Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=821721&div_id=291

 

Denunciador do diploma de Sócrates foi convocado pela justiça, como arguido.

 

Esta é mais uma ameaça do estado socratista ao comum dos cidadãos.

 

Sócrates desde que está no poder, tem desencadeado uma série de ataques contra a "democracia" já de si muito debil.

Resta saber aonde iremos parar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:38

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1296705&idCanal=64 Não há dúvida que os trabalhadores estão a ser vendidos por uma corja de "sindicalistas" vendidos, por que a cgtp também gostaria de assinar o acordo com o governo, mas como ainda tem alguma vergonha, não pode fazer seria o descalabro total e os trabalhaores ficariam a saber que tipo de sindicalistas é que pode contar. Os trabalhadores nunca são ouvidos dos acordos que são rubricados com o governo por que este sindicalismo "moderno" que o governo costuma apregoar não é mais que do entregar o "ouro ao bandido". Não se sabe que tipo de acordo é que foi rubricado a não ser pela CS, que costuma estar feita com o sistema, mas uma coisa é certa os trabalhadores os trabalhadores foram mais uma vez enganados pelos sindicatos e governo. A solução passa por um novo sindicalismo, aferido desde a base, em que os trabalhadores possam fazer o que entendem desde o começo até ao fim da luta, coisa aque com estas centrais sindicais é impossível fazer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:10

Brevemente montra de livros

por uon, em 11.06.07
Caro leitor brevemente estará disponível a MONTRA DE LIVROS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:33

CGTP:Um milhão de grevistas

por uon, em 06.06.07

A CGTP diz que mais de um milhão de trabalhadores aderiu ao protesto da greve geral.

A CGTP fez um estudo de mil empresas tipo e concluiu que mais de um milhão de trabalhadores fizeram greve contra Sócrates.

A avaliar pelo descontentamento que existe na população e nos trabalhadores de todos os sectores de actividade é bem capaz de ter havido estes número.

Sócrates tem contribuido para a míseria de muita gente, con retirada de direitos fundamentais que os trabalhadores tinham alcançado e fecho de escolas, serviços de saúde, etc é natural que haja um descontentamento em surdina, pouco vísivel além daqueles que se manifestam abertamente.

A política de Sócrates têm estimulado o regresso ao 24 de Abril, senão vejamos o caso daquele professor por dizer uma piada sobre Sócrates, foi punido e estas situações têm contribuído para uma certa descrição das pessoas, a par da repressão das forças policiais no dia 25 de Abril aos antifascistas no Chiado.

A CGTP devia ter convocado manifestações no dia da greve, só esta greve foi muito tímida e os dirigentes da CGTP, têm colaborado com este e com outros governos estão amarrados ao regime e não podem sair donde estão, por que senão o próprio regime democrático autoritário acabava por excluir este sindicato e estes perdiriam muitas benesses dadas pelo estado, mas os trabalhadores ficavam agradecidos por essa eventual decisão.

Enfim aos trabalhadores restam esperar por novas e melhores condições, para desalojar os dirigentes vendidos e politicos aldrabões, até lá ainda vamos sofrer um bocadinho...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:38

Imagens do G8

por uon, em 05.06.07

http://brasil.indymedia.org/pt/blue/2007/06/384482.shtml

 

Eles decidem por nós

 

Nós decidimos por eles!

 

Contra o G8!

 

União contra o capitalismo!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:04

Capital indiano invade Europa

por uon, em 05.06.07
A Índia é um país capitalista, que têm as mesma regras do capitalismo, Ocidental apesar de ter muitos milhões de pessoas a viver na pobreza.
Os indianos têm bomba atómica e é considerado um país evoluido nos computadores, etc.
Até Sócrates já lá foi negociar com os indianos.
Em relação aos automóveis poderão não ser topo de gama último modelo como existe na Europa Ocidental, porque as marcas tradicionais fabricam automóveis desde 1900 e têm uma grande experiência em motores e carroçarias, mas de certeza de que os indianos e chineses também não devem andar a dormir, em matária automóvel e já devem ter alguma qualidade acima de média, para fazer concorrência com os europeus e asiáticos.
A Europa Ocidental sempre teve a mania que aqui é reside os "grandes cerebros", mas pelo contrário,  vê-se as grandes misérias que têm provocado no mundo, subjugando e explorando os povos "mais fracos" com guerras, etc porque não os deixam desenvolver e foi a assim no passado nos descobrimentos e está sendo no presente e depois não querem emigração dos países pobres para a Europa, mas os povos do mundo também têm direito a serem felizes, se são explorados pelos paises ocidentais, nos seus próprios países.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:50

Trabalhadores da SATA em Luta

por uon, em 04.06.07

Os trabalhadores da Companhia de Aviação SATA estiveram em greve três dias.

