de Cavaco e do PS, segundo informou o "24 horas".

Este banco que era conhecido por ser banco de gente rica estava irremediavelmente na falência, devido à sua gestão, não fosse o Banco Estado a deitar a mão  para que o mesmo não fosse à falência.

Por isso o empenho do governo para que o mesmo fosse salvo e como é evidente os favores paga-se e portanto. à que salvar o mesmo.

Entretanto uma empresa de cerâmica a "Real Cerâmica" está com a corda na garganta e metade dos seus trabalhadores requereram a suspensão dos contratos, para terem acesso ao subsídio desemprego, senão os trabalhadores não podiam pagar as suas contas lá de casa e morriam de fome, que o mesmo não se não se importava.

O mesmo prefere salvar bancos falidos do que salvar empresas que são realmente viáveis, mas por ora, estão em dificuldades financeiras.

 



publicado por uon às 16:40 | link do post

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Segundo sondagem sobre a qualidade da democracia em Portugal, os inquiridos dão nota negativa.

Não admira que os povo português sinta que não existe democracia em Portugal, ou se existe é só para meia-dúzia de pessoas que vivem bem, não tem preocupações económicas e sociais, têm trabalho bem remunerado e já vivem no "socialismo".

Os grupos que já vivem no "socialismo" em primeiro lugar são os políticos que exercem cargos na administração do Estado: presidente da república, primeiro-ministro, governador do banco de Portugal, presidente da assembleia da república e deputados, ministros, juízes dos tribunais, membros superiores das forças armadas, da policia e da gnr, empresários de grandes empresas e gestores públicos e privados.

Toda esta gente paga-se bem e já vive no "socialismo" é egoísta por que só quer o socialismo para eles.

Os trabalhadores deste país que dão a riqueza e que labutam todos os dias e que fazem as máquinas trabalhar seja no campo ou cidade produzem uma enorme riqueza da qual pouco ou nada auferem.

Essa mesma riqueza é absorvida pelo Estado através dos impostos que todos os cidadãos trabalhadores e consumidores produzem todos os dias.

O grau de democracia é também maior nas classes altas do que na classes baixas, por que o acesso à justiça saúde e educação e cultura está dependente da classe a que se pertence.

Desde 1976 que a democracia ou falta dela tem aos poucos regredindo, por que à maneira que os anos passam os governos a pretexto da segurança tem restringindo liberdades e os governos tem sido cada vez mais reaccionários e cada vez mais repressivos.

Hoje passa-se coisas que eram impensáveis á 30 anos atrás, desde reprimir trabalhadores que lutam pelo seu posto de trabalho, idas a sindicatos, repressão no próprio dia 25 de Abril.

Nunca se foi tão longe nas restrições da liberdade e por enquanto ainda não restringiram o direito de reunião e associação e de desabafar, mas pouco falta.

  



publicado por uon às 10:45 | link do post

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

O Arsenal do Alfeite é uma empresa do Estado que se dedica a manutenção dos navios da Armada.

Esta empresa emblemática e muita antiga onde a luta da classe operária predominava e que actualmente tem mais de 1400 trabalhadores e o governo pretende pela zurra privatizar a mesma, por que dá imenso lucro ao Estado por que é feito por administração directa pelos operários do Arsenal.

Agora vai passar-se a chamar Arsenal do Alfeite, SA. e muitos trabalhadores vão ter de fazer as malas e ir embora.

O governo quer privatizar tudo o dê lucro para o Estado ficar com o que dá prejuízo meter nas empresas lucrativas os seus amigos.

Também a INDEP-Indústrias Nacionais de Defesa fechou a alguns anos.

É o (des) governo que temos!

 

 

(CM)

 

Arsenal do Alfeite SA. É assim que se vai designar o estaleiro naval da Margem Sul do Tejo. Quanto ao quadro de pessoal, as estimativas governamentais apontam para 800 a mil trabalhadores, ou seja, um inevitável corte no número de efectivos, actualmente, nos 1180. No limite, 400 pessoas terão de procurar outras soluções, mas o Governo garante que ninguém será despedido e que o vínculo à Função Pública está assegurado.
O Executivo diz ainda que não há privatização, nem está prevista tal hipótese.O ministro da Defesa, Severiano Teixeira, destaca que se trata de "uma empresarialização", uma sociedade anónima com capitais "cem por cento públicos", com um accionista (a Empordef) e um cliente prioritário (a Marinha).

