Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O presidente polaco acaba de anunciar que não irá ratificar o Tratado de Lisboa depois do parlamento da Polónia ter aprovado o mesmo. Depois do "Não" Irlandes agora é a Polónia a dizer que o tratado está "morto" A única maneira de aprovar ou não o tratado e ele ser submetido sucessivamente ao crivo dos eleitores que dirão de sua justiça, na pior da hipoteses. Na sociedade capitalista de mercado é norma tudo ser levado à pratica sem o povo discutir se deseja essa mesma lei, ou não. Até lá o tratado não pode (não devia) ser levado à prática, por que ninguèm sabe o que é o que contém, para onde vai. Resta saber se os enhores da europa vão respeitar estes "Nãos".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:28

A consciencia do governo

por uon, em 01.07.08

Sócrates tem plena consciência das medidas que toma em relação aos povo português.

Um governante sabe perfeitamente que as leis do governo implicam directamente com a vida do povo e que essas medidas podem ser negativas para a vida em sociedade.

O Código do Trabalho é uma dessas leis que pode implicar negativamente com a vida das pessoas e pode levar aos despedimento de muitos trabalhadores, retirar direitos adquiridos anteriormente e implicar más relações laborais  numa empresa.

A introdução do Código do Trabalho visa consagravam legalmente certas condições nas relações de Trabalho e também a exploração laboral, mais horas de trabalho, mais repressão sindical e psicológica ao trabalhador.

Um governo sabe perfeitamente quais vão as implicações que vai ter uma certa lei numa empresa e normalmente um trabalhador vê essa lei como mais uma maneira de dar privilégios aos patrões e menos aos trabalhadores a pretexto da competitividade e normalmente a reacção do trabalhador é lutar contra essas novas normas laborais e unir-se aos outros trabalhadores da empresa e lutar contra as arbitrariedades patronais.

Os sindicatos são também um veículo importante para a defesa  do trabalhador se for alternativo e não estiver muitos enfeudado ao jogos do poder. 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:50

Pág. 7/7




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D