Vários voos foram suspensos e muitos passageiros ficaram em terra.

O Sindicato do Pessoal de Voo decretou a greve pelo incumprimento do Acordo de Empresa.

O sindicato diz que em média houve uma aderência de cerca de 80 % dos trabalhadores.

Nestas Companhias onde por natureza devia estar tudo bem, afinal não e bem assim, a precaridade existe, as persiguições e pressões de grevistas são o prato do dia.

Desde á 60 anos que não havia uma greve na companhia.

A administração quer agora processar o sindicato, por total "incivilidade" da greve -  já se esperava.

O Sindicato também quer fazer queixa na Inspecção Geral do Trabalho por incumprimento dos direitos dos grevistas e requisição ilegal de pessoas estranhas à empresa pondo em causa a segurança dos passageiros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:36

A greve geral de 30 de Maio podia ter sido mais participada se fosse melhor organizada.
Apesar dos plenários feitos pelos dirigente sindicais da CGTP por muitas empresas, não se refletiram na adesão.
Se a CGTP têm marcado a greve para sexta-feira a greve era muita mais participada, mas a CGTP temendo as críticas do governo e do PS por ser a um fim de semana, marcou para o meio da semana o que foi fatal.
O Debate dos "Prós e Contras" na RTP também veio talvez desmobilizar a greve, porque muita gente, que viu o programa pensava que governo, patrões e sindicatos eram todos irmãos.
Carvalho da Silva foi dizer para a TV que "greve não era contra o governo" então era contra quem?
Esta greve não teve o combate necessário contra o governo e o patronato e foi pouco radical dentro da perspectiva da CGTP,  indicava que já não havia luta de classes na sociedade e pouca sólida nos argumentos e ninguém a levou a sério.
A data da greve geral foi muito má, devia ter sido próximo do 25 de Abril e do 1º de Maio por que são datas que (ainda) dizem alguma coisa às pessoas.
A CGTP está enfraquecida porque o modelo de organização assemelha-se muito aos dos partidos autoritários e há uma excessiva colagem ao PCP que manobra a cúpula da central.
A forma como se oreganiza a CGTP da representatividade de que não representa ninguém está a afastar a pessoas para gaúdio do governo e do patronato.
É preciso uma nova forma de fazer sindicalismo e a CGTP nem a UGT não são capazes de se modificar.
Só fora destas centrais poderemos fazer um sindicalismo de combate autogestionado e autorganizado,  revolucionário e assembleário.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:24

Boletim da CNT Correios

por uon, em 02.06.07

Saíu mais um nº da CNT Correios

 

 

http://www.cnt.es/correos-madrid/solidaridadpostal41.htm

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:34

Natureza ou desenvolvimento?

por uon, em 01.06.07
A decisão do governo Zapatero  de desviar autoestrada por causa do lince ibérico é de "louvar" porque o mundo em vez de ser verde está-se a tornar negro.
O lince é um animal inofensivo e está em vias de extinsão e devia ser preservado para equilibrar a natureza ,e o homem a pretexto do desenvolvimento económico  de uns quantos que ganham milhões e investirem em mais urbanizações, estradas, fábricas, campos de golfe têm levado o mundo o descalabro total e a terremotos, tsunamis, cheias etc.
Em Portugal debate-se o novo aeroporto na Ota ou em outro lugar qualquer, quando se devia manter  o mesmo na Portela.
Por causa de meia dúzia de turistas que vêm aí e uns quantos empresários hoteleiros vão-se debastar solos naturais quando deviam arranjar alternativas na base do Montijo para as companhias de baixo custo.
As grandes obras além darem trabalho a algumas centenas de pessoas os danos para a humanidade são muito maiores e os lucros desses investimentos nem são para os seus protagonistas os trabalhadores, mas sim, para os detentores dos meios de produção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:37




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D