Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O PS E O PSD ESTÃO MUITO SUBIDOS EM MATÉRIA DE VOTOS. ESTES PARTIDOS TEM DESCER PARA A CASA DOS 20%, PARA CONTRABALANÇAR O REGIME E DAR OPORTUNIDADE AO BLOCO E AO PCP DE CHEGAR A ÁREA DO PODER. NOVOS PARTIDOS SÃO NECESSÁRIOS DA ÁREA POLÍTICA DO PS E DO PSD PARA TIRAR VOTOS AO CENTRÃO POLÍTICO QUE TEM DESGRAÇADO O PAÍS COM CRISES, CORTES, ETC. FOI ISSO QUE ACONTECEU EM ESPANHA, FRANÇA, ITÁLIA, ETC. O ÚNICO PAIS QUE NÃO SAI DESTE SISTEMA ROTATIVO PS/PSD É PORTUGAL.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:08

Deutsche Bank anunciou hoje em Frankfurt que prevê despedir pelo menos sete mil trabalhadores, a nível mundial, para enfrentar as dificuldades em que se encontra e tentar controlar os custos.

É um facto evidente que a má gestão bancária ao serviço do capital só tem levado bancos a falência ou  despedimentos no sector de muitos milhares de trabalhadores que são descartados e recapitalizações estatais com os dinheiros dos impostos. Um banco mesmo que esteja moribundo nunca vai a falência como uma empresa normal.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:22

[Argentina] Amargo Obreiro

por uon, em 24.05.18

argentina-amargo-obreiro-1

O Amargo Obreiro foi uma bebida elaborada por Pedro Calatroni e AntônioTacconi na cidade de Rosário, Santa Fé, no ano de 1888, com uma mistura de ervas aromáticas da serra, no final do século XIX.

Era uma reação às bebidas doces que consumiam as classes burguesas. Foi uma criação do sindicalismo anarquista, caracterizado pelas cores vermelho e negro do rótulo. Adotado posteriormente pelo peronismo, que o identificou como aperitivo elaborado pela classe trabalhadora argentina.

O rótulo da garrafa mostra um punho, uma maça, uma bigorna e uma foice, fazendo alusão ao movimento obreiro. Bebê-lo era rotina entre os peões e trabalhadores. A bebida chegou ao país pelos imigrantes italianos e se caracterizava por possuir um cheiro parecido ao fernet, porém mais doce. Era obtida por uma mistura de ervas como carqueja, camomila e a muña-muña (erva tradicional em algumas regiões da América do Sul), com uma graduação alcoólica de 19%.

Considerado o “aperitivo do povo argentino”, décadas atrás os rótulos possuíam um sol de fundo representando o nascimento de uma nova nação. A mudança para um rótulo neutro, sem nenhuma simbolização, foi ordenado durante a presidência de Leonardo Galtieri.

O Amargo Obreiro foi um aperitivo aparentado com o anarcossindicalismo e marca absoluta de nossa identidade, a bebida da classe trabalhadora, em toda Argentina.

Sua criação, suas origens, passa pelos ácratas da Argentina, desde as Sociedades de Fomento à Cultura e Arte, passando pelos clubes de bairro, que muitos deles transformaram em clubes de futebol. Os padeiros colocaram sobre os nomes das “fraturas”: “canhanzinhos”, “bolas de frade”, “suspiro de freiras”, e outros, ajuntando todos os restos que sobravam davam o nome de “sacramento”. E o que faltava, um aperitivo: AMARGO OBREIRO! Criação e identidade. Nascido na “Barcelona Argentina”, assim se chamava Rosário no movimento obreiro em princípios do século XX.

Alfredo Fernández González

Tradução > Liberto

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:13

Novo partido "A Iniciativa Liberal"  acaba de ser considerada como parte integrante de um grupo de novos partidos políticos Europeus, como o Ciudadanos ou o En Marche, que estão a mudar positivamente uma Europa até aqui dominada pelo bipartidarismo.

