Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Companheiros do Perú pedem ajuda

por uon, em 20.08.07

Companheiros do Grupo Anarquista do Perú  "Qhispikay Llaqta" pedem ajuda para os companheiros e população em geral devido ao terramoto ocorrido no país.
Pedem  por exemplo  (espanhol)

-frazadas

- ropa usada en buen estado.

-alimentos no perecibles.

-agua.

-abrigo.

-carpas o lo que sea.



Grupo Qhispikay Llaqta

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:49

Cerca de cem activistas ecologistas destruíram na sexta-feira um campo de milho transgénico, situado em Silves.

Esta accão insere-se na luta contra o milho transgénico que alguns agricultores estão a começar a produzir, derivado a ter mais rentabilidade, mas pode ser prejudicial para equilíbrio ambiental terrestre e pode também ser prejudicial para a saúde.

O governo tem implementado políticas no sentido dos agricultores potenciarem a produção deste tipo de milho, o que revela bem que o governo não se importa com o equilíbrio ecológico e já veio a terreiro que esta acção é condenável do ponto vista jurídico.

Também Cavaco Silva e o PSD ficaram indignados com esta acção dos ecologistas e quer ver investigado e punidos os responsáveis.

Estes senhores ficaram muito incomodados com esta acção que visa destruir uma plantação de milho transgénico prejudicial  ao ambiente, e ficaram  ainda muito mais incomodados com acção directa que põe em causa o seu poder instalado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

Costa soma e (não) segue

por uon, em 17.08.07

O nouvel presidente da Câmara de Lisboa já começou a apresentar trabalho negativo para os trabalhadores da CML.

Os concurso externos de ingresso no quadro foram pura e simplesmente anulados por despacho do Presidente.

Estes concurso era para trabalhadores que se encontram em regime precário em contrato e que fazem falta ao município, e ficam agora ao dispor da Câmara em risco de serem despedidos.

A lógica da poupança nalguns sectores da Câmara, não se coaduna com uma política de gastos, em obras de fachada e eventos culturais e recreativos como é as festas da cidade, onde a Câmara gasta milhares de contos nas marchas populares, um evento repescado do 24 de Abril.

Se a Câmara quer organizar eventos culturais devia organizar um evento mais consentâneo com os dias de hoje, e não paradas cheias de reaccionarismo muito ao gosto de muitos "socialistas".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17

Bolsas capitalista em queda

por uon, em 17.08.07

O capitalismo protagonizada pelos Estados Unidos está a assombrar as bolsas mundiais, devido a créditos concedidos no sector do Imobiliário quase impossíveis de pagar.

As bolsas têm vindo a cair a pique em todas as capitais da Europa e América e as principais empresas desceram acentuadamente a sua cotação.

Os principais perdedores são os pequenos investidores que dum momento para o outro, viram -se na contigência de ficar arruinados.

Num momento para o outro as bolsas caíem e isto é um reflexo da política economica mundial, sustentada por artifícios financeiros e no capital financeiro pouco credíveis e faz transparecer  que os alicerces do capital são de castelos de cartas.

Hoje quem domina o curso normal das actividades económicas são as bolsa mundiais e não a produção, hoje o dinheiro é cotado e especulado nas bolsa e isso é que faz girar as economias para cima ou para baixo.

Não há dúvida que hoje a produção e as bolsas caminham em situações antagónicas é mais fácil investir nas bolsas e ganhar dinheiro  fácil do que investir na produção e no consumo.

As classes exploradas são sempre as que perdem sempre no meio deste jogo viciado, mas só lhe resta fazer alguma coisa para que alterem a sua situação de explorado em revoltado contra o sistema capitalista.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:52

Pobres na Europa de ricos

por uon, em 16.08.07
Quando aderimos à CEE não esperavamos estas surpresas, só pensamos no "nosso" desenvolvimento, nas estradas, etc o resto continua tudo na mesma, os salários continuam na mó de baixo, não param de descer em relação aos outros países, mas os juros não param de crescer e qualquer dia não podemos pagar mais e somos todos despejados.
O governo de Sócrates é culpado disto porque alinha como um vendido nos ditames de bruxelas e quem paga somos todos nós.
Temos razões suficientes para dizer que a entrada na CEE, foi um mau negócio para Portugal, somos o povo de pobres numa europa de "ricos" e agora ainda nos querem impingir o tratado sem pelo menos um referendo, isso é que NÃO!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:40

A luta de classes continua acessa apesar dos sindicatos nem sempre serem aquilo que se deseja e neste mês de Agosto, mês de férias é muito proprício que acontecam greves em diversos sectores cruciais como é o caso dos aeroportos, hotelaria, casinos, etc.

