Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Carta aberta a Mário Soares

por uon, em 17.04.09

Mário Soares diz que “O patriotismo tem é a ver com o interesse e o amor pelo nosso povo, pelas nossas instituições, pelas nossas características como povo, mas se houver um português que seja mau não o vamos defender pelo facto de ele ser português”.

Claro Sr. Mário Soares nós pensamos que tanto o patriotismo como o nacionalismo são coisas iguais, mas nós nem somos uma coisa nem outra somos internacionalistas por que os queremos para Portugal queremos para o mundo inteiro, mas pronto, aceitamos a sua opinião.

É claro que este governo do PSócrates nem é patriota e não tem amor ao povo português porque ao longo destes longos 4 anos de ditadura anti-socialista viu nos funcionários públicos o seu bode expiatório de todas as suas frustrações políticas e chega ao cúmulo dos cúmulos de roubar aquilo que um governo socialista deu que foi as férias na época baixa com um bónus de mais cinco dias, que parece que não é nada, mas por aqui se vê as características de quem nos governa.

Este governo com base na esperança de vida o que é muito falacioso por que nem toda gente vive o mesmo tempo, chega também ao cúmulo de fazer trabalhar mais tempo os funcionários públicos quando na anterior lei mandava trabalhar até aos 36 anos e agora faz os trabalhadores trabalhar até ao 65 anos de idade mínima ainda por cima quando existe tanto desemprego e que os jovens não conseguem arranjar trabalhar por causa deste situação.

O governo podia ter feito uma norma facultativa a quisesse trabalhar, mas não obrigar a trabalhar quem já tem o tempo todo e esta situação não tem nada de democrático, mas sim de nacionalista ditador.

Dr. Mário Soares o senhor tem um passado um bocadinho negro mas a gente esquece isso tudo, se organizar uma manifestação na Alameda como fez em 1975 para pôr o Sócrates na rua, pelo seu patriotismo e pelo amor ao povo português.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:33

Coindu despede 400 trabalhadores

por uon, em 16.04.09

A empresa Coindu que se dedica ao fabrico de assentos para automóveis anunciou que vai despedir cerca de 400 trabalhadores das suas fábricas em Famalicão e Arcos Valdevez.

A razão dos despedimentos é sempre o mesmo a "crise".

Com a crise os trabalhadores são lançados no grande "exército de desempregados" onde já estão muitas centenas de milhares.

A história volta a repetir-se com uma sucessão de crises cíclicas dos anos 80, dos anos 90, e agora a do começo do século. XXI,  que aparecem de vez em quando em que a mão-de-obra do trabalho e deitada no lixo com se fosse lixo.

Os trabalhadores vivem em permanente crise, ganham pouco, podem perder o emprego a qualquer momento é uma sina que nunca saí de cima dos ombros do trabalhadores e nunca cai em cima de que provoca a crise.

Não acham estranho?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:44

A Rússia apelidou de provocação as manobras militares que a Georgia e a Nato pretendem levar a efeito na próximas semanas mesmo às portas da Rússia.

No mínimo é preciso ter a lata da Nato ir provocar a Rússia mesmo nas suas barbas e até a Nato pode entrar por ali a adentro.

A Georgia era um país integrante da antiga União Sovietica  e saíu da órbita de Moscovo para se integrar na Nato o que é um autêntico erro porque este pais não tem qualquer afinidade  cultural com o Ocidente e como é evidente a Rússia como imperialista que é não pode aprovar esta aproximação e ainda por cima tem conflitos territoriais com a Georgia.

Se porventura  uma vizinno em que temos más relações se pussese a fazer exercicios militares defronte das nossas portas e com auxiliar externo de certeza absoluta que consideravamos um provocação e um acto hostil.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:31

Letra dos "Xutos e Pontapés"

por uon, em 15.04.09

Não sou fan ou adepto do Xutos e não tenho um único disco deles, mas esta letra é no mínimo um espanto é uma letra que abana a sociedade em geral e é forte, mas não passa disso mesmo.

