Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O último acto de Blair?!

por uon, em 29.06.07
Esta bomba foi o último acto de Blair?!
Quem me diz que não, que esta bomba foi posta pelas autoridades britânicas, com o intuito de culpar outros?!
Porque quem mata iraquianos todos os dias, também pode matar britânicos indefesos.
Enfim o terrorismo antes de mais está na cabeça dos grandes magnatas da Grân-Bretanha e dos States.
Quem têm invadido países a pretexto da libertação e em "luta contra o terrorismo islâmico" são os países ocidentais capitaneados por Bush e por Blair e com o apoio de Durão e do prededor Asnar que se reuniram nas Lajes para invadir o Iraque.
Milhares de pessoas civis já morreram no Iraque e no Afeganistão em ataques da quadrilha belicista Americana/Britânica.
Esta política ocidental têm contornos de verdadeiro genocídio ocidental e os Sr. Bush/Blair/Durão/Asnar devia ser julgados como criminosos de guerra por crimes contra a humanidade para a história fazer história.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02

Lisboa:Sem abrigo junto da CML

por uon, em 29.06.07

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=826781&div_id=291

 

Cerca de 20 Sem Abrigo estão em protesto junto dos Paços do Concelho, em Lisboa.

 

Este protesto é contra o encerramento do Centro de Acolhimento Xabregas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:19

Polícia aqui e na China

por uon, em 28.06.07

A propósito do espancamento e morte pela PJ de Cabo Verde a um cidadão acusado de roubo é que a polícia é sempre polícia aqui, em Cabo Verde ou na China.
Polícia é sinónimo de repressão sobre os mais fracos que tiveram a infeliz "ideia" de nascerem pobres.
A polícia usa e abusa da autoridade que lhe é delegada pelo Estado e então, prende, reprime abusa e mata tudo em nome de um suposto estado de direito democrático.
Ninguèm nega que a polícia está ao serviço do governo, que também usa e abusa das leis que aprova tudo em benefício de uma casta de pessoas privadas com enorme poder que lhe é conferido pelo o dinheiro e pelos bens materiais que detém que foram obtidos através da exploração laboral ou negócios escuros.
A estas pessoas chama-se de capitalistas ou patrões que espalham na sociedade o seu poder através de partidos politicos quem defendem as suas ideias ou projectos de poder democratico ou ditatorial.
Enquanto existirem na sociedade corporações que defendem interesses públicos e privados, haverá sempre abusos de poder por parte das autoridades policiais tudo em nome de uma suposta segurança dos cidadãos que não passa de uma pura ilusão, embora muitos cidadãos defendam esta sociedade com unhas e dentes, por acharem que não existe alternativa.
Numa sociedade alternativa e libertária a principal preocupação é o bem comum e a solidariedade e com não tem lugar o Capital e o Estado os cidadãos serão realmente livres e exercem o seu poder colectivamente em assembleias abertas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:01

Uma mulher foi ferida a tiro pela polícia quando se deslocava no passeio de uma rua da Cidade do Porto.

A polícia perseguia um automóvel que "não parou" momentos antes numa operação stop.

O automóvel foi persiguido pela policia pelas ruas da cidade e a policia disparou para as "rodas"  mas uma cidadã foi ferida numa perna.

O homem pintor de construção civil foi preso depois de abalroado por outro carro polícia.

A actuação da polícia deixa muito a desejar perseguir um automóvel em pleno dia e a disparar à toa só pode dar  no que deu, ferir pessoas, só pode ser mais mais um acto de repressão policial digna de um filme do far-west.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:12

Mais desemprego na Região Norte

por uon, em 27.06.07

A Região Norte tem sido a mais flagelada com o aumento do desemprego.

Cerca de 19 mil pessoas ficaram sem trabalho ou por fecho de empresas e deslocalizações ou em reduções de trabalhadores.

A Região Norte é uma das regiões de maior concentração de empresas industriais:texteis, lanifícios, metalúrgicas e metalo-mecanicas, etc.

A esta situação não está imune o governo de Sócrates principal responsável pela política económica social e laboral das empresas.

Desde que este governo entrou en funções a situação social e económica dos trabalhadores têm vindo a descer, com aumentos muito abaixo da inflação e retirada de benefácios sociais.

Enquanto isto os capitalistas nunca tiveram tantos lucros de milhões de contos e em primeiro lugar estão os bancos principais sugadores do povo.

