Quinta-feira, 28 de Março de 2013

O regresso de Sócrates á ribalta politica nada trouxe de novo a não ser um Sócrates velho e queimado que já conhecíamos do Governo.

Os tiques autoritários mantém-se e agora revelou-se uma nova característica com uso da palavra " narrativa" que disse mais de 50 vezes que não deixou de ser enfadonho e cansativo.

Disparou em todas as direcções, vitimou-se o que já estavamos habituados.

Sócrates é acusado de ter deixado o país de rastos, e deixou mas este governo tem sido um cão fiel ao dono ao introduzir politicas que só tem desgraçado os trabalhadores como mais cortes nos salários nas reformas, repressão laboral social e policial, desemprego, aumento de idade de reforma que só tem conduzido ao que vivemos hoje e tão depressa não vamos sair.

Pois é com essa narrativa também não se vai safar.



publicado por uon às 15:33 | link do post

Quarta-feira, 27 de Março de 2013

miguel-relvas-pinto-balsemao-jorge-silva-carvalho-segredos1

Dos governos espera-se tudo. Deste também. Mas a pouca vergonha, à descarada, é própria dos indigentes mentais. Nem já procuram disfarçar. Num momento em que anunciam despedimentos na Função Pública, Passos Coelho e o resto da troupe integraram, por despacho, publicado em “Diário da República”, Silva Carvalho, antigo super-espião, que usou as informações que detinha para uso comercial (pondo-as ao serviço da Ongoing e cujo processo está em julgamento),  na Função Pública. E onde é que lhe haviam de dar o  tacho? Claro, na Presidência do Conselho de Ministros e “com efeitos reportados a 1 de dezembro de 2010″. A nós, anarquistas, nada disto já nos estranha: é esta a função dos governos e os espiões, sejam eles quem forem, são sempre da sua confiança – servem para qualquer trabalho sujo e as informações de que dispõem terão sempre utilidade num futuro mais ou menos próximo.

Mas esta gente, enquanto tal, mete nojo: sempre em negociatas, com ordenados chorudos ao fim do mês,  sócios uns dos outros e cúmplices no arrastar para o desemprego e para a miséria centenas de milhar de portugueses e portuguesas, impotentes (?) face à desfaçatez, à opulência e à exploração dos de cima, dos que vivem à “tripa forra” e exercem o poder, cada vez mais, duma forma autocrática, grupal e, em muitos casos, puramente ditatorial em que são eles os únicos que ditam as regras do jogo. De um jogo em que os de cima são os únicos a tirarem grandes e chorudos proveitos. Sem o mínimo de vergonha ou de ética. A corrupção e o amiguismo estão-lhes na massa do sangue e, protegidos pelas forças repressivas, “cantam de galo”. Até quando?

 

http://colectivolibertarioevora.wordpress.com/2013/03/26/a-vergonha-que-e-este-governo-despedem-trabalhadores-e-poem-profissionais-da-espionagem-no-quadro/



publicado por uon às 10:56 | link do post

Terça-feira, 26 de Março de 2013

O sector imobiliário é um dos maiores palcos de corrupção e saque, dos detentores do poder politico, em Portugal.
Mas as reformas e subvenções, são outro palco de saque, uma verdadeira tragédia que todos os portugueses tão bem conhecem e repudiam. Mas o que importa é que os políticos gostam, e jamais lhe colocarão um travão.
Macário Correia é apenas mais um, dos que conseguiu sair a ganhar muito, com ambos os casos.
Faria todo o sentido que alguém fosse preso pelos actos de corrupção urbanística,  mas em Portugal, para além da impunidade, ainda se premeiam e permite que estes senhores do mal, recebam reformas, mais subvenções e ainda mais uns trocos, pelo belo serviço que prestaram ao país. 

Aos 55 anos, já tem uma choruda reforma, para receber ao longo de muitos anos. 