Muita gente que vai ou foi viajar é apanhada nos meio das greves, é o caso dos Técnicos Handling da Tap vão entrar em greve nos próximos dias e já tem marcada outras greves no fim do mês.

As empresas têm enormes lucros todos os anos e não querem abrir a mão a quem trabalha, faz riqueza só para alguns e recebe um salário que pouco dá para pagar as contas lá de casa.

A greve continua a ser essencial para fazer valer os direitos dos trabalhadores, se mal a burguesia diga que a greve esta a ser banalizada e é preciso rever as leis laborais e da greve.

Mas deles não se espera outra coisa, que digam, porque o que estes dizem,  também já outros disseram no séc XIX e XX.

A greve é quase uma maldição  para os exploradores, para o patronato e para a burguesia ávida de lucros, e por isso é que o fosso entre ricos e pobres se têm vindo a acentuar, porque por e simplesmente á classe operária se têm afastado da luta pela melhoria da sua qualidade de vida e pela alteração desta sociedade e têm dado rédea solta aos seus exploradores, porque não lutam dignamente pelas suas reivindicações fazendo mais greves gerais e parciais, mas nisso os sindicatos dos sistema têm contribuido para esse sofisma, já que são  controlados pelos partidos que representam o capital e a burocracia sindical da esquerda autoritária.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:48

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1302174&idCanal=65

 

Trabalhadores da Portugália manifesta-se contra o despedimentos de 118 trabalhadores dispensados pela empresa.

Este empresa aérea foi comprada pela TAP por muitos milhões de contos ao Grupo Espírito Santo e agora a TAP resolveu dispensar trabalhadores.

No meio destes negócios lucrativos quem fica  mal são os trabalhadores portadores da mão-de-obra barata e sempre descartáveis a qualquer rmomento.

Resta saber até quando os trabalhadores  explorados irão aturar este estado de coisas, ou se porventura irão revolta-se para mudar a situação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:33

Sei que não pareço um ladrão...

por uon, em 14.08.07
Todos nós conhecemos "Este" deve ser um destacado membro do governo disfarçado de cidadão à saída de mais uma operação de caça ao bolso do povo português.
Este senhor monta bem, veste a última moda e vive num luxuoso palácio de Lisboa, preside à maior organização europeia em manipular os povos e explorá-los e apoia a nato e invasão do Iraque e Afeganistão mandando tropas mercenárias para cenários de guerra e é capaz de tudo para recuperar as finanças do país.
Têm como lema poupar dinheiro na saúde, educação, para dar as capitalistas, e quer privatizar empresas lucrativas é também portador de uma folha de serviços bastante importante e um fazedor de empregos virtuais e de aumentar o desemprego em Portugal.
Têem ultimamente protagonizado uma deriva fascizante, promovendo a delação, o compadrio, e a incompetência, é membro de um qualquer governo europeu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:05

Indústria conserveira em crise

por uon, em 13.08.07

fonte:Correio da Manhã

 

A indústria conserveira albergava muita mão-de-obra em muitas fábricas de norte a Sul do País.
Havia centenas de fábricas com milhares de trabalhadores e este operariado era combativo pelos seus direitos e também pela mudança da sociedade.
Esta indústria não registiu as novas "modernidades" e sómente existem algumas fábricas de conservas, devido também à falta de pescado e de recursos piscículas.
No caso de Matosinhos existiam cerca de 60 fábricas nos anos sessenta e hoje existem só quatro, o que revela bem a crise no sector e o seu produto é quase só para exportação. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:25

Casinos do Algarve em greve

por uon, em 13.08.07

Fonte:Correio da Manhã

 

 

Os casinos são um produto da sociedade capitalista que provoca nas pessoas necessidades de ganhar dinheiro para gastar, mas as pessoas que lá trabalham são gente, têm os filhos para criar, contas para pagar, e esta greve é para isso mesmo, melhorar o nível de vida de quem trabalha.
Estas profissões tem longas jornadas de trabalho é justo que sejam reduzidas para dar oportunidades a outros trabalhadores  que possam trabalhar nesta actividade em regime de turnos.

Estes trabalhadores reclamam aumento salarial e redução da jornada de trabalho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:06




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D