O Arsenal não muda de sítio, a nova estrutura de gestão terá uma concessão por trinta anos e é liderada por dois elementos da Empordef e um da Marinha. Mal esteja concluída a legislação, haverá um período de transição de seis meses e um balcão de atendimento para os trabalhadores, que terão três hipóteses para o caso de ficarem fora das contas da futura administração: contrato individual de trabalho com a nova empresa; ocupar vagas disponíveis no quadro civil da Marinha ou na Administração Pública e ainda integrar a mobilidade especial.

A Comissão de Trabalhadores está muito preocupada e PCP e BE vão hoje exigir explicações. O investimento para a modernização do Alfeite é de 70 milhões de euros. O Estado transferirá 32,4 milhões de euros e o restante será obtido por vias privadas, incluindo a Banca.



publicado por uon às 15:29 | link do post

Segundo o JN um homem de 53 anos e  está a recorrer à sopa dos pobres para não morrer de fome.

Operário da construção civil e emigrante em Espanha e Alemanha é a mais recente vítima do capitalismo.

Trabalhou na construção em Espanha e teve um acidente de trabalho ficou sem um dedo e neste momento encontra-se doente com um braço paralisado.

Já recorreu através de carta para as entidades oficiais, Câmara, Governo, Presidente,  Assembleia da República. Provedor de Justiça, partidos com assento parlamentar e nem sequer uma resposta recebeu, por que estes senhores têm todos a barriga cheia e estão mais preocupados em salvar o BPN e o BPP do que dar ao homem o que ele merece.

Tiburcio  Neto foi submetido a exame médico com vista a reforma e foi dado como apto para o trabalho e neste momento não tem recursos para viver.

 Este governo têm responsabilidades nesta situação e não faz nada e o mesmo pode bater à porta de cada um de nós, por isso é melhor pormo-nos na pele do homem.

 

 

 

 

 

 

 



publicado por uon às 14:11 | link do post

O Bloco de Esquerda em reunião da sua concelhia decidiu retirar o apoio ao Vereador eleito Sá Fernandes.

Em causa está o incumprimento do programa eleitoral do Bloco para Lisboa.

Independentemente das quezílias políticas que são muito comuns nos partidos, o centro de Lisboa continua a  ser uma cidade cada vez mais desertificada, onde só tem lugar as grandes multinacionais, grandes bancos, lojas globalizadas, a par de grandes superfícies cada vez mais degradadas que por sua vez, vão ser recuperadas para dar lugar a novos escritórios de multinacionais.

Enquanto as pessoas vão sendo expulsas do centro da cidade grandes casas que faziam parte do património histórico da cidade como a Pastelaria "Lua de Mel",  Lanalgo Armazéns do Chiado, Casa Africana, Tecidos do Rossio, e cafés emblemáticos onde se reuniam grandes individualidades conhecidas e não conhecidas vão desaparecendo e dando lugar aos McDonalds e outras casas do género.

Sá Fernandes vendeu partes da cidade a grandes empresas que foram fechadas, como foi o caso do Largo das Flores à SKODA e da Avenida de Liberdade à Renault para realização de um espectáculo de poluição por carros de Fórmula Um que dá muita adrenalina e tesão aos entusiastas das velocidades, mais dá mais prejuízo que lucro e não tem nada de cultural.

A Avenida da Liberdade que é o local da cidade mais poluído,  por que passam todos os dias imensos carros, ainda para agravar recebe carros de Fórmula Um que chocam com os nossos ouvidos e agora os tesuados da Formula Um até têm mais um autódromo no Algarve.

Apesar de ter enchido os cofres da Câmara com estas promoções nem mesmo assim estes espectáculos dão lucro à cidade por que despeja a mesma.

 

 



publicado por uon às 09:40 | link do post

Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Professores iniciam hoje em alguma capitais de distrito, uma serie de manifestações contra o sistema de avaliação imposto pelo governo.

os professores vão manifestar-se nas principais capitais de distrito do país.

Há notícias que o desânimo e a frustração está-se a apoderar dos professores o que pode provocar uma quebra na luta e levar muitos professores a desistir de lutar por uma avaliação digna.

O governo joga no desânimo e na quebra da luta para levar os seus intentos e os professores não tem que se preocupar, só devem fazer o que tem a fazer e desmobilizar agora seria perder, é preciso ganhar ânimo para garantir a vitória.

O governo além querer provocar o desânimo nos professores joga noutro tabuleiro, quer agora, usar da repressão sobre os professores com processos disciplinares a quem incentivar outros professores, isto dito, pela sargento-mor Margarida Moreira a celebre directora que processou disciplinarmente o professor do Porto por estar a falar do sistema.

