Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

(TV) CNT estreia canais de televisão na internet

http://colectivolibertarioevora.wordpress.com/2014/09/28/tv-cnt-estreia-canais-de-televisao-na-internet/


Capturar

Este projecto embrionário de uma televisão libertária está já em marcha e consta de três canais: cnTv , cnTv +1 e cnTv música (videoclips). Na maior parte do tempo, estes canais estão dotados de conteúdos anarquistas (filmes, documentários, conferências, videoclips, concertos….). Deste modo, diariamente é oferecida uma programação diferente para os internautas. É uma proposta interessante, que nasceu na CNT Puertollano, e que merece a pena dar a conhecer e difundir.

Para dar um exemplo, a programação de hoje e amanhã:
Programação (hora de Madrid)
Sun Sep 28 2014
(Pel)17:27:51 El anarquismo no es un delito
(Mus)17:49:10 A Las Barricadas Himno Anarcosindicalista con Letra
(Doc)17:53:05 22M CNT Conquistar La Dignidad en Madrid
(Doc)18:04:24 Cambiando los paradigmas de la educacion
(Doc)19:11:37 Ciudades inteligentes y conectadas con las personas.
(Doc)19:14:35 Un pueblo en armas
(Doc)20:04:53 La gran historia de la guerra civil – 1
(Doc)20:50:45 La gran historia de la guerra civil – 2
(Doc)21:37:20 La gran historia de la guerra civil – 3
(Doc)22:23:31 La gran historia de la guerra civil – 4
(Doc)23:08:39 La gran historia de la guerra civil – 5
(Doc)23:54:50 La gran historia de la guerra civil – 6

Mon Sep 29 2014
(Doc)00:41:31 La gran historia de la guerra civil – 7
(Doc)01:27:36 La gran historia de la guerra civil – 8
(Doc)02:14:12 La gran historia de la guerra civil – 9
(Doc)03:00:22 La gran historia de la guerra civil – 10
(Doc)03:47:10 La gran historia de la guerra civil – 11
(Doc)04:32:14 La gran historia de la guerra civil – 12
(Doc)05:18:08 Cronicas – Los del monte (los maquis)
(Doc)06:01:48 El maquis, el movimiento guerrillero en Andalucia 1936-1952
(Doc)07:07:37 El maquis, el movimiento guerrillero en Galicia, Leon y El Bierzo
(Doc)08:47:17 Los ultimos milicianos: guerrileros en los montes de Toledo
(Doc)09:32:39 la partida de Giron
(Doc)10:32:27 La guerra civil. Los ultimos guerrileros
(Doc)11:26:35 Sacco and Vanzetti (Peter Miller, 2006)
(Doc)12:48:16 Angel Pestana: el obrero espanol que se enfrento a Lenin
(Pel)12:56:00 Acratas
(Pel)14:09:14 Solidaridad Petroleros de las Heras Barcelona CNT AIT 25jul2014
(Pel)14:12:44 Casas Viejas – 1/2
(Pel)15:20:48 Casas Viejas – 2/2
(Pel)16:30:42 Carne de Fieras 1936, Armand Guerra
(Doc)17:33:55 De toda la vida (mujeres libres)
(Doc)18:22:16 Punto de Mira – Dictadura energetica
(Doc)18:50:18 Huerto urbano con auto-riego casero
(Doc)18:52:58 Por su seguridad, le estamos grabando: SITEL lo sabe
(Pel)19:14:56 Furia libertaria. Primer mitin de CNT en 1977
(Doc)19:33:15 Quien vigila a los vigilantes?
(Pel)19:44:03 Nosotros Somos Asi
(Pel)20:14:51 Barrios bajos (1937)
(Pel)21:46:18 El hombre que plantaba arboles
(Doc)22:17:32 Redes 114. Inteligencias multiples
(Pel)22:46:20 Aurora de esperanza (1937)
(Pel)23:45:25 Hijos del Pueblo 2003, Trabajadores Anarquistas FORA AIT



publicado por uon às 14:06 | link do post

1. O Partido Democrático Republicano (PDR) funda-se nos princípios constitucionais da democracia e da República e visa defender e aprofundar os correspondentes valores, na base da dignidade humana, da liberdade, da igualdade, da justiça e da solidariedade.

 

O Ponto 1 da declaração princípios do futuro partido PDR soa bem, mas isto está em qualquer partido em Portugal.

Todos tem declarações de principio muito lindas mas na prática não funcionam, por que os partidos não tem vocação para pôr em prática os seus princípios por que não querem.

Vejam-se os governos que tem passado por Portugal, só tem desgovernado o país, aumentado a carga fiscal, o desemprego, e a saúde educação e justiça é uma autêntica confusão, e a pobreza tem aumentado e um ponto em que ninguém toca é o da repressão policial que tem aumentado no dia-dia do cidadão.

Por isso o PDR é mais um partido para deixar tudo na mesma isso não temos ilusões.