Há espaço para tirarem votos aos partidos do centrão político PS/PSD que governam este país a mais de 40 anos e que tem levado a falência política económica e social e consequentemente a que sejam sempre os mesmos (trabalhadores) a pagar as favas dos governo corruptos que tem passado pelo país. Estes partidos estão muito subidos. Deviam vir para a casa dos 10 e dos 20%. Para que outros partidos possam ter acesso ao governo e mostrarem o que valem. A coisa está a mudar lentamente em Espanha, em França na Itália, Grécia, etc. è certo que são novos partidos de direita que vão fazer o mesmo que os outros fizeram. Como é evidente a mudança passa por outra forma de fazer política pela via sindical, pela auto-gestão, pela assembleia e a favor do trabalho e contra o capital, mas quem tem reticencias e acredita no sistema deve arejar a politica que está muito pesada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05

Não comemos democracia

por uon, em 22.05.18

Sim a eutanásia. Já nos basta sofremos com os desgovernos com a nossa justiça que é uma treta que trata ricos e pobres de maneira diferente, com uma saúde em estado de morte, com salários de miséria e reformas de miséria e  cada vez mais longiquas, com a exploração patronal, precariedade. Aos poucos a democracia tem tirado tudo o que podem aos trabalhadores e aos pobres.Nós trabalhadores não comemos democracia ao pequeno almoço que até seria indigesto para o resto do dia.Temos o direito de dispor da nossas vidas e fazer dela o que queremos.Sim a eutanásia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:42

Não vote! Lute!

por uon, em 21.05.18

nao-vote-1

Eleições:

O voto é um desejo enunciado por cada uma das pessoas chamadas a emitir uma opinião. A pseudo-delegação pelo “povo” de sua pretensa “soberania”. Mas nas eleições, o voto não serve para emitir uma opinião, serve para conferir um mandato. PJ. Vidal

O Mandato:

“O mandato ou procuração é um ato pelo qual uma pessoa dá a uma outra o poder de fazer algo pelo mandatário, em seu nome”. (Código Civil, art. 1984) PJ. Vidal

O Sistema Eleitoral:

O sistema eleitoral não pode ser um meio técnico de escolher responsáveis. Há entretanto uma razão para toda esta perda de tempo e dinheiro que é uma campanha eleitoral. Aquilo que é uma pobre ficção jurídica, torna-se, na vida, uma importante operação de intoxicação psicológica. Se o poder da minoria dirigente se exercesse sem máscara, ele se tornaria rapidamente intolerável para a maioria das pessoas. O poder pretende então se exercer em nome dos próprios governados. É preciso, todavia, dar-lhes a impressão, de vez em quando, de que participam. PJ. Vidal

Eleições 2018: Não vote!

agência de notícias anarquistas-ana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:57

Corruptos do Sporting e os outros

por uon, em 21.05.18

Enquanto os corruptos do Sporting que compram jogos, pagam caução e ficam em liberdade, estes tipos correm o risco de ficar em prisão preventiva por terem dado uns tabefes nos jogadores. Também é caricato os jogadores com o seu porte atlético não terem feito uso do mesmo e terem-se defendido por que tinha legitimidade para isso. A prisão preventiva é excessiva, mesmo que MP ache que podem perturbar o inquérito ou perigo de fuga que não deixa de ser surreal. A "nossa" justiça funciona só para o lado dos pobres. Tem graça que o PNR está contra estes tipos que fazem parte da extrema-direita.Há coisas que ninguém percebe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:52

Foto de Femi Alaye.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:37

Antes lutar que votar

por uon, em 18.05.18
Foto de Charles Berlanga.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:57

Segundo Correio da manhã a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que é o novo grande patrocinador do festival de fado que Luís Montez promove em Alfama todos os anos, avançou com 200 mil euros para a 6ª edição da festa, que se realiza a 28 e 29 de setembro e que se espalhará por 12 palcos diferentes. Só para pagar aos pandego dos artistas quanto não será necessário.
Dantes era a Caixa (CGD) que pagava, mas agora o patrocínio passa para a santa casa que é um organismo público que paga espectáculos privados. Quem devia pagar era os bilhetes vendidos e não serviços do estado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:21



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D