Quinta-feira, 31 de Maio de 2012

RETIRADO COMENTÁRIO DAQUI http://5dias.net/2012/05/29/e-a-28-de-maio/

 

Estes meninos das PSP, BIR, EIR, CI… e companhia limitada são na verdade já muitos de extrema-direita travestida de agentes da “autoridade”. É irem ali a certas esquadras da Margem Sul por exemplo e verem quantos é que andam tatuados com frases do tipo “Só Deus me julgará” e “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” por exemplo. E vão lá ver quantos “agentes da autoridade” é que andam nas reuniões do PNR e da Aliança Nacional.
Andam sedentos de fome de espancar o povinho e impor a todo o custo a autoridade nas ruas à laia de Salazar. Um gajo que se candidata a uma força de intervenção deste tipo não está por certo a pensar numa vida a ler o Mein Kampf, tem de meter a ideologia em prática.

 

COMO DEUS NÃO JULGA NINGUÉM NUNCA SERÃO JULGADOS



publicado por uon às 17:51 | link do post

Cristine Lagarde a ex.ministra de Sarkozi  e agora dona do FMI teve uma tirada brilhante.

Tinha mais pena das crianças do Shaell do que dos gregos e que deviam pagar impostos.

Mas esta senhora não vê que os os gregos querem ser gregos e não querem ficar como as pessoas do Shaell.

O FMI é ums das organizações responsaveis pela fome e miséria que grassa no Sahell.



publicado por uon às 16:33 | link do post

Capa da Matéria

No tempo de Salazar havia Pide que era uma polícia política tenebrosa e sinistra que tinha carta branca do regime fascista para actuar contra quem simplesmente ousasse falar mal do regime.

Muitos resistentes ao fascismo foram presos e torturados deportados e mortos na cadeias do Caxias, Aljube, Peniche, Tarrafal e outras.

Depois do 25 de Abril a Pide terminou o seu reinado mas como houve um retrocesso o chamado regime democrático teve necessidade de se precaver como mais serviços de informações ao serviço desta dita democracia.

Agora  que estamos com "estabilidade politica" e não há perigo que isto degenere em queda do regime a polémica entre Relvas e Silva Carvalho versus jornalistas e mais que virá, onde temos os serviço de informações do estado ao serviço dos interesses empresariais o que é mais fino e dá para ganhar uns milhões aos vendilhões do templo.

Estas polémicas é o que vem a lume e extravasa cá para fora e já não pode ficar no segredo dos deuses e onde a imprensa mete o nariz para completar o ramalhete, mas o que não se sabe deve ser mais apimentado e apetecido.

Estas polémicas revelam que o regime democrático está apodrecido e há-de ser vitima sua própria podridão o esperamos que o mais rapidamente possível.

 

 

 



publicado por uon às 10:15 | link do post

Quarta-feira, 30 de Maio de 2012

Segundo estudo sobre o aumento horário de trabalho os trabalhadores de esquerda é que só mais, a par das mulheres que tem de conjugar o trabalho doméstico.

Este estudo é uma autêntica burrice. Todas as pessoas sofrem com o aumento do horário de trabalho sejam elas de direita de esquerda ou anarquistas ou sem nenhuma ideologia.

O aumento do horário de trabalho retira tempo para a vida às pessoas.

Os trabalhadores quando estão a trabalhar parece que estão numa prisão e quando são mal pagos e explorados pelo patrão e sob pressão ainda mais.

Trabalho vem do grego tripaliun que significa instrumento de tortura.

Quando esses direitistas do PSD querem fazer trabalhar mais os trabalhadores em prol da crescimento económico esse ideia só vem de pessoas que tem vistas curtas e não sabem o que é trabalhar e ser explorado ao mesmo tempo.

Os trabalhadores só deviam trabalhar 5 horas por dia para dar trabalho a quem não têm.

 

 



publicado por uon às 10:37 | link do post

Terça-feira, 29 de Maio de 2012





FALTA   DE   VERGONHA   NACIONAL
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

QUANTO CUSTA TUDO ISTO AO POVO PORTUGUÊS ??????

E NENHUM POLÍTICO TEM CORAGEM PARA ACABAR COM
109  Belos e Gordos Observatórios,  109,
POIS ESTÃO LÁ MUITOS COMPADRES, AFILHADOS  E  AMIGALHAÇOS

E, PORQUE SE PAGAM A TODOS ESSES PARASITAS, DEPOIS NÃO HÁ DINHEIRO
PARA PAGAREM OS SUBSÍDIOS DE FÉRIAS E DE NATAL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ACORDA, Ó POVO ADORMECIDO !!!!!!!!

