Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

23 trabalhadores da France Telecom (suicidaram se) foram assassinados por esta empresa, desde que a mesma adoptou uma estratégia de loucura empresarial face aos aos lucros da empresa.

Os trabalhadores são obrigados a responderam e empenharem-se para que a empresa tenha mais lucros, sob pena dos mesmos serem despedidos e jogados no desemprego.

Supressão de funções e de serviços de um dia para o outro, propostas de “transferências” para locais a centenas de quilómetros da residência sucedem-se para empurrar o máximo de funcionários para a saída. 

Em contrapartida os lucros que os trabalhadores conseguem sob muito stress e muitas press\oes vão automaticamente para os bolso dos accionistas âvidos de lucros e mais lucros.

É neste pé que estamos no Sec. XXI quando os trabalhadores deviam ter mais facilidades e uma vida pessoal mais livre, devido a imensa produção,  eis que surge de novo o lucro como forma de tirar a vida aos trabalhadores.

 



publicado por uon às 16:12 | link do post

Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009

As eleições determinaram que o PS apesar de ter governado tão mal o país para o lado do trabalhador e do da generalidade do povo português e bem para o lado dos banqueiros e empresários de sucesso foi o partido mais votado, tendo elegido 96 deputados, ficando muito longe da maioria absoluta que tinha obtido à quatro anos atrás.

Faz pensar como é um governo incompetente ganha novamente as eleições com uma percentagem tão significativa. Por isso é que o mundo está de pernas para o ar.

O PSD obteve 78 deputados e foi o grande perdedor da noite.Não conseguiu catalisar o descontentamento dos eleitores e traduzir os resultados das europeias.O PSD tem um passado governativo muito negro e os eleitores preferiram votar nos pequenos partidos parlamentares como o CDS.

O CDS fez uma campanha demagógica e reaccionária com a questão do rendimento mínimo e a segurança e conseguiu cativar alguns eleitores descontentes com o Sócrates mas menos esclarecidos.Não falta quem queira exterminar os pobres e dar o rendimento aos ricos grandes apoiantes do CDS.

O Bloco era previsível que beneficiasse do descontentamento do governo e elegeu 16 deputados o dobro de à quatro anos.Esperamos é que o Bloco não se junte ao PS a não ser que o PS mude 360 º mas isso não é previsível devido a obstinação de Sócrates.

O PCP apesar de não ter cativado o eleitorado descontente conseguiu eleger 15 deputados mais um que na anterior legislatura e mais votos.

Era previsível que a esquerda do PS subisse mais e não a direita do PSD e CDS, mas na realidade a direita teve mais votos embora estando em minoria.

A situação continua muito pouco simpática para os trabalhadores por que no essencial os grandes partidos junta-se sempre para retirar direitos conseguidos pelos trabalhadores.

A solução é só uma ou o trabalhador luta pelos mais elementares direitos ou  vai ficar ainda mais escravizado pelo capital.

 

 



publicado por uon às 15:16 | link do post

Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

La CNT de Adra volvió a movilizarse para denunciar públicamente la destrucción de seis puestos de trabajo en el área de mantenimiento de parques y jardines del Ayuntamiento. Con el rescate de este servicio público el 1 de enero de 2009, el Consistorio abderitano dejó en la calle a seis trabajadores. Unas semanas antes de consumar el rescate del servicio el Ayuntamiento manifestó de forma nítida que no le afectaba la obligación legal de respetar la cláusula de subrogación recogida en el Convenio Estatal de Jardinería, convenio por el cual se regían estos trabajadores.

Esta cláusula asegura la continuidad de la plantilla ante una eventual sucesión de empresas o el rescate del servicio por un ente público. Para complicar más este conflicto Medio Ambiente Dalmau, la empresa concesionaria de este servicio público, procedió al despido objetivo de estos seis trabajadores el último día en el que expiraba la concesión.