As reformas 
"Quando Macário Correia deixar o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Faro tem garantida a reforma antecipada, a seu pedido, num valor superior a 2300 euros.
Macário Correia foi condenado, em junho de 2012, pelo Supremo Tribunal Administrativo, a perda de mandato por violação dos regulamentos de urbanismo e ordenamento do território quando era presidente da Câmara de Tavira."  fonte

"No futuro receberei três frações, uma subvenção da Assembleia da República, uma da Caixa Geral de Aposentações e as despesas de representação e os subsídios de alimentação, que é um valor reduzido", explicou ao Expresso." fonte 

A incompetência e a impunidade
"Lamenta-se ainda, Macário Correia por alguém reclamar de construções em Reserva Ecológica. Pois bem, Macário Correia só não está a contas com outras situações, porque o IGAL fechou os olhos a outras situações, cujos elevados interesses não podiam ser questionados, como os Resorts na península de Cabanas de Tavira.
A 14 do corrente, Frias Marques, presidente da Associação Nacional de Proprietarios, dizia ao CM que "Quem tiver casa a menos de cinquenta metros do mar ou de um rio vai ser obrigado a provar em tribunal, através de uma acção contra o Estado, que o imóvel pertence a antepassados ou está nas mãos de privados desde uma data anterior a 1864. Quem não o fizer até 1 de Janeiro de 2016 arrisca-se a perder o direito sobre o imóvel. Fica impedido de vender ou realizar obras".
Como é que alguém pode confirmar ou provar a propriedade ou a posse dos terrenos da península de Cabanas de Tavira? E, se Macário Correia sabia disto como autorizou aquelas construções em terrenos que em principio são do Domínio Publico Marítimo.
Neste contexto, Macário Correia comporta-se como um autentico piegas, a quem foi tirada a impunidade de que gozava. Faltam agora todos os outros espalhados por esse País fora, que os há em quase todos os municípios. Malandragem!" fonte

Os casos provados

"Os factos apontados pelo Supremo Tribunal Administrativo para condenar o presidente da Câmara de Faro, Macário Correia, à perda de mandato referem-se ao licenciamento de obras privadas, como moradias e piscinas, em freguesias rurais do concelho de Tavira.
Os casos remontam ao terceiro mandato de Macário Correia à frente da Câmara de Tavira, entre 2005 e 2009, e em causa estão, por exemplo, a construção de uma moradia no sítio dos Juncais, freguesia de Santa Maria, de outra residência no Vale da Murta, também em Santa Maria, ou a construção de uma piscina em Alqueivinho, na freguesia de Santa Catarina da Fonte do Bispo.

Estes licenciamentos integram um conjunto de mais de uma dezena de processos escrutinados pela Inspeção Geral da Administração Local (IGAL) numa auditoria feita à Câmara de Tavira e que posteriormente levou o Ministério Público a pedir a perda de mandato do autarca no Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé, por violação das normas do Plano Regional de Ordenamento do Território (PROT) do Algarve e do Plano Diretor Municipal (PDM).

São obras privadas, como moradias e piscinas, em freguesias rurais do concelho de Tavira No relatório da IGAL sobre o licenciamento de uma piscina na freguesia de Santa Catarina, ao qual a Lusa teve hoje acesso, é referido que os solos em causa integram a Reserva Ecológica Nacional (REN) e estão em Área Florestal de Uso Condicionado definida pelo PDM.
Este facto, juntamente com a área de implantação da mesma exceder o inicialmente previsto, levou a chefe de divisão do departamento de urbanismo a dar parecer desfavorável, mas Macário Correia aprovou o licenciamento da piscina com o argumento de que fazia «parte do Plano de Municipal de Proteção Civil», segundo o documento a que a Lusa teve acesso.

No caso de uma moradia no sítio dos Juncais, o então presidente da Câmara de Tavira apontou o facto de esse ser o único local em que o requerente do licenciamento poderia construir uma habitação, apesar de o mesmo estar em zona de REN e de Área Florestal de Uso Condicionado e de, no processo, constar que a sua residência era em Castro Marim.
Na construção de uma moradia em Vale da Murta, o presidente da Câmara deu parecer favorável, apesar de as técnicas da autarquia se terem pronunciado em sentido contrário por os terrenos também integrarem a REN e a Área Florestal de Uso Condicionado prevista no PDM, alegando que «o terreno se encontrava na envolvente do perímetro urbano do núcleo do Vale da Murta», pode ler-se no processo.
Estes licenciamentos, juntamente com outros, como a conversão de estábulos e armazéns em segundas habitações, são apontados pelo Supremo Tribunal Administrativo para a perda de mandato do atual presidente da Câmara de Faro, dando razão a um recurso apresentado pelo Ministério Público. fonte