Observatório das actividades culturais
Observatório Alzheimer
Observatório ambiental de teledetecção atmosférica e comunicações aeroespaciais
Observatório do ambiente
Observatório dos apoios educativos
Observatório das artes e tradições
Observatório para os assuntos da família
Observatório de biologia e sociedade
Observatório da caça
Observatório da censura
Observatório do centro de pensamento de política internacional
Observatório de cheias
Observatório da cidadania
Observatório das ciências e do ensino superior
Observatório das ciências do 1º ciclo
Observatório das ciências e tecnologias
Observatório do comércio
Observatório da competitividade e qualidade de vida
Observatório da comunicação
Observatório da comunicação (Obercom)
Observatório da comunicação local
Observatório da criação de empresas
Observatório do desenvolvimento do Alentejo
Observatório do design
Observatório da economia mundial
Observatório para a educação sexual
Observatório do emprego e formação profissional
Observatório do emprego em portugal
Observatório do endividamento dos consumidores
Observatório de entradas na vida activa
Observatório estatístico
Observatório estatístico de Oeiras
Observatório dos estudantes do ensino superior
Observatório europeu da droga e toxicodependência
Observatório europeu das pequenas e médias empresas
Observatório europeu do racismo e xenofobia
Observatório europeu das relações profissionais
Observatório europeu da sismologia
Observatório europeu do sul
Observatório de festas e património
Observatório do fogo
Observatório geopolítico das drogas
Observatório para a gestão de áreas protegidas
Observatório da globalização
Observatório da habitação
Observatório ibérico do acompanhamento do problema da degradação dos
povoamentos de sobreiro e azinheira
Observatório para a igualdade de oportunidades
Observatório da imigração
Observatório da imprensa
Observatório da inovação e conhecimento
Observatório de inserção profissional
Observatório da inteligência económica
Observatório para a integração de pessoas com deficiência
Observatório jornalismo electrónico e multimédia
Observatório da língua portuguesa
Observatório da literatura e da literacia
Observatório local da Guarda
Observatório Mor das comunicações
Observatório magnético de Coimbra
Observatório dos medicamentos e dos produtos da saúde
Observatório médico
Observatório do mercado de arroz
Observatório dos mercados agrícolas
Observatório nacional da dança
Observatório nacional da diabetes
Observatório nacional das doenças reumáticas
Observatório nacional da droga e toxicodependência
Observatório nacional das profissões de desporto
Observatório nacional dos recursos humanos
Observatório nacional de saúde
Observatório nacional dos sistemas multimunicipais e municipais
Observatório da natureza
Observatório da neologia do português
Observatório de neologismos do português europeu
Observatório do ordenamento do território
Observatório permanente do ensino secundário
Observatório permanente da juventude
Observatório permanente da justiça
Observatório permanente das organizações escolares
Observatório permanente da segurança do Porto
Observatório de políticas de educação e de contextos educativos
Observatório das prisões portuguesas
Observatório português dos sistemas de saúde
Observatório qualidade
Observatório da qualidade do ar
Observatório da qualidade em serviços de informação e conhecimento
Observatório sobre o racismo e intolerância
Observatório para a reabilitação urbana
Observatório das regiões em reestruturação
Observatório regional de Leiria
Observatório da restauração
Observatório de reumatologia
Observatório robótico
Observatório de segurança
Observatório da segurança nas profissões
Observatório da segurança rodoviária
Observatório do sistema de aviação civil
Observatório da sociedade de informação
Observatório solar e heliosférico
Observatório do sul Europeu
Observatório dos tarifários e das telecomunicações
Observatório dos territórios rurais
Observatório têxtil
Observatório de Timor Leste
Observatório transfronteiriço Espanha-Portugal
Observatório do turismo
Observatório urbano do eixo atlântico
Observatório vida
Observatório virtual da astrofísica


E no fim de tudo, nada enxergam !



publicado por uon às 17:42 | link do post

 
    
 
 
AVISO

Nesta cidade vários edifícios, pertencentes ao património público, encontram-se, há diversos anos, devolutos e a necessitarem de recuperação sem que as entidades responsáveis tenham procedido à sua manutenção e utilização em benefício dos cidadãos.

Os cidadãos de Lisboa vêm por este meio informar a Câmara Municipal desta cidade, que tem 10 dias úteis a contar a partir da presenta data para reabilitar ou dar alguma utilidade pública ao edifício situado na ............................................................................................................................................. ou o mesmo passará a estar disponível para ser ocupado por quem dele necessite para fins de  habitação e/ou para realizar actividades de ordem social ou cultural, comprometendo-se os mesmos a fazer as beneficiações que estiverem dentro das suas possibilidades.

Findo o prazo desta notificação, este edifício será marcado como devoluto passando a constar da lista de prédios que poderão ser ocupados a qualquer momento.

 

 

Lisboa, …..… de ………………….………………de……..

 

Os cidadãos de Lisboa

 

 

 

 

INDIGNADOS DE LISBOA
Campanha pela recuperação e preservação de prédios públicos devolutos da Cidade de Lisboa



publicado por uon às 15:05 | link do post

As ocupações de casas tiveram algum impacto no período após o 25 de Abril de 74, como muitas ocupações de casas, terras, etc que estavam desocupadas em bairros camarários que eram propriedade da câmara de Lisboa e em outra localidades e muita gente ocupou-as com o apoio dos militares.

