Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A cruzada contra o ambiente

por uon, em 27.07.08

Jerónimo de Sousa diz que governo está a destruir a pesca e agricultura em detrimento do turismo.

Este governo está a fazer de Portugal um autêntico resort para turista ver.
Todos os anos são destruidas florestas com incêndios que devastam milhares de hectares de terras, que por sua vez poderão dar origen a novos empreendimentos turísticos.
Embora o governo e as autarquias digam que as florestas incêndiadas não serão urbanizadas isso não passa de pura retórica para tapar os olhos.
Os empreendimentos sucedem-se no Algarve e no litoral, as serras são devastadas para construir empreendimentos turisticos, barragens, etc só por que criam meia-dúzia de postos de trabalho, mas o prejuízo ambiental é muito maior que o lucro.
São abatidos sobreiros e outras especies arboreas só para criar mais um empreendimento turistico e o equilibrio ambiental que dá vida a todos nós é destruido.,só para alimentar os caprichos de meia dúzia de empresários do turismo.
Esta cruzada contra o ambiente tem aumentado de ano-para-ano e o governo é responsável pela morte das nossas florestas e pela destruição ambiental que a todos devia dizer respeito.
Mas como o dinheiro fala mais alto a destruição da nossa paisagem protegida pode continuar só por que pode criar uns empregos e dão milhares contos ao Estado e ao Capital.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:08

A administração da Tap decidiu baixar os salário deles mesmo em 10% dos próprios e dos gestões da empresa. Em contrapartida, decidiram não abdicar dos respectivos prémios. Para quem tem um salário de muitos milhares de euros não significa nada baixar 10% no ordenado. Na mesma lógica de poupança os trabalhadores vão ter de abdicar das progressões na carreira e nas horas extraordinárias. Para quem ganha 100 ou 200 contos ter de abdicar desses extras pode significar a perda de poder de compra e viver ainda pior do que vive. Em nome da recuperação da empresa que é constantemente adiada os administradores tomam medidas administrativas sempre para prejudicar os "cristos" do costume. Os clientes já pagam bilhetes caros, taxas de combustíveis e outras taxas de aeroporto, etc e a empresa nunca dá lucro o que não deixa de ser estranho. A mãozinha do governo deve estar por detrás desta situação e a privatização da empresa deve estar na ordem do dia e quem ficar com a empresa quer de certeza que ela dê lucro e com menos trabalhadores e quer pagar o menos possível pela privatização que se aproxima. A ver vamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:17

A Maconde vai despedir mais 60 trabalhadores da sua fábrica em Vila do Conde, a partir de Agosto.

Os trabalhadores começaram a receber as cartas de despedimento que os apanhou de surpresas e não devem receber indemnização por que "não há dinheiro" diz a actual Administração.

A Maconde era uma empresa prospera com uma rede de lojas nos principais centros e até havia um cartão que dava acesso ás lojas que eram bastante conhecidas.

A Maconde depois abriu várias lojas em centros comerciais e tinha bastante clientela.

A crise chegou começaram a fechar as lojas dos centros e a despedir trabalhadores  e abrir novas empresas como a Mcvila para onde iriam os trabalhadores da fábrica mãe.

Houve também acordos com a banca para financiamento e até o ministro Pinho visitou a fábrica.

Com estas falências e aberturas de novas empresas muitos trabalhadores foram caindo no desemprego e o resultado é mais 60 trabalhadores para o rol dos desempregados.

Alguém tem culpas nestes fechos de fábricas e o governo e administração devem ter a consciência pesada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:25

A chamada "guerra fria" está de regresso com americanos a marcarem posição na ex.Europa de Leste com a Polónia e República Checa a abrirem os territórios para os americanos instalarem o "escudo antimíssil".

A Rússia também quer marcar posição na esfera de defesa estratégica e quer também instalar meios de defesa na América Latina, com o novo aliado Hugo Chaves que já disse que colaborará com a Rússia a nível militar como forma de dissuadir os americanos de tentarem qualquer aventura na Venezuela.
Chaves deslocou-se a Moscovo para comprar armamento russo e aviões que´já poderão fazer parte do arsenal estratégico russo para potenciar a instalação de mísseis seus apontados aos EUA.

A Rússia do ponto de vista estratégico está a reactivar o seu potencial bélico e parceiros estratégicos no mundo para consolidar a sua potencia como existia no tempo da União Soviética como Cuba seu aliado de sempre.

A guerra imperialista joga-se no tabuleiro de xadrez cada um põe as peças para engolir o outro, uns dum lado outro doutro, cada um com a sua visão bélica e guerreira e quem vai perder são os povos que ficam no meio dos conflitos de interesses capitalistas e que não tem nada a ver pode conduzir a um conflito mundial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:28

 

 

 

Trabalhadores da limpeza da Câmara Municipal do Porto manifestaram-se hoje contra a privatização dos serviços de limpeza.