Isto só funcionará quando todos tivermos voto na matéria em assembleias locais abertas aos cidadãos para resolver os problemas e não de 4 em 4 anos como está estipulado.

 

 

 



 



publicado por uon às 11:42 | link do post

4 de Outubro: Jantar/Festa benefit para a AIT-SP em Lisboa











publicado por uon às 11:23 | link do post

Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014

Uma centena de apoiantes do Partido Nacional Renovador (PNR) concentrou-se ontem no Martim Moniz sob o lema da “reconquista”, numa ação que mereceu protestos de um grupo de jovens que gritou palavras  de ordem como “fascismo nunca mais”.

A ação do PNR tinha o ponto de encontro marcado para a frente de um hotel no Martim Moniz e foi daí que cerca de uma centena de apoiantes do partido partiu em direção ao um dos centros comerciais daquela praça do centro de Lisboa.

Em fila, os apoiantes do PNR percorreram apenas alguns corredores do centro comercial, dirigindo-se de seguida para o outro espaço que existe no Martim Moniz, zona onde normalmente se concentram muitos imigrantes e onde existem inúmeras lojas chinesas, indianas, entre outras.

Contudo, quando os apoiantes do PNR se preparavam para entrar no segundo centro comercial, cerca de meia centena de jovens, que desde o início seguiam ao longe os movimentos dos apoiastes do PNR começaram a gritar palavras como “nazis”, “fascistas” e “25 de abril sempre”.

De imediato o dispositivo policial que se encontrava no local, com cerca de uma dezena de agentes, colocou-se entre os dois grupos, que nunca chegaram a estar a menos de 10 metros um do outro, separados por um pequeno cordão de polícias.

Do lado do PNR, a resposta veio com gritos de “Portugal sempre”, “Portugal independente” e “ninguém cala a nossa voz”.

Os dois grupos, sempre separados, dirigiram-se depois para o meio da praça do Martim Moniz, tendo o grupo de jovens começado a cantar a “Grândola”.

Em declarações aos jornalistas, Miriam Zaluar, que integrava o grupo de jovens que gritou palavras como “fascismo nunca mais” aos apoiantes do PNR, garantiu que o intuito não foi provocar aquele grupo.

“Viemos espontaneamente, pessoas de várias áreas do movimento social, mas não há nenhum partido político”, assegurou, considerando que no momento que se vive no mundo “faz sentido novamente as pessoas levantarem-se contra o fascismo, contra o nacionalismo, contra estas ideologias extremamente perigosas que se estão a desenhar em diversos países”. (com base em texto da agência LUSA)

 

http://colectivolibertarioevora.wordpress.com/2014/09/28/lisboa-manifestacao-antifascista-contra-concentracao-do-pnr-no-martim-moniz/



publicado por uon às 16:42 | link do post

As primárias de Seguro foram ganham por António Costa PCML com 70 % dos votos contra 30 % em Seguro.

Os votos brancos e nulos e abstenção foram mais que muitos o que quer dizer que as pessoas que se inscreveram não votaram ou votam nulo ou branco.

Significa entre os simpatizantes e militantes há vozes que não acreditam no PS senão ninguém faltava votava tudo.

Para já António Costa vai contra da redução dos deputados proposto por Seguro e fica pelo caminho.

Primeira medida da era Costa. Nos deputados não se tocam.

A pergunta impõem-se vai Costa deixar a CML para se dedicar por inteiro a maioria que o PS diz querer?

Esperemos que os votantes não dêem maioria que Costa quer.

Já tivemos vários amargos de boca com as maiorias absolutas dum partido ou coligações por que entramos num ditadura da maioria sobre a própria maioria do povo.

Aqui pagamos todos, por que as medidas afectam todo os habitantes de Portugal.

O povo é muito permissível deixa-se enganar com facilidade pelos políticos que veem para a tv engravatados debitar baboseiras e o povo torna-se votante e também cumplice do sistema devido a charlatanice dos políticos e depois nós sabemos como isto fica.

Até o Pinto da Costa foi enganado pelo Passos e pelo Cavaco e foi investir no BES e claro deu para o torto.

Ninguém está livre desse ignominia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por uon às 16:11 | link do post

Sábado, 27 de Setembro de 2014

http://madrid.cnt.es/noticia/numero-3-de-fragua-social

 

Ya está en la web el número 3, de otoño, de Fragua Social, el órgano de debate, agitación y propaganda del Sindicato del Metal, Minería y Química de Madrid.

Este número hemos está dedicado a las elecciones sindicales, aportando en la editorial la opinión del Sindicato del Metal acerca de este engaño, así como la opinión de la Confederación, reflejada en el V Congreso y totalmente coincidente con la de nuestro sindicato: el absoluto rechazo a las elecciones sindicales, un arma del patrón. Incluímos en debate un análisis que describe la situación por la que atraviesa el sector químico, y una crónica de la situación en Irlanda. En la sección de teoría revolucionaria incluimos un extracto de Rudolf Rocker.