É  mais um hino para a esquerda foclorica  se poder deliciar e quando estiverem deprimidos houvem esta música e vão ficar bem melhor a ouvir os Xutos a cantar esta canção.

Cabe  também dizer que um dos membros da banda até gosta do Sócrates e até foi nomeado comendador pela presidência da república.

Esta banda começou do nada hoje factura milhares ou milhões.

 

MD

 

 

 

Letra do grupo rock  "Xutos e Pontapés "

Anda tudo do avesso
Nesta rua que atravesso
Dão milhões a quem os tem
Aos outros um passou-bem

Não consigo perceber
Quem é que nos quer tramar
Enganar/Despedir
E ainda se ficam a rir
Eu quero acreditar
Que esta merda vai mudar
E espero vir a ter
Uma vida bem melhor

Mas se eu nada fizer
Isto nunca vai mudar
Conseguir/Encontrar
Mais força para lutar...

(Refrão)
Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a comer

É difícil ser honesto
É difícil de engolir
Quem não tem nada vai preso
Quem tem muito fica a rir
Ainda espero ver alguém
Assumir que já andou
A roubar/A enganar
o povo que acreditou

Conseguir encontrar mais força para lutar
Mais força para lutar
Conseguir encontrar mais força para lutar
Mais força para lutar...

(Refrão)
Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a foder

Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Mas eu sou um homem honesto
Só errei na profissão


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:31

Companheiro Abel Paz deixou-nos

por uon, em 14.04.09

(Notícia retirada da Alabarricadas)

 

 

Avui 13 d’abril a les 4 de la tarda ens ha deixat Diego Camacho “Abel
Paz” anarquista de 87 anys, nascut a Almería el 12 d’agost de 1921 .

Diego va estar en bona part de les lluites socials del segle XX des del
19 de juliol de 1936 a Barcelona participant activament en els canvis
socials del moment, creant amb els seus companys de les JJLL de la
barriada del Clot, el grup “Els Quijotes de l’Ideal”.

Acabada la guerra coneixerà els camps de concentració al sud de França,
treballant després en camps de batallons disciplinaris prop de Burdeos
per el Nacionalsocialisme en la segona guerra mundial.

Però el seu compromís amb la llibertat a Espanya li durà de nou a
l’interior per a entrar en la clandestinitat en els primers anys de la
dècada dels quaranta fins a ser detingut de nou per la policia franquista.

Passarà llargues temporades en les presons espanyoles.

Biògraf de Buenaventura Durruti i després de diversos llibres
autobiogràfics i dels moments més estel•lars de l’anarquisme que el va
viure en primera persona, es va dedicar a difondre els seus llibres i
l’anarquisme amb nombroses conferència, donant a conèixer els
assoliments de la revolució.

Serà acomiadat dimecres que ve 15 d’abril a les 4 de la tarda en el
Tanatori de Sancho de Avila de Barcelona

Fins a sempre company

una petita resenya de la Wikipedia

http://es.wikipedia.org/wiki/Abel_Paz

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20

Os (não tão) recentes ataques de piratas somalis no Índico e no Golfo de Adén obrigou que as forças da Nato deslocassem para essas paragens navios militares de vários países e até o país plantado à beira-mar lá anda em sessões humanitárias com o capital.

O problema é que os povos daquelas regiões pobres de África, viram que tinham alí uma fonte de rendimento que podia ser benéfico para aqueles povos.

Grande parte daqueles navios que navegam vão carregados de mercadorias (petróleos) etc que são comprados ao preço da uva aos povos dessas regiões.

Os piratas somalis? querem que essas mercadorias produzidas e consumidas no Ocidente sejam devidamente ressarcidas de custos e então as abordagens são uma espécie de portagem que os piratas querem cobrar por cada passagem por essas águas.