Não há dúvida que o autoritarismo deste governo é desenfreado e não tem limites quer a todo o custo tornar realidade aquilo que pretende.

Esta guerra entre professores e governo só poderá culminar com uma vitória dos professores se estes forem unidos.



publicado por uon às 10:47 | link do post

El viernes 14 de noviembre tuvo lugar la entrega de premios de la IX Carrera Urbana que la FAMF COCEMFE organizaba, ¡bueno! una de las tres entregas que ha tenido lugar en esta carrera.

La primera tuvo lugar el mismo día de la carrera, Joaquín Fernández (presidente de la FAMF) junto con algunos políticos se hicieron la foto y entregaron algunos premios. Pero ante la falta de público y del señor Alcalde el cuál y sin dar ninguna explicación aparente huyo del lugar de los hechos tras haber tenido unas palabritas con la anarcosindical. Delegó la entrega a un miembro de la corporación.

Transcurrida la semana recibimos una llamada de la FAMF comunicándonos que había otra entrega de premios y unos de nuestros compañeros discapacitados que participó, había sido premiado. Sin más, no presentamos en la entrega de premios creyendo que tendría lugar en el local de la FAMF resultando que la entrega era realizada por la asociación de vecinos Parque del Mar que también formaban parte del evento.

Con nuestra lado más humano y como uno más de los premiados recibimos con mucho orgullo este premio que fue recogido por nuestro compañero, demostrando que la CNT no estuvo en la carrera solo para informar y boicotear el acto si no para ayudar a los más necesitados desde dentro demostrando con nuestra honestidad que nuestro principal objetivo es acabar con los abusos y discriminaciones de nuestros compañeros discapacitados.

Joaquín Fernández: Tenemos unas preguntas para ti y para el Sr. Alcalde.

¿Por qué no se han entregado todos los premios juntos? ¿Qué estás buscando como presidente de la FAMF? ¿Sr. Alcalde tiene usted conocimiento del despido de nuestro compañero Antonio? ¿Sr. Alcalde que pasa con el taxi con licencia municipal 1217? ¿Dónde se encuentra?

Nosotros sabemos la verdad y la vamos a sacar a la luz pública, puede que le salpique a mucha gente no solo a la FAMF sino a algunos miembros de la corporación municipal.

LOS DISCAPACITADOS NO SON MERCANCÍA PARA GANAR DINERO, SON PERSONAS CON DERECHOS.

CNT de Málaga

 

 

 


publicado por uon às 10:29 | link do post

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Toda a gente sabe que o BPN era um feudo do PSD, onde figuras gradas desse partido, depois de saírem do governo tinham assento.

Esse assento de ouro era maquiavélico era saquear o mais que se podia e como diz Dias Loureiro quando saiu do poleiro não tinha dinheiro era um pobre desgraçado que não tinha onde cair morto.

Este senhor não foi julgado pelos celébres acontecimentos da pontes 25 de Abril e do bloqueio da mesma e mandou avançar a polícia de choque, onde foram feitos vários feridos entre os quais um jovem que ficou paraplégico para ao resto da vida.

Cavaco Silva então primeiro-ministro e Soares presidente deram a sua benção para desbloquear a ponte nem que para isso tivesse que haver mortos não os houve por pouco.

A partir dai se Cavaco já estava chamuscado com a política que fazia contra os trabalhadores com a Ponte 25 de Abril ficou uma nódoa negra.

Agora vem à baila o BPN e Cavaco tem pelo menos uma contas no mesmo é por que aquilo dava e quem nos diz a nós que também não comeu algum por que todos os ministros comeram bem e não são empregados, mas sim, os chefes, administradores que punham e dispunham dos dinheiro dos accionistas.

Um leitor do Público diz em relação ao BPN: Cavaco não foi à missa, mas viram-no sair da igreja".

Dias Loureiro na televisão viu-se mesmo que estava a mentir e deve ter muito a contar e oxalá o Oliveira e Costa meta a boca no trombone e vomite tudo cá para fora e denuncie que comeu para o povo saber com o que pode contar e anda a votar em trafulhas.

E será que Sócrates e o seu governo também não estão a esconder qualquer coisa com a nacionalização?

E a atitude de Constâncio é no minimo dúvidosa e deixa andar.Afinal ganha 5000 contos e não faz nada e quanto é que dá de lucro ao banco. Nada. É a fundo perdido.