Varias dezenas de trabalhadores concentraram-e junto da Câmara para protestar contra a intenção de Rui Rio entregar os serviços de limpeza, uma parte a uma empresa portuguesa a SUMA e outra à BGC espanhola.

No fundo isto trata-se de trocar trabalhadores por outros trabalhadores com as mesma profissão o que não se percebe como podem uns ser melhor que outros, quando não há nenhuma técnica conhecida de melhor  apanhar o lixo.

A razão pela qual é entregar os serviços públicos a empresas privadas pagando a Cãmara muito mais dinheiro por esse serviço quando ainda o faz por administração directa.

O problema é saber,  caso os serviços do lixo sejam entregues a privados o que vai acontecer aos  270 trabalhadores da autarquia que pode ser muito bem o despedimento.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20

Ciganos foram desalojados defronte da Câmara de Loures pela polícia.
A culpa desta situação foi da Câmara de Loures do PS que pôs tudo dentro do mesmo saco e não previu que as condições económicas e sociais destas pessoas podiam piorar e o resultado está a vista.
Isto é o resultado do voto durante 30 anos de governação do PS/PSD/CDS,  de fome, desemprego, corrupção, ricos cada vez mais ricos, racismo, juros altos, aumento de custo de vida, fascismo encapotado, etc.
PCP e o BE são bons para quem ainda acredita nos partidos que podem mudar isto.
Começa a haver guerras entre os pobres e espoliados do capitalismo em busca de espaço e é o salve-se quem puder.

Como os pobres não tem consciência do verdadeiro causador da fome e da miséria, então começam com conflitos entre si e a disputar as ruas e pode haver uma guerra civil entre pobres quando deviam estar todos unidos contra quem nos explora e mata.

O sistema provoca a insolidariedade e intolerância entre pessoas do mesmo género.

Só uma sociedade anarquicamente organizada pode mudar o sistema e libertar os trabalhadores e o povo das garras da burguesia e do capital e projectar uma nova sociedade de liberdade solidariedade e autogestão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:56

 Carta recebida

 

[Espanha] “Um anarquista e expropriador de bancos, com muita honra”

 

“Um anarquista e expropriador de bancos, com muita honra”. Foi desta forma que Jaime Giménez Arbe, mais conhecido midiaticamente como “O Solitário”, se descreveu na Audiência Provincial de Navarra, Espanha, nesta terça-feira, 15, onde está sendo julgado.

 

Arbe, foi detido pela PJ na Figueira da Foz, Portugal, em julho de 2007, era o homem mais procurado na Espanha na época. Além da autoria de vários assaltos, estima-se que roubou 36 agências bancárias, Jaime é acusado do assassinato de dois Guardas Civis espanhóis, um crime que nega ter cometido.

 

Já sobre os assaltos a bancos, “O Solitário” não recusa a autoria dos delitos, explicando ser um “anarquista, anti-sistema e anti-capitalista” adversário do que descreve como “capitalismo fascista que nos controla”.
 
Os juízes reclamam 52 anos e meio de prisão para Jaime. O caso continua em julgamento.

 

> Carta aberta de Jaime Giménez Arbe à opinião pública <

 

Zaragoza, 8 de março de 2008

 

Sou um rebelde contra o capitalismo, contra a injustiça que supõe a exploração das pessoas por uma casta de "intocáveis" com negócio seguro e apoio explícito e implícito de uma organização mafiosa por excelência, que é o Estado. Acredito justo que a posição montada por banqueiros, políticos, jornalistas, reis, presidentes e descerebrados em geral, deve explodir pelos ares, é necessária justiça com letras maiúsculas. Justiça social, educação, liberdade e princípios éticos.. Os bancos são o sintoma, mas a doença é o sistema.

 

Eu não gosto que me chamem "O Solitário", porque esse nome quem me colocou foi à polícia, meus amigos chamam-me Jaime. Gostaria de esclarecer que em meu caso foram difundidas por parte da polícia muitas mentiras. Por exemplo, quero deixar bem claro que, eu não tenho nada que ver nem com a morte dos guardas civis de Castejón nem com o fogo cruzado de Vall D´Uixo, é algo que a polícia quer julgar-me, sem provas de qualquer tipo, e que nego com integralidade. Tudo o que fiz foi feito com limpeza e educação, pois eu considero que a cortesia não elimina a coragem, e roubar o ladrão é uma obrigação, e expropriar o explorador uma necessidade. Tenho disparado em agentes da polícia, não nego, mas assassino, não, absolutamente nada, eu adoro a vida, a liberdade, a natureza, o amor, a amizade e essas coisas normais nas pessoas normais, mas o dinheiro... isso nunca me interessou.