Ora, como o capital quer galinha gorda por pouco dinheiro e não querem pagar a portagem,  então, surgem os sequestros de navios mercantes e como o capital europeu e americano tem um grande potencial bélico aos seu serviço resolve mandar uma força da Nato para impedir as portagens, mas como os pobres não tem nada a perder fazem abordagem suicidas por que as forças são desproporcionadas.

Em Portugal qualquer carro que passe pela portagem de Alverca ou outra sem pagar é logo penalizado com multa e outras coisas mais e aqui as forças também são desproporcionadas e obrigam o cidadão a pagar e pagar bem o feito.

Por que é que os países europeus e americanos não fazem um acordo com os povos dessas regiões e pagam a portagem para eles os deixarem passar sem qualquer problema e até ficavam bem vistos na zona.

Pensem nisso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:59

(tradução do google)

 

Abaixo está um comunicado de imprensa que presta um dall'Aquila
descrição pormenorizada das actividades de apoio da população
Abruzzo atingidas pelo terremoto.
Comitê de Correspondência da Federação Italiana Anarchica - FAI
cdc@federazioneanarchica.org
www.federazioneanarchica.org
***
As companheiras e os companheiros do Espaço Livre 51 DELLI são
ativada por 6 dias, em Abril de 2009 com o campo tende a Fossa.
Foram realizadas as atividades abaixo.
06/04/2009
1. Baixados e distribuídos leite, água, suco de fruta, sabão.
07/04/2009
1. Montadas tendas e Brand continuamente chegam de manhã à noite.
2. Autorizada e organizou a chegada de um carro com sacos dormindo
tapetes e organizada por camaradas da Federação de Nápoles
Anarquista italiano, duas máquinas de bens essenciais
organizado por companheiros da Federação da Roma Anarchica italiano.
3. Tour de reconhecimento e distribuição dos produtos encontrados na forma
autónomas centros próximos.
4. Lançado apelos da Radio Onda Rossa (RM) e Rádio Popolare (MI) para
materiais recuperados.
08/04/2009
1. Tour de reconhecimento e de distribuição de mercadorias nos centros circundante.
2. Organização e gestão das crianças do local para a
coordenar as atividades.
3. Estabeleceu contactos com centros de Roma, Benevento, Salerno,
Nápoles, Florença para a recolha de bens essenciais.

09/04/2009
1. Organização de um comboio que vem de Roma e de distribuição
Para Roio, Sassa, Genzano, Banheira, piano.
2. Organização de um comboio próximo de Nápoles, e
distribuição e Caporciano Bominaco.
3. Armazenamento de materiais no armazém Fossa.
4. A organização do armazém Fossa.
5. Preparação e organização da escola-campo (maternal,
elementar, médio).
6. Contactos estabelecidos para apoiar as actividades com a Rede Não Gelmini
Roma Oriente

10/04/2009
1. Organização do comboio proveniente de Nápoles e de distribuição
Para Roio, Lucoli, Sassa e pequenas cidades de L'Est
2. Escola para o pleno e activo, todos os dias 10-13.
3. Criação de conta bancária com o secretariado operacional em Pescara
(Cobas na escola) para a governação social e educativa.
4. Relatório entrevistas na Radio Onda de choque (BS) e Rádio Onda Rossa (RM).

11/04/2009
1. Organizadora comboios de Salerno, Nápoles, Roma.
Distribuição: Fossa, Mascioni, agora Gates.
2. Distribuição de materiais educativos encontrados em Nápoles e FAI
bens recolhidos pela FAI Roma.
3. Criação de abrigos e um Fossa Monticchio.
4. Organização para a ativação de duas contas correntes com
Escritório Operacional em Roma e Nápoles para o apoio e reconstrução do
estruturas e assistência sócio-educativa de gestão pública em
colaboração com a realidade anárquica de base do Pacto
circulação.
5. Nomeado chefe da escola-campo Edoardo Puglielli
(Federazione Italiana Anarchica - L'Aquila).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:27

Os mineiros da Panasqueira (Fundão) vão entrar em greve nos próximos dias 29 e 30 de Abril, para reivindicar melhores salários.