La contraportada está dedicada al OTOÑO LIBERTARIO, que se desarrollará este año en octubre y en cuyas actividades os esperamos.

Un abrazo libertario!!



publicado por uon às 15:24 | link do post

Sexta-feira, 26 de Setembro de 2014

Entre 80 e 100 pessoas foram mortas, 12 por decapitação, numa grande ofensiva lançada pelos talibãs no leste do Afeganistão, informou hoje um responsável provincial.

Já tínhamos um Afeganistão onde o povo é massacrado tanto pelos USA/governo/Nato como pelos talibans e o seu fundamentalismo islâmico.

Agora passamos a ter mais um Afeganistão no Iraque/Siria com o estado islâmico fundamentalista.

Por aqui se vêque os estados clàssicos conforme nós conhecemos são repressivos e ladrôes dos nossos impostos e da nossa força de trabalho e da nossas coisas caso não paguemos os impostos.

Por isso ter ilusão acerca do Estado benfeitor e providencial que nós dá segurança é pura ilusão.

Está nas nossas mãos criar uma alternativa a este Estado de direita não com outro Estado de esquerda mas um modelo autogestionário que nos garanta a liberdade.

 

 



 



publicado por uon às 17:36 | link do post

Quinta-feira, 25 de Setembro de 2014

O governo UGT e patrões assinaram o acordo para aumento do salário  mínimo para 505 euros depois de estado congelado desde 2011.

Por ora a CGTP ficou de fora por uma ínfima ninharia o que quer dizer que estes senhores também são parte do problema.

Como é obvio é uma miséria de aumento depois de ter estado congelado, um aumento de 20 euros é uma ninharia.

À vista do SMN do Luxemburgo, França, etc é obviamente uma amostra.

Como é evidente o custo de vida são diferentes de país para país.

Um salário minimamente decente não pode ser diferente do estado espanhol que é 700 e picos euros.

Quanto é os patrões meteram ao bolso nestes anos todos que não pagaram aumento.

Por que é não fizeram as contas entre 2011 e 2014 para haver um aumento real.

Os patrões argumentam que não tem dinheiro mas depois aparecem os Porches, os Mercedes etc.

Por que é não verificam as contas dos donos das empresas, para ver quanto lá existe e o modo como os montantes foram feitos.

Ainda para mais os pagadores de impostos vão pagar uma parte do SMN aos trabalhadores, quando deviam ser os patrões a suportar.

 

 

 

 

 

 



publicado por uon às 17:26 | link do post



publicado por uon às 15:45 | link do post

Quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

(*) “Está Na Hora!
Está na hora meus irmãos. Está na hora de demonstrar ao mundo a força do islamismo e de combater os infiéis! O plano está traçado e preparado. Iremos tomar conta de portugal e deste povo fraco e levaremos o nosso Islão ao mais elevado patamar do desejo do Senhor!”

 

Na verdade estamos de acordo com quem tenha escrito no site da comunidade islâmica, somos um povo de fracos, fraco e nada fazemos para sair da fraqueza em que nos instalámos desde que Salazar tomou o poder em Portugal.

Dantes até tínhamos uma classe trabalhadora instruída lutadora por uma nova sociedade e pela anarquia, sem chefes, nem amos, nem igrejas.

Houve um interregno em 74/75 em que revelamos de que fibra pertenciamos, ocupou-se terras, casas e empresas  a quem chamaram de selvagens, mas na selva vivíamos nós voltamos a ela.

Somos um país fraco com um governo de fracos, mas forte com os fracos, com a ajuda da repressão do estado e do capital.

Somos um país em que PM recebe subsídios de exclusividade quando foi deputado em meio tempo.

Somos um país onde o PS está nas primárias, todo partido, vai a votos nas para saber quem nos vai governar com seguro e costa.

Somos um país que só faz leis de merda como o piropo do bloco de direita e cia.

Somos um país à beira da falência (des)governado em S. Bento e maltatrado em Belém.

Somos um país que ganha 480 euros de salário mínimo e os patrões dizem que é muito e andam a dois a negociar aumento e não chegam a conclusão nenhuma.

 

 



publicado por uon às 15:52 | link do post

Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
15

16
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

O fenómemo Mélanchon

1º Maio Barcelona

PNR: um Estado forte prot...

Comunicado para o 25 de A...

Governo "poupadinho" não ...

Quantas reformas são prec...

Desporto transformado num...

A guerra de classes entre...

Bairro Padre Cruz:câmara ...

Mais um ataque cobarde do...

arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Março 2006

favoritos

Letra da Internacional An...

4 Julho de 1937:Foto do a...

Cartaz

Luta anarquista a Norte

Feira do Livro anarquista

O anarquismo na história ...

A accão directa é...

Filme "Memória Subversiva...

Consultório laboral

Projecto de Estatutos da ...

links
desde 23/05/11
contador de visitas
compteur de visite
agora
blogs SAPO