Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Estradas de Portugal quer despedir 450 trabalhadores

01.08.08, uon

(Correio da Manhâ)

 

A empresa Estradas de Portugal (EP) planeia dispensar 453 funcionários até ao final do ano, através de acordos e reformas antecipadas. Ao plano de rescisões da empresa já aderiram 371 funcionários.
Fonte ligada ao processo explicou que em Dezembro último, a empresa tinha efectivos 1.703 trabalhadores, sendo que actualmente o número de efectivos é de 1.541. As projecções da empresa apontam para que em Dezembro deste ano existam apenas 1.250 funcionários.

Pelo menos 371 funcionários da Estradas de Portugal já aderiram ao plano social da empresa que se insere na reestruturação da mesma e que inclui acordos e reformas antecipadas.
Em Março último, o presidente da EP, Almerindo Marques, disse numa audição da comissão parlamentar de Obras Públicas e Transportes e Comunicações, que estava prevista a dispensa de 345 trabalhadores com mais de 55 anos.
Assim sendo, para além da redução nos funcionários do quadro, a EP vai reduzir a frota, conter os custos com as telecomunicações e proceder à reorganização das estruturas regionais da empresa.
O contrato celebrado entre o Estado e a empresa previa que a Estradas de Portugal obtivesse um lucro de 50 milhões de euros. No ano passado, o prejuízo da mesma foi de um milhão de euros.