Mas información en: http://cntaitadra.blogspot.com/



publicado por uon às 15:03 | link do post

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

As eleições estão à porta os partidos percorreram Portugal de lès-a-lés em busca de votos.

É sempre o mesmo fado as arruadas com meninos vindo de Lisboa de bandeirinha em punho os comicios e os jantares, as frases, os insultos, as mentiras, as maquinações, a poluição sonora e ambiental tem tudo um objectivo: enganar os pagade mais uma vêz.

Neste fado entram também as empresas de sondagens que dão todas a vitória ao PS.

Desde comentadores, jornalistas todos querem que o povo volte a votar no PS.

A verdadeira sondagem será feita nas próprias eleições, mas é muito capaz  de haver alguma falcatrua de última hora

Por que é Portugal não tem observadores europeus das suas eleições, por que aqui é tudo gente séria, só nos países do terceiro mundo é que existe fraude.

Nas coampanhas eleitorais houve-se de tudo promessa e mais promessa, Golpes de Estado entre Belém e S. Bento.

Até o Bloco de Esquerda já entrou nesse jogo viciado do diz que disse, era um partido tão mal comportado e de um momento para o outro está à porta de entrar para o governo.

O Bloco e o PCP só podem dar as mãos e anunciarem uma alternativa para mostrarem o quem valem sem são um blaff na esquerda.

O CDS de Portas que é um homem cheio de força quando aperta as mãos à pessoas percorreu Portugal com a sua arrogancia e o seu desplante de um partido radical de extrema direita:acabar com o rendimento mínimo que é a coisa mais miserável que se podia pedir e só os indegentes e pobres vítimas do sistema que o sr. Portas ajudou a fundar e agora quer mata-los à fome.

Por que é um deputado merece tanto dinheiro e um rendimento mínimo merece tão pouco.O que é um deputado produz?

As compras no supermercado são iguais para todos.

O PS ao longo deste quatro anos fez uma politica de terra queimada roubou o pode aos trabalhadores da Função Pública, desde aumentos miseráveis, alteração do regime de carreiras, que não é bom, mas sempre era melhor que o actual, aumento de idade de reforma e com penalizações, etc, etc.

Pede-se aos funcionários publicos que não dêem um único voto ao PS.

É responsável por um Código do Trabalho bom para o patrão mau para o trabalhador.

O trabalhador com este governo regrediu na sua condição hoje é quase um escravo ao serviço do patrão.

Mas os escravos de vez em quando revolta-se e mandam borda fora os senhores, foi assim no passado e será assim no futuro é uma questão de tempo.
Não sabemos o que irá acontecer no dia 27  e quem vai ganhar ou perder, mas os resultados das europeias são indicador de como irá decorrer a votação.

Se o PSD ganhar também não sabemos o que irá acontecer a seguir.

Pelo andar da carruagem do passado o PSD no governo foi muito mau e abriu caminho a um PS ávido de tachos para os amigos e clientelas partidárias.

 

O ÚNICO VOTO SEGURO  E CERTO E NUNCA FALHA SÓ PODE SER A ABSTENSÃO

 

 

 

 



publicado por uon às 16:29 | link do post

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Passado 35 anos depois do 25 de abril que abriu a esperança para um futuro melhor e de liberdade e de bem-estar para todo povo português que acabou com as velhas fascistas do regime salazarista, somos hoje confrontados com um renascer das velhas instituições repressivas que não mudaram com o 25 de Abril.

À boa maneira pidesca e da gestapo alemã as instutições repressivas batem a porta de uma pessoa vasculham tudo tiram fotografias e apreendem computador pessoal, isto é um sintoma que a tão apregoda liberdade do cidadão está muito doente e a própria "democracia" esta posta em caus e parece-se mais com um regime fascista.

Para eles tudo é difamação quando nós nos revoltamos contra as injustiças e a favor das liberdades e contra a nossa própria exploração de trabalhadores assarialiados o poder diz que difamação, mas não é difamação andarem a todos os dias a massacrarem as nossas vidas com mentiras mais que descabeladas só para se manterem no poder.