Segundo os trabalhadores empresa, a mesma deu dito pelo não dito e retirou a proposta de 2,2 por cento de aumento salarial" e pretende também "alterar o modelo do prémio de produção" elevando o objectivo de 120 para 140 toneladas por mês.

Segundo as mesmas fontes a empresa decidiu alterar o "prémio de produção" que prevê que os trabalhadores tenham que retirar minério até às 140 toneladas para receber o referido "prémio" quando o mesmo era de 120 toneladas.

A empresa diz que as suas clientes entraram em lay of  e que o ramo automóvel também está em crise, perfeito o patrão há-de sempre arranjar choradinhos do costume quando há crise e quando não há para dar menos aumento aos trabalhadores.

 Ir na conversa manhosa da administração por que toda a gente sabe que o  objectivo da mesma é sempre o mesmo explorar o trabalho quando há crise e quando não há.

Os trabalhadores da Panasqueira e todos nós sabemos perfeitamente o que pagamos quando vamos aos supermercados buscar os produtos para sobrevivermos e cada dia que passa os preços sobem e acreditar no Instituto Nacional de Estatística e nos economistas do capital que houve uma deflação nos preços, todos nós sabemos que é uma perfeita mentira e mesmo que fosse verdade os preços nestes anos todos já comeram todos os aumentos salariais verificados que foram sempre superiores aos aumentos de salário.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:41

Na Loja do Cidadão de Faro as funcionárias não podem usar mini-saia, decotes exagerados, gangas e perfumes agressivos.

Quem usar desrespeitar estas regras do feudalismo sujeitar-se a ser despedido ou a outras represálias administrativas.

Com a introdução destas regras chegamos ao cúmulo de estarmos à beira do regresso do fascismo pela mão dos "democratas" do PS.

Estas ordens mais parecem de talibans que pretendem impor regras do tempo feudalismo.

Qualquer dia se a moda pega os homens vão ter de usar barba e não vão poder corta-la e ainda vamos ver todo o governo a usar barba.

Qualquer dia as mulheres vão ter de usar burka, etc., etc.

No mínimo quem deu estas ordens e estas ordens não devem ter sido dadas por um funcionário médio, mas sim dum qualquer ministério deste governo,  devia ser chamado às responsabilidades e no mínimo demitir-se porque isto é uma situação grave, mas como neste país só os subordinados é que são responsabilizados é muito natural que tudo fique na mesma.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:23

O ex. ministro da Saúde Correia de Campos vai ser candidato ao parlamento europeu em lugar ilegível.

Correia de Campos foi dos ministros do governo de PSócrates mais contestados do governo e demitiu-se do cargo por estava a ser atacado por todos os lados.

Correia de Campos foi responsável pelo fecho de inúmeras maternidades e centros e hospitais e só se demitiu quando o povo da Anadia se juntou e fez diversas manifestações para correr com Correia de Campos.

Nem Sócrates teve a ousadia de demitir este ministro por que concordava com esta politica de fechos sistemáticos no sector da saúde.

Agora com esta nomeação para deputado europeu acaba por ser uma condecoração e uma ascensão no interior do PS pela sacanices cometidas contra o povo.

Muitos políticos pelo seu currículo negativo no governo contra as populações tem tido como prémio a ascensão a cargos de maior responsabilidade e até Sócrates com a sua irreverência quase infantil e a sua obstinação quando estava no ministério do ambiente pela co-incineração o levou a primeiro-ministro e hoje é um bom candidato a ditador e a fazer esquecer Salazar.

Neste Portugal à beira-mar plantado quanto mais  incompetente e sacana se for para o povo no final ainda tem como prémio um lugar ainda mais em destaque.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:56




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D