Hoje em dia as coisas são diferentes, as únicas pessoas que ocupam casas nos bairros camarários, ou outras são os ciganos, mas são despejados logo a seguir pela policia municipal, denunciados pela vizinhança.

Hoje ocupar é mais um acto de valentia e serve para tomar o pulso ao próprio sistema que continua muito autoritário e represssivo por que eles querem conservar o tacho a todo o custo.

No caso das ocupações para fins culturais e activistas é igualmente o mesmo.

Mas para um projecto como o da es.co.la a ocupação serviu para mobilizar várias centenas pessoas, mas o sistema não quer coisas diferentes dos deles e por isso andaram a preparar o assalto final para pôr o pessoal na rua.

Agora para dar continuidade a melhor das soluções era encontrar um espaço cedido por um privado a titulo de empréstimo ou alugar um espaço para começar novamente.

Claro que falta o mais importante o dinheiro para pagar a renda... mas isso é como fazer um empresa, cooperativa ou associação, custa dinheiro.

 



publicado por uon às 13:38 | link do post

Segunda-feira, 28 de Maio de 2012

 

 

A FLA, sigla da Frente de Libertação dos Açores, volta agora aparecer. A razão é o festejo do aniversário do 6 de Junho, mas a ideia de um arquipélago independente ainda não foi abandonada.

 

A FLA foi uma organização de direita caceteira que surgiu a seguir ao 25 de Abril para reclamar a independência dos Açores em oposição à esquerda que dominava no continente.

Uma coisa é certa foi a direita quase extrema que tem governado Portugal desde o 25 de Abril e os resultados estão à vista:corrupção, endividamento externo, repressão económica e social e politica sobre o povo.

Sabemos que esta esquerda nacional não é de confiar, mas queremos ver na prática as suas ideias.

Se o povo açoriano quiser ser independente terá de se manifestar para levar para a frente esse desejo e não é preciso fazer estudos, por sabemos que os Açores são viáveis.

Como anarquistas que somos achamos que os povos tem direito a independência sejam eles no país basco, na Irlanda, no Algarve, Alentejo, Minho onde quer que seja desde que seja esse o sentimento geral e emane melhorias substanciais para o povos.

Somos pelo internacionalismo proletário e pela solidariedade e contra nacionalismo bacoco fora de prazo.

O que fazia falta era nascer uma frente de libertação anarquista, nos Açores para agrupar os explorados e ofendidos.

 

 

 

 



 



publicado por uon às 16:12 | link do post

[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York[EUA] Imagens da 6ª Feira do Livro Anarquista de Nova York

 

Foi com grande sucesso de público que a Feira do Livro Anarquista de Nova York, realizada entre os dias 13 e 15 de abril, no Judson Memorial Church, em Manhattan, chegou a sua 6ª edição.

Além dos estandes de livros novos e usados e outros materiais, de inúmeras editoras, distribuidoras, grupos e organizações, a Feira contou com diversas atividades, tais como palestras, discussões abertas, exposições e oficinas.

agência de notícias anarquistas-ana



publicado por uon às 10:17 | link do post

[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris[França] Imagens da Feira do Livro Libertário 2012, em Paris

 

A Feira do Livro Libertário 2012 realizada de 11 a 13 de maio, no Espaço de Animação dos Blancs-Manteaux, em Paris, repetiu o sucesso de público dos anos anteriores.

Milhares de pessoas passaram pela Feira nos três dias de evento. Livros, jornais, zines, HQ, CDs, DVDs, camisetas, apresentações culturais, filmes, palestras, rodas de conversas e lançamentos de livros com a presença de escritores, foram algumas atrações.

Nos quase 100 expositores de toda a França e outros países da Europa, milhares de exemplares de livros e outras publicações de diversos gêneros, voltados principalmente para o pensamento e a luta anarquista e até para o público infantil, os interessados compraram livros novos por até 1 euro.

A Radio Libertaire montou um estúdio no local e transmitiu ao vivo entrevistas com editores, autores e público em geral.

A Feira do Livro Libertário de Paris foi uma realização da Federação Anarquista francófona.

Galeria de imagens da abertura da Feira, 11 de maio:

http://www.citizenside.com/fr/photos/culture/2012-05-11/59843/ouverture-...

agência de notícias anarquistas-ana



publicado por uon às 10:05 | link do post

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
18

19
22
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Mais repressão nos espera...

Desemprego registado cai ...

Bloco quer mexer nos orde...

Situação na Europa e no M...

Noruega seria ainda mais ...

Mais radicais e populista...

Por que escolher uma dita...

O descaramento do PNR

“TESES SOBRE A VISITA DO ...

Vêu islâmico e trabalhado...

arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Março 2006

favoritos

Letra da Internacional An...

4 Julho de 1937:Foto do a...

Cartaz

Luta anarquista a Norte

Feira do Livro anarquista

O anarquismo na história ...

A accão directa é...

Filme "Memória Subversiva...

Consultório laboral

Projecto de Estatutos da ...

links
desde 23/05/11
contador de visitas
compteur de visite
agora
blogs SAPO