 

Com Afeto, Saúde e Anarquia!

 

> Em 17 de janeiro, 2008 Jaime ingressou provisoriamente no Centro Penitenciário de Zuera (Zaragoza), extraditado temporariamente a Espanha desde a cadeia de Monsanto em Lisboa (Portugal).

 

agência de notícias anarquistas-ana

 

Papagaio esperto -
Ao ver a laranja
Dispara a falar

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:55

Alentejo a caminho do deserto

por uon, em 21.07.08

Depois de desertificarem o Alentejo humanamente agora querem mata-lo aos poucos a sua paisagem.
O Alentejo sempre foi cobiçado por meia dúzia de senhores que se apoderaram de vastos hectares de terra para fazerem as coutadas para caça, para os senhores do antigo regime salazarista irem caçar e brindarem com uma peça de caça.

O Alentejo sempre foi palco de grande lutas campesinas pela melhoria dos nivél de vida e contra repressão salazarista e houve muitas greves apoiadas pela antiga CGT de operarios agricolas que foram fortemente reprimidas pela pelas forças da (de) ordem.

Com o 25 de Abril as terras foram ocupadas pelos trabalhadores agricolase apoiadas pelo COPCON e por muitos militares de Abril e fundaram cooperativas para poder cultivar as terras e poder arranjar trabalho na terra.

A reforma agrária era uma realidade, mas logo o PCP, partido mais representivo no alentejo tomou o controlo das UCP(s) e cooperativas e as coisas comecaram a andar para trás com a ajuda do 25 de Novembro e das leis anti-agrárias de Mário Soares e a famosa Lei Barreto foi o principio do fim da Reforma Agrária.

Por causa da reforma agrária boa ou má dois trabalhadores de nome Caravela e Casquinha  foram assassinados pela GNR, e o PCP nunca mais quis saber destes trabalhadores.

O que temos hoje um Alentejo entregue a meia dúzia de latifundiários que nada fazem e um deserto humano e paisagistico pronto a receber as areias do deserto.

Nem para os alentejanos nem para ninguèm.É isso que querem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:40

O Trabalho Infantil

por uon, em 20.07.08

A exploração da mão-de-obra infantil é um flagelo social que urge acabar e os patrões valem-se da idade das crianças para pagar menos salário do que um adulto.

Mas esta situação está intimamente ligada a exploração dos trabalhadores adultos que trabalham em empresas e não ganham o suficiente e necessitam de um ganho extra para fazer face á vida.

Então é aqui que entram em acção os filhos dos trabalhadores explorados que podem dar uma ajuda lá em casa, nas contas para pagar.
Se numa família com um agregado familiar de dois filhos mais o casal é difícil sobreviver com ordenado tipo SMN que é menos de 90 contos e suponhamos que os pais trabalham os dois os 180 contos deve render muito à tangente. e se a casa tiver hipotecada ao banco ou pagarem uma renda mensal de 60 + contos mais as contas normais fixas a ginastica financeira é muito grande.

Ora, numa família com poucos recursos económicos e sociais  é difícil manter os filhos a estudar com tais rendimentos.

A lei que está é muito exagerada e devia ser alterada para os 14 anos ou o Estado contribuir com ajudas suplementares às famílias que não podem dispor de mais um rendimento familiar a pretexto da "luta" contra o trabalho infantil, até aos 18 anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18

Brasil:polícia tem dedo pesado

por uon, em 19.07.08

Tal como em Portugal a vida de uma pessoa não vale nada.
As forças policiais do Brasil tem fama de ser insolentes e matam por tudo e por nada.
Já houve dois casos recentes de mortes de inocentes incluindo uma criança metralhada dentro de um carro, depois foi uma perseguição automóvel e mataram mais uma pessoa agora foi na favela que mataram mais 8 pessoas.
Os casos começam a ser mais que muitos e ninguém faz nada para acabar com a pena de morte (i)legal que ceifa vida sem mais nem menos.
Em Portugal, parece que foi dada ordem superior para não disparar em caso de perseguição policial.
Vejamos se os polícias vão conseguir fazer isso, ou se, vão pensar duas vezes, antes de fazer o gosto ao dedo.
Estas situações é de autêntico far-west em que o xerife o "bom" de sempre tem sempre razão e o bandido o "mau" nunca tem.

Aliás as forças policiais portugueses tem andado a receber instrução da polícia brasileira o que quer dizer tiveram "bons" instrutores para aplicar a lei em Portugal.


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:24




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D