  1. Segundo Paulo Morais, a corrupção no sector imobiliário em Portugal, é tão lucrativa como o tráfico de drogas. 
  2. Apesar de tentar travar muitos milhões, Paulo Morais, não conseguiu. 
  3. O caso Bragaparques... 
  4. Mais um caso descarado.
  5. Imóveis que valorizam nas mãos de quem tem poder.
  6. 16 milhões em poucos minutos?
  7. Mais formas de favorecer pessoas pelo meio.
  8. 6 milhões num dia?
  9. Um bom negócio para as construtoras?
  10. Valentim Loureiro também sabe.
  11. As indemnizações... 
  12. Que favores se ocultam por trás de tamanho mau negócio.
  13. Carmona Rodrigues e o Benfica!
E o desastre prolonga-se pelo caso Freeport, dos sobreiros, etc mas que nem vale a pena lembrar, pois apenas nos recordam a nossa impotência, contra os que nos enganam e a incompetência da justiça... 




publicado por uon às 10:45 | link do post

Pensávamos nós que o longo reinado de Cândida Almeida tinha terminado. Finalmente a senhora que nos últimos doze anos esteve à frente do DCIAP, saiu sem produzir resultados, sem fazer justiça. Mas já está de volta. A sua eficiência e os seus métodos de (não) fazer justiça, fazem dela um elemento indispensável na justiça, para determinadas pessoas.

Foram muitos anos à frente de um departamento que geriu os grandes processos, que envolvem o poder político e financeiro. Inquéritos como o Freeport, Furacão, Submarinos, Monte Branco e contratos da energia e das Parcerias Público-Privadas estiveram, estão ainda, a seu cargo.

Não é preciso fazer um desenho, basta observarmos alguns dos resultados destes inquéritos, a condução dos mesmo e, mais grave, os desfechos, para percebermos a inutilidade de Cândida Almeida. Estamos a falar de alguém que teve a distinta lata de dizer que "o nosso país não é um país corrupto, os nossos políticos não são políticos corruptos, os nossos dirigentes não são dirigentes corruptos. Portugal não é um país corrupto."
No fundo, a senhora procuradora era paga para combater uma coisa que na cabeça dela nem sequer existia. Como já aqui disse, aos olhos da senhora procuradora a corrupção vinda de Espanha chega ali a Badajoz e dá meia volta, com medo.
Mais, para que precisa a justiça portuguesa de uma pessoa como Cândida Almeida? É fácil: para nada. Mas este "nada" deve dar imenso jeito a quem é corrupto, pois foi e continua a ser invisível.  Adaptado do artigo