Se houvesse justiça em Portugal o que não há por quem domina é a burguesia e os tribunais estão feitos com essa mesma burguesia, muita gente da graúda tem culpas no cartório e o aparelho de Estado está todo metido no mesmo saco.

 



publicado por uon às 10:23 | link do post

Domingo, 23 de Novembro de 2008

Cerca de 5000 trabalhadores da Função Pública, desfilaram na sexta-feira entre o Marquês de Pombal e S. Bento para protestar contra os aumentos propostos pelo governo, que são de 3%.

Os manifestantes parece que iam para uma festa ou procissão dado o seu grau de combatividade que parecia pouco convincente.

Os sindicatos contestam estes aumentos porque não fazem face aos constantes aumentos dos transportes, dos produtos de primeira necessidade, dos juros bancários, da gasolina, etc que tem engolido os ordenados.

Quem ganha pouco no Estado entre os 90  e os 200 contos, vê-se aflito para pagar as contas e o governo fecha os olhos para não dar aumentos no mínimo razoáveis.

Só um aumento geral de 10 contos, 50 euros podia os ordenados arrepiar caminho, mas o governo prefere dar dinheiro aos bancos em vez de dar a quem trabalha, mas a lógica da percentagem perdura e nisso os sindicatos e governo estão plenamente de acordo,  e as diferenças cada vez são maiores entre  quem ganha mais e quem ganha menos.

 



publicado por uon às 14:27 | link do post

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

As teses que estão em discussão no seio do Partido Comunista, para o próximo congresso que se realiza no próximo fim de semana continuam a ter como modelo de sociedade paises como CUBA, ViETNAM, LAOS, CHINA e COREIA DO NORTE como a vanguarda da classe operária e da ditadura do proletariado.

O PCP continua arreigado a mitos e neste anos não mudou nada e porventura é uma alternativa  ao regime capitalista burguês protagonizado pelo Estados Unidos e pelos países da CEE, Portugal incluido.

O PCP ao defender estes regimes sanguinários de cariz totalitário onde não existe a liberdade de pensamento e quem pensa doutra maneira ou é preso ou é internado ou em última análise é morto.

Também há partidos marxistas-leninistas eme vários países europeus a preconizarem a ditadura do proletariado como a via para o socialismo.

Não deixa de ser sintomático aquando da existência da União Soviética era muito comum haver golpes de Estado principalmente, em África e normalmente esses golpes eram da autoria de militares próximos ou apoiantes dos soviéticos, como por exemplo foi a Etiópia.

Com a queda do Muro de Berlim os Estados ditos "socialistas" como eram no Leste europeu o modelo que adoptaram foi o regime capitalista existentes no Ocidente, o que quer dizer que o regime capitalista e o "socialista de Estado" são uma alternativa a eles próprios, e quando não um está outro.

O modelo de regime capitalista tipo Ocidental encontra-se neste momente em maioria, só havendo uma lança de capitalista de Estado, em CUBA,  COREIA DO NORTE,  CHINA, etc.

A verdadeira alternativa a estes dois regimes só pode ser o sistema social anarquista protagonizado pelos próprios anarquistas e teve alguns impactos na revolução russa e na revolução espanhola de curta duração, por que o fascismo vermelho e o fascismo franquista/hitleriano não deixaram que este sistema se consolidasse e pudesse sobreviver sob o signo da autogestão revolucionária e anarquista.

Na revolução espanhola houve localidades onde o dinheiro deixou de circular não por obra e graça do espiranto santo ou de algum senhor, mas sim porque as populações assim o quiseram como é dito por um velho anarquista,  no filme "Memória Subversiva" de José Tavares.

 

 

 



publicado por uon às 10:38 | link do post

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
18

19
22
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Mais repressão nos espera...

Desemprego registado cai ...

Bloco quer mexer nos orde...

Situação na Europa e no M...

Noruega seria ainda mais ...

Mais radicais e populista...

Por que escolher uma dita...

O descaramento do PNR

“TESES SOBRE A VISITA DO ...

Vêu islâmico e trabalhado...

arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Março 2006

favoritos

Letra da Internacional An...

4 Julho de 1937:Foto do a...

Cartaz

Luta anarquista a Norte

Feira do Livro anarquista

O anarquismo na história ...

A accão directa é...

Filme "Memória Subversiva...

Consultório laboral

Projecto de Estatutos da ...

links
desde 23/05/11
contador de visitas
compteur de visite
agora
blogs SAPO