A par disto temos também sindicatos e partidos de esquerda parados pouco defensores dos trabalhadores, mais preocupados em negociar a exploração dos trabalhadores, do que, defender os mais explorados das garras do capital e do patronato.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:31

Fora com o SSócrates

por uon, em 25.06.07
O Sr. SSócrates tem um projecto pessoal de poder e quer controlar tudo e todos.
As forças de segurança PSP/GNR incluindo as forças à paisana SIS/PJ, etc. estão totalmente dominadas pelo governo atravès de pessoas da confiança politica do PS.
Aos poucos vai tomando posições nos orgãos estatais, CGD/Tribunal de Contas, Banco de Portugal.
A RTP e rádio ex.RDP também está controlada pela camarilha "socialista".
Lembremos o processo disciplinar ao professor do Porto pela directora da DREN.
O processo judicial ao bolguista "Portugal Profundo" por causa do diploma de SSócrates.
A base de dados que o governo quer impor aos funcionários públicos sobre o cadastro induvidual.
A melhor maneira de impor respeito a todos nós, por parte da da cambada "socialista" é infligir uma pesada derrota ao Costa  na Câmara de Lisboa grande apoiante do regime socratista.
È urgente tirar esse SSócrates do pedrestal e faze-lo cair como Salazar caíu da cadeira, e fazer um novo 25 de Abril, porque com esta situação qualquer dia quando nos levantarmos de manhã temos a PIDE socratista no novo a prender a matar, a esfolar de novo o nosso povo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:09

Política de terra queimada

por uon, em 20.06.07
A política de terra queimada das anteriores gestões camarárias levou à falência técno-financeira da Câmara de Lisboa. Agora nestas eleições os partidos concorrentes degladia-se entre si para conquistar o voto popular, e obter a presidência da Câmara para obter pivilégios partidários em negócios na autarquia. A Câmara chegou ao ponto de ruptura, porque as sucessivas composições camarárias praticaram uma política de gastos, que endividaram a Câmara, e negociatas com empresas e empreiteiros, grandes financiadores dos partidos representados . As sucessivas vereações não se coibiram de assessorarem-se de castas partidárias ávidas de tachos pagos a peso de ouro. Agora os partidos vão fazer vingar a terra queimada que deixaram na Câmara. É de prever novas taxas e impostos municipais, venda de imoveis ao desbarato aos privados, privatização de serviços rentáveis como a recolha de lixo, manutenção mecânica, jardins, etc e quem vai pagar a factura serão contribuintes. E nós os eleitores temos grandes responsabilidades nisso, ou continuamos na pasmaceira do costume ou mudamos, e mudar significa guardar o voto...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Sarkozi e Sócrates

por uon, em 19.06.07

Afinal Le Pen é um facho inofensivo, não faz mal a uma mosca.
Não têm apoios suficientes para ser eleito deputado e vai acabar por  ir parar como começou.
Afinal os fascistas estão com Sarkozy, que ganhou a presidência francesa e agora obteve a maioria nas legislativas.
Até Le Pen é penalizado pelo sistema eleitoral maioritário de duas voltas francês, protegido pelos democratas do P"S"F e pela direita que não pretendem mudar para se perpetuarem no poder.
Lá em França como em Portugal, não é Le Pen ou PNR que pode meter medo ao povo, mas os mascarados "socialistas" ou "direitistas" que promovem um política de terra queimada, tanto pior melhor, para depois retirar tudo o que é social e introduzir tudo o que é anti-laboral ou anti-emigrante.
Afinal quem faz a política anti-social, anti-laboral ou anti-emigrante, não é Le Pen, ou Pinto Coelho, mas sim Sócrates ou Sarkozy.
Não sabemos como é que os antifascistas ainda não notaram isso, que os fascistas estão no P"S" e ou na direita mais ou menos revancista, e andam tão chocados com Le Pen ou com o PNR, que podem ser os monstros fascistas ao virar da esquina.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:48

Sócrates foi a Abrantes e foi vaiado pela população que o esperava, para manifestar o seu desagrado pelo fecho do Hospital de Abrantes.
Sócrates enfrentou a população porque sabe que tem por trás e pela frente imensos seguranças e polícias para o defender e a sua arrogância não têm limites com o despudor de chamar malcriados aos manifestantes através da televisão.
Se Sócrates foi repudiado pela população foi por estar a governar contra o povo e contra os trabalhadores e estar a tirar direitos sociais e laborais adquiridos, serviços sociais e de assistência a pretexto do défice público de más governações anteriores.
Se existe défice público é por culpa do PS/PSD que estiveram em anteriores governos e desbaratou e mal-governou o erário público e não venha agora com essa velha cantiga que é preciso cortar para novamente termos um país rico, porque quem enriquece são os capitalistas em Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08

Montra de Livros

por uon, em 18.06.07

O Caminho - Luce Fabbri- Achaimé

 

A Anarquia - Malatesta - Imaginário

 

Max Stirner e o Anarquismo Individualista- Imaginário

 

Nestor Makno e a Revolução Social na Ucrânia - Vários autores - Imaginário

 

O Estado e o seu papel histórico - Kropotkin - Imáginário

 

A Anarquia perante os tribunais - Pietro Gori - Achaimé

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15

Pág. 1/3




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D