publicado por uon às 10:39 | link do post

 só clicar no título para  ler ou imprimir.
1. A Divina Comédia -Dante Alighieri 2. A Comédia dos Erros -William Shakespeare 3. Poemas de Fernando Pessoa -Fernando Pessoa 4. Dom Casmurro -Machado de Assis 5. Cancioneiro -Fernando Pessoa 6. Romeu e Julieta -William Shakespeare 7. A Cartomante -Machado de Assis 8. Mensagem -Fernando Pessoa 9. A Carteira-Machado de Assis 10. A Megera Domada -William Shakespeare 11. A Tragédia de Hamlet, Príncipe da Dinamarca -William Shakespeare 12. Sonho de Uma Noite de Verão -William Shakespeare 13.. O Eu profundo e os outros Eus. -Fernando Pessoa 14. Dom Casmurro -Machado de Assis 15.. Do Livro do Desassossego -Fernando Pessoa 16. Poesias Inéditas -Fernando Pessoa 17. Tudo Bem Quando Termina Bem -William Shakespeare 18. A Carta -Pero Vaz de Caminha 19. A Igreja do Diabo -Machado de Assis 20. Macbeth -William Shakespeare 21. Este mundo da injustiça globalizada -José Saramago 22. A Tempestade -William Shakespeare 23. O pastor amoroso -Fernando Pessoa 24. A Cidade e as Serras -José Maria Eça de Queirós 25. Livro do Desassossego -Fernando Pessoa 26. A Carta de Pero Vaz de Caminha -Pero Vaz de Caminha 27. O Guardador de Rebanhos -Fernando Pessoa 28. O Mercador de Veneza -William Shakespeare 29. A Esfinge sem Segredo -Oscar Wilde 30. Trabalhos de Amor Perdidos -William Shakespeare 31. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis 32. A Mão e a Luva -Machado de Assis 33. Arte Poética -Aristóteles 34. Conto de Inverno -William Shakespeare 35. Otelo, O Mouro de Veneza -William Shakespeare 36. Antônio e Cleópatra -William Shakespeare 37. Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões 38. A Metamorfose -Franz Kafka 39. A Cartomante -Machado de Assis 40. Rei Lear -William Shakespeare 41. A Causa Secreta -Machado de Assis 42. Poemas Traduzidos -Fernando Pessoa 43. Muito Barulho Por Nada -William Shakespeare 44. Júlio César -William Shakespeare 45. Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente 46.. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa 47. Cancioneiro -Fernando Pessoa 48. Catálogo de Autores Brasileiros com a Obra em Domínio Público -Fundação Biblioteca Nacional 49. A Ela -Machado de Assis 50. O Banqueiro Anarquista -Fernando Pessoa 51.Dom Casmurro -Machado de Assis 52. A Dama das Camélias -Alexandre Dumas Filho 53. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa 54. Adão e Eva -Machado de Assis 55. A Moreninha -Joaquim Manuel de Macedo 56. A Chinela Turca -Machado de Assis 57. As Alegres Senhoras de Windsor -William Shakespeare 58. Poemas Selecionados -Florbela Espanca 59. As Vítimas-Algozes -Joaquim Manuel de Macedo 60. Iracema -José de Alencar 61. A Mão e a Luva -Machado de Assis 62. Ricardo III -William Shakespeare 63. O Alienista -Machado de Assis 64. Poemas Inconjuntos -Fernando Pessoa 65. A Volta ao Mundo em 80 Dias -Júlio Verne 66. A Carteira -Machado de Assis 67. Primeiro Fausto -Fernando Pessoa 68. Senhora -José de Alencar 69. A Escrava Isaura -Bernardo Guimarães 70. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis 71. A Mensageira das Violetas -Florbela Espanca 72. Sonetos -Luís Vaz de Camões 73. Eu e Outras Poesias -Augusto dos Anjos 74.Fausto -Johann Wolfgang von Goethe 75. Iracema -José de Alencar 76. Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa 77. Os Maias -José Maria Eça de Queirós 78. O Guarani -José de Alencar 79. A Mulher de Preto -Machado de Assis 80. A Desobediência Civil -Henry David Thoreau 81. A Alma Encantadora das Ruas -João do Rio 82. A Pianista -Machado de Assis 83. Poemas em Inglês -Fernando Pessoa 84. A Igreja do Diabo -Machado de Assis 85. A Herança -Machado de Assis 86. A chave -Machado de Assis 87.. Eu -Augusto dos Anjos 88. As Primaveras -Casimiro de Abreu 89. A Desejada das Gentes -Machado de Assis 90. Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa 91. Quincas Borba -Machado de Assis 92. A Segunda Vida -Machado de Assis 93. Os Sertões -Euclides da Cunha 94. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa 95. O Alienista -Machado de Assis 96. Don Quixote. Vol. 1 -Miguel de Cervantes Saavedra 97. Medida Por Medida -William Shakespeare 98.Os Dois Cavalheiros de Verona -William Shakespeare 99. A Alma do Lázaro -José de Alencar 100. A Vida Eterna -Machado de Assis 101. A Causa Secreta -Machado de Assis 102. 14 de Julho na Roça -Raul Pompéia 103. Divina Comedia -Dante Alighieri 104. O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós 105. Coriolano -William Shakespeare 106. Astúcias de Marido -Machado de Assis 107. Senhora -José de Alencar 108. Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente 109. Noite na Taverna -Manuel Antônio Álvares de Azevedo 110. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis 111. A 'Não-me-toques' ! -Artur Azevedo 112. Os Maias -José Maria Eça de Queirós 113. Obras Seletas -Rui Barbosa 114. A Mão e a Luva -Machado de Assis 115. Amor de Perdição -Camilo Castelo Branco 116. Aurora sem Dia -Machado de Assis 117. Édipo-Rei -Sófocles 118. O Abolicionismo -Joaquim Nabuco 119. Pai Contra Mãe -Machado de Assis 120. O Cortiço -Aluísio de Azevedo 121. Tito Andrônico -William Shakespeare 122. Adão e Eva -Machado de Assis 123. Os Sertões -Euclides da Cunha 124. Esaú e Jacó -Machado de Assis 125. Don Quixote -Miguel de Cervantes 126. Camões -Joaquim Nabuco 127. Antes que Cases -Machado de Assis 128. A melhor das noivas -Machado de Assis 129. Livro de Mágoas -Florbela Espanca 130. O Cortiço -Aluísio de Azevedo 131. A Relíquia -José Maria Eça de Queirós 132.Helena -Machado de Assis 133. Contos -José Maria Eça de Queirós 134. A Sereníssima República -Machado de Assis 135. Iliada -Homero 136. Amor de Perdição -Camilo Castelo Branco 137. A Brasileira de Prazins -Camilo Castelo Branco 138.. Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões 139. Sonetos e Outros Poemas -Manuel Maria de Barbosa du Bocage 140. Ficções do interlúdio: para além do outro oceano de Coelho Pacheco. -Fernando Pessoa 141. Anedota Pecuniária -Machado de Assis 142. A Carne -Júlio Ribeiro 143. O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós 144. Don Quijote -Miguel de Cervantes  145. A Volta ao Mundo em Oitenta Dias -Júlio Verne 146. A Semana -Machado de Assis 147. A viúva Sobral -Machado de Assis 148. A Princesa de Babilônia -Voltaire 149. O Navio Negreiro -Antônio Frederico de Castro Alves 150. Catálogo de Publicações da Biblioteca Nacional -Fundação Biblioteca Nacional 151. Papéis Avulsos-Machado de Assis 152. Eterna Mágoa -Augusto dos Anjos 153. Cartas D'Amor -José Maria Eça de Queirós 154. O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós 155. Anedota do Cabriolet -Machado de Assis 156.Canção do Exílio -Antônio Gonçalves Dias 157. A Desejada das Gentes -Machado de Assis 158. A Dama das Camélias -Alexandre Dumas Filho 159. Don Quixote. Vol. 2 -Miguel de Cervantes Saavedra 160. Almas Agradecidas -Machado de Assis  161. Cartas D'Amor - O Efêmero Feminino -José Maria Eça de Queirós 162. Contos Fluminenses -Machado de Assis 163. Odisséia -Homero 164. Quincas Borba -Machado de Assis 165. A Mulher de Preto -Machado de Assis 166. Balas de Estalo -Machado de Assis 167. A Senhora do Galvão -Machado de Assis 168. O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós 169. A Inglezinha Barcelos -Machado de Assis 170. Capítulos de História Colonial (1500-1800) -João Capistrano de Abreu 171. CHARNECA EM FLOR -Florbela Espanca 172. Cinco Minutos -José de Alencar 173. Memórias de um Sargento de Milícias -Manuel Antônio de Almeida 174. Lucíola -José de Alencar 175.. A Parasita Azul -Machado de Assis 176. A Viuvinha -José de Alencar 177. Utopia -Thomas Morus 178. Missa do Galo -Machado de Assis 179. Espumas Flutuantes -Antônio Frederico de Castro Alves 180. História da Literatura Brasileira: Fatores da Literatura Brasileira -Sílvio Romero 181. Hamlet -William Shakespeare 182. A Ama-Seca -Artur Azevedo 183. O Espelho -Machado de Assis 184. Helena -Machado de Assis 185. As Academias de Sião
 

-- Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por DESUSO,
já que o número de acessos é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação,
divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.



publicado por uon às 10:34 | link do post

Os trabalhadores dos estaleiros de Viana do Castelo vão realizar, esta tarde, uma manifestação em Lisboa.

Exigem uma resposta do Governo quanto ao impasse que empresa vive, com um processo de privatização congelado e a laboração parada.

Em causa estão 500 postos de trabalho que para uma cidade como Viana são muitos importantes.

Vê-se mesmo que este governo quer desmantelar uma empresa que pela sua importância faz falta a indústria naval.

 

 



publicado por uon às 10:19 | link do post

Segunda-feira, 25 de Março de 2013
Empresa é um dos maiores grupos na área da limpeza, com sede na freguesia de Castanheira do Ribatejo. Os 7.230 trabalhadores da empresa não receberam o ordenado de Fevereiro e alguns deles ainda não receberam o do mês de Janeiro, nem o subsídio de Natal. 

Cerca de uma centena de trabalhadores da Conforlimpa concentrou-se junto à Estrada Nacional 10, na freguesia de Castanheira do Ribatejo, no concelho de Vila Franca de Xira, para exigir o pagamento dos salários em atraso.

Uma empresa conceituada à beira da falência por culpa da má gestão.

 

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=101571


publicado por uon às 17:25 | link do post

entre iguales cnt

 

http://www.cnt.es/noticias/sov-madrid-la-stsi-crece-cambia-de-local-y-amplia-la-frecuencia-de-permanencias-y-asambleas



publicado por uon às 17:17 | link do post

Sábado, 23 de Março de 2013
 
PELA HABITAÇÃO – AUTO-ORGANIZAÇÃO!
 SE A RUA FÔR A NOSSA MORADA, NELA SERÁ O FIM DOS GOVERNANTES!

Não contentes em reduzir o povo à miséria, impor salários miseráveis e aumentar o desemprego (que já ultrapassa o milhão) para  pressionar quem ainda tem trabalho a aceitar as condições mais miseráveis e assim, com os baixos salários atrair a gula e os investimentos dos mais ricos – como aliás o confessa, sem qualquer vergonha, um figurão como o Belmiro…! -  agora é o próprio “direito à habitação” que está a ser posto em causa para centenas de milhar de pessoas, com as recentes leis terroristas deste governo: primeiro a lei de facilitação dos despejos, em 2012 ,e no início de 2013 a nova lei das rendas,  dita “dos arrendamentos urbanos”.
PELA HABITAÇÃO – AUTO-ORGANIZAÇÃO!
 SE A RUA FÔR A NOSSA MORADA, NELA SERÁ O FIM DOS GOVERNANTES!
 
http://ait-sp.blogspot.pt/2013/03/acao-internacional-da-ait-pelo-direito.html



publicado por uon às 17:09 | link do post

Sexta-feira, 22 de Março de 2013

Uma moção de censura do PS ao governo não vai trazer nada de novo.

Não há duvida que este governo PSD/CDS tem de cair e quanto mais depressa melhor.

Mas não se vislumbra nada de novo ao fundo do túnel.

O PS não é alternativa credível. Tudo vai continuar na mesma com o PS no governo.

O regime austoritário é para manter até o país cair de podre.

Também o PCP e o Bloco, nada trazem de novo e por isso também não são crédiveis.

Como é evidente que a alternativa só podia ser anarquista autogestionária e autogovernativa mas como a implantação em Portugal é diminuta, é impossível sair deste abismo.

Há que encontrar respostas fora do quadro das eleições que conduzem sempre ao mesmo pantâno da austeriedade da repressão do Estado contra os seus cidadãos.

 

 

 

 

 

 

 



publicado por uon às 15:37 | link do post

Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16

18
19
21

25
26
27
28
29
30


posts recentes

A Batalha foi brutalmente...

PIQUENIQUE LIBERTÁRIO

Empresas públicas obrigad...

Uma solução para os incên...

Praça de S. Bento, em Lis...

Social-democracia. Afunda...

Tramp rasga acordo com Cu...

O futuro não são os joven...

Ronaldo não paga impostos

Manuel Alegre vence prémi...

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Março 2006

favoritos

Letra da Internacional An...

4 Julho de 1937:Foto do a...

Cartaz

Luta anarquista a Norte

Feira do Livro anarquista

O anarquismo na história ...

A accão directa é...

Filme "Memória Subversiva...

Consultório laboral

Projecto de Estatutos da ...

links
desde 23/05/11
contador de visitas
compteur de visite
agora
blogs SAPO