 

 (email recebido)

 

escrevo este email para informar que na última quinta-feira, dia 10 de setembro pelas 8 horas da manhã, fui acordado por 3 agentes da polícia judiciária na posse de um mandado de busca e apreensão à casa onde eu vivo em lisboa. vasculharam o meu quarto e um espaço comum da casa, tiraram fotografias, recolheram literatura e material informático (entre computadores e suportes de dados como discos externos e dvds).
depois fui levado à secção de combate ao terrorismo e banditismo da polícia judiciária, na av. columbano bordalo pinheiro, onde acabei por ser informado do que sou acusado. deram-me como arguido num processo por difamação e incitação à violência.
na base deste processo está um post colocado no blog em
http://redelibertaria.blogspot.com/2009/01/blog-post.html.

mostraram-me documentos (do google e da pt) que dizem ter havido uma ligação da parte de um administrador do site a partir da minha linha adsl de acesso à internet num dia do princípio de fevereiro deste ano. sendo que a minha rede está aberta e acessível a alguma distância da minha casa, não é possível eu conseguir saber quem terá postado o post.

demorei este tempo a mandar-vos este email porque fiquei bastante abananado com a situação. ficaram-me com um computador que eu uso diariamente para o que fôr, onde tenho coisas que só a mim dizem respeito, e sinto-me brutalmente observado, espiado, controlado.

dou também uma opinião sobre o post (como um comentário que não pus na altura em que foi publicado): não concordo com a forma. não atinge o alvo. matar duas  moscas não acaba com a merda que as atrai nem com as outras duas moscas que lhes sucedem. concordo no entanto com a raiva sincera e honesta de onde veio o post.

acabo assim por dizer que este email é para vocês e para a polícia judiciária, que, imagino, estará atenta aos meus e aos vossos emails.

o bigbrother não é na tvi

saúde

 

V.



publicado por uon às 14:32 | link do post

Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

 Um trabalhador da Lisnave-Mitrena Setúbal  membro da comissão de trabalhadores foi despedido numa atitude vingativa dos dirigentes da empresa, por ter participado num plenário dos trabalhadores precários, que a Administração tentara inviabilizar.

Segundo fontes o sindicato do sector decidiu contestar o despedimento, recorrendo à via jurídica e a uma acção de luta (greve e concentração de solidariedade), que decorre hoje dia 22, entre as 8 e as 10h, junto à porta da Lisnave.

A Lisnave é uma empresa pertencente ao grupo Melo  de reparação naval foi no passado um empresa bastante lucrativa e uma empresa que serviu de tubo ensaio de luta de classes e luta entre partidos de esquerda e direita.

Hoje os trabalhadores que nela laboram estão ainda hoje debaixo de um pacto social permitido nos fins dos anos 80 pelos sindicatos tanto da CGTP/UGT.

Hoje a luta de classes praticamente desapareceu tirando alguns conflitos sociais no interior da empresa de pequena monta faz desta empresa uma empresa morta em matéria de luta sindical.



publicado por uon às 15:15 | link do post

CNT Rechaza la ley de autoridad pública docente


 

Bájate el Panfleto

 

En los últimos días, la máxima responsable del gobierno de la Comunidad de Madrid, Esperanza Aguirre, ha señalado que piensa aprobar una ley que otorgue a los profesores de primaria y secundaria la condición de autoridad pública, como la que tienen la policía o los jueces. Con ello dice buscar un mayor respeto para los docentes.
 
Desde el Sindicato de Enseñanza e Intervención Social de CNT-AIT Madrid queremos mostrar nuestro más absoluto rechazo a este proyecto. Los trabajadores de la enseñanza que formamos este sindicato no queremos ser autoridades públicas y, además, queremos señalar lo siguiente:

1. No queremos que con su demagogia, Aguirre desvíe la atención del deterioro de la enseñanza y la corrupción que le rodea. En vez de leyes que otorguen la condición pseudopolicial a los docentes creemos que se debe dar los recursos a los trabajadores para desempeñar nuestra labor con dignidad. Nos quitó la red de formación (los CAP's) para crear una mucho más pobre, económica y mercantilizada. Tendremos una formación peor, pero seremos autoridades públicas. Nos quita los recursos de los departamentos de orientación para que estos no detecten necesidades del alumnado que después es caro cubrir. Tendremos alumnos con necesidades especiales que jamás seremos capaz de afrontar, pero seremos autoridades públicas. Incrementa las ratio (alumnos por clase) saltándose la legalidad para que un trabajador de enseñanza esté trabajando con 20 niños de un año (o 26 alumnos de 3 años ó 38 que tengan 16 años...), pero seremos autoridades públicas, etc. Suponemos que todas estas medidas irán encaminadas a disminuir esa violencia e incrementar la autoridad del profesor.

2. Nos parece una tomadura de pelo querer combatir la mayor o menor conflictividad en las aulas incrementando la jerarquía del docente y penalizando o creando un ambiente penitenciarista. Por poner un ejemplo: los estados con códigos penales más severos no son los que registran menos criminalidad sino más bien al contrario.

3. Nos parece de una hipocresía extraordinaria el sistema de valores dominante en nuestra sociedad: hace pocos años en la Comunidad de Madrid se creó la llamada policía de proximidad anunciada en las empresas de información de masas. Se decía que este cuerpo cercano al ciudadano en los barrios establecería relaciones cordiales con la gente para prevenir la delincuencia, ayudar en los problemas cotidianos y hacer cercana la seguridad que todo ciudadano querría tener. Esta inversión de valores que hace al maestro cada día más policía y al policía cada día más maestro y compañero de escuela marca el modelo desquiciado de valores que rige nuestra sociedad que camina sin rumbo hacia no sabemos dónde, aunque intuimos algo aún peor que lo que nos toca vivir hoy.

4. Es un sinsentido tomar medidas demagógicas, involucionistas y reformistas que quieran eliminar la violencia en las aulas como si éste fuera un problema coyuntural, cuando en realidad es un problema estructural. Con esto queremos decir que no se puede eliminar la violencia de las aulas porque el propio sistema educativo se sostiene sobre los propios principios de la violencia, porque es reflejo del sistema económico y social, el capitalismo, que tiene su base en la violencia en muy diversas y complejas formas: violencia económica, cultural, simbólica, etc. En cualquier caso la conclusión es sencilla: el capitalismo no sólo produce violencia fruto de sus contradicciones sino que necesita un grado muy fuerte de violencia para su propia perpetuación.
Mientras haya desigualdad habrá violencia, e incrementar las jerarquías y aumentar las desigualdades, no sólo no disminuye la violencia sino que la hace mayor.

Por todo lo expuesto y muchas más razones, rechazamos la todavía presunta ley de autoridad pública docente, la proponga quien la proponga sean partidos políticos o sindicatos subvencionados de cualquier calaña.

Nosotras/os, por el contrario, siempre preferiremos medidas encaminadas a mejorar el ambiente educativo: bajar las ratios, aumentar presupuestos, mejorar la formación de docentes, son solo algunas de las medidas deseables encaminadas a hacer de las escuelas espacios de autogestión y asamblearismo para fomentar el crecimiento de individuos autónomos y responsables.
 

Puedes leer todas nuestras propuestas en nuestra TABLA REIVINDICATIVA.

 

http://ensemad.cnt.es/content/view/239/1/



publicado por uon às 15:07 | link do post

Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

balconada

O Sindicato CNT ven de abrir unha sede na vila de Betanzos, máis concretamente nos aledaños da Ponte Nova

 O traballo realizado nos ultimos meses fixo que esta Organización que non existía nesta vila desde 1936, acade agora uhna consolidación que lles permete abrir un lugar onde "os traballadores de Betanzos e comarca temos un sindicato para defendermos das politicas do empresariado e o Capital, e ser unha alternativa ao sindicalismo claudicante dos mal chamados maioritarios" segundo as palabras dun membro do Comité Sindical.

Este Comité Local composto por 5 persoas será o encargado de coordinar as diferentes areas do Sindicato de Oficios Varios. Polo momento a CNT conta xa con afiliados no Metal, na Construccion, na Hostalaría e Comercio, e no ensino público, segundo afirmou o Secretario de Organización, Suso García.



publicado por uon às 15:39 | link do post

Sábado, 19 de Setembro de 2009

na treintena de solidarios, convocados por la CNT, se reunieron ayer a las puertas de los talleres IVECO de Utrera para exigir la readmisión de un trabajador despedido por reivindicar sus derechos.

Con el lema "Castejón despide, CNT no se calla", el sindicato de CNT de Utrera, junto a los del Arahal y Sevilla, se concentró en la jornada de ayer a las puertas de los Talleres Iveco-Castejón de Utrera para denunciar el despido de uno de los trabajadores.

Imagen
Este trabajador, de 62 años de edad, llevaba 7 años trabajando para dicha empresa y fue despedido el pasado mes de julio con la excusa de falta grave por una supuesta inasistencia al trabajo, al ser trasladado a Alcalá de Guadaira por la misma empresa.

Desde CNT se denuncia este despido por ser un montaje para despedir a un trabajador que había exigido sus derechos antes de ser trasladado, lo que por desgracia es una práctica habitual en estos tiempos de crisis, pero que no vamos a consentir de ningún modo.

ANTE LOS DESPIDOS, NI UN PASO ATRÁS



publicado por uon às 18:44 | link do post

Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009

Todos os partidos da Esquerda à Direita só falam das pequenas e médias empresas em Portugal,

Sim por que as grandes empresas metalomecânicas, etc. que haviam no passado foram desmanteladas pelos partidos que passaram pelo governo.

Agora como as grandes empresas só proliferam nos serviços banca. seguros, PT, Correios, e as câmaras municipais e a empresa ESTADO o resto foi tudo vendido ou deslocalizado ou desmantelado.

Os políticos só uma saída as pequenas e médias empresas para falarem.

Acontece que nestas empresas os trabalhadores são tratados abaixo de cão precarizados,  explorados,  reprimidos e onde os sindicatos em muitas empresas não entram por razões óbvias.

Os patrões tem medo do sindicatos (mesmo reformistas que sejam) como o diabo da cruz e os trabalhadores muitas não se podem sindicalizar por podem ser despedidos e se quiserem defender os seus direitos então aí o caso muda de figura e ai entra o corpo de segurança especial para fazer valer os direitos dos patrões e contra quem produz tudo e nada recebe.

Por isso Sr. políticos deixem de bazófias e se tiverem tomates resolvam os problemas da precariedade laboral e a escravidão que grassa  nas pequenas e médias empresas.



publicado por uon às 15:45 | link do post

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
18

19
22
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Mais repressão nos espera...

Desemprego registado cai ...

Bloco quer mexer nos orde...

Situação na Europa e no M...

Noruega seria ainda mais ...

Mais radicais e populista...

Por que escolher uma dita...

O descaramento do PNR

“TESES SOBRE A VISITA DO ...

Vêu islâmico e trabalhado...

arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Março 2006

favoritos

Letra da Internacional An...

4 Julho de 1937:Foto do a...

Cartaz

Luta anarquista a Norte

Feira do Livro anarquista

O anarquismo na história ...

A accão directa é...

Filme "Memória Subversiva...

Consultório laboral

Projecto de Estatutos da ...

links
desde 23/05/11
contador de visitas
compteur de visite
agora
blogs SAPO