Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Zara explora no Brasil

por uon, em 18.08.11

http://economico.sapo.pt/noticias/brasil-denuncia-condicoes-de-escravatura-em-fabrica-da-zara_124837.html

 

São estas empresas que muitos governos acolhem nos países, como investimento estrangeiro, mas o que se passa para lá das quatro paredes é um mundo à parte.

Exploração, escravidão e muito lucro para as empresas que fazem peças a preço de saldo para calçar e vestir os clientes, mas os trabalhadores são tratados como animais.

É isso que os governantes em Portugal procuram, mas depois fazem tábua rasa e nem as leis que não são cumpridas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:33

Em relação à proposta do governo de 12 anos de licenciatura para cargos de direcção no Estado.

É evidente que uma pessoa com experiência na matéria pode ser benéfico para os serviços.

Não é um novato que sai agora dos bancos das escolas que vai logo para a direcção.

O problema é o grau de seriedade e competência que são tomados esses cargos e se estão ao lado do pueblo.

Esses cargos altamente renumerados e apeteciveis para qualquer um licenciado.

As pessoas sabem perfeitamente que os cargos de direcção são para amigos das pessoas que estão no governo e que precisam de pessoas de confiança para levar à prática as más politicas que que tem levado o pais ao abismo, como está acontecer em Portugal.

Achamos que não deve haver cargos de direcção e que as coisas devem ser tomadas em assembleias de pessoas que possam tomar as melhores decisões e não uma pessoa decidir por todos.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:09

China:a revolta da classe média

por uon, em 17.08.11

http://www.publico.pt/Mundo/a-revolta-ja-chegou-a-classe-media-chinesa_1507892

 

E quando é que a classe média se revolta em Portugal para pôr fim a esta democracia da treta?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:41

Coelho faz queixa contra Jardim

por uon, em 17.08.11

O presidente do PTP-M, José Manuel Coelho, apresentou hoje uma queixa no Ministério Público contra o presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, por "abuso de poder".

Como é que vão julgar Jardim se o homem manda mais que o poder judicial e está acima da lei.

A máquina judicial de podre que está que não tem poder para julgar a "operação furação" "freeport" e outros processos que estão esquecidos por que estão metidas pessoas de bem que são demasiado valiosas.

A máquina judicial e as estruturas policiais que lhe estão associadas tem de levar uma limpeza geral de alto abaixo, assim como o próprio Estado que está podre, corrompido e os seus governantes cometem crimes dignos do TPI contra o povo com aumentos dos passes socais retirada do 13º mês, aumentam a luz, o gás, tiram a golden shares, etc e com um à vontade que ninguém os leva presos.

Temos dúvidas que o Estado posso ser reformado e não fique na mesma, por isso só a sua destruição faz sentido.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:38

Instruções: imprimir na impressora do pc e colar em todo o lado, vidro de trás do automóvel, vidro do lado, à Scolari, ATMs multibanco, sacas plásticas das grandes superfícies, ...
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:39

Mendoza:campanha pelo trabalhador

por uon, em 16.08.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57

Contestação ou concertação

por uon, em 16.08.11

Passos Coelho no Pontal rejeitou a contestação e prefere a concertação.

Claro, que Passos sabe que a contestação ao seu governo vai aumentar depois deste terramoto de aumentos e cortes.

Se prefere a concertação e o diálogo o mesmo não fez para perguntar ao povo português se o mesmo estava de acordo com esta politica de cortes e aumentos, nem que fizesse um referendo rápido, por isto não sufragado nas eleições nem em parte nenhuma.

Sabemos que o povo só serve para votar nas alturas das eleições e nada mais do que isso.Depois os governantes esquecem o povo e fazem o que bem entendem.Se os eleitores soubessem que parte do 13º mês iria ser cortado, os passes iriam aumentar e a electricidade e o gás igualmente e as taxas moderadores também, certamente os eleitores que deram a vitória ao PSD, talvez não votassem.

Também já vimos no passado o PS a dizer o mesmo do PSD e vice-versa, e que estes cortes e aumentos é para pôr o país no bom caminho, por causa de más governações anteriores.

Este fado já tem cerca de 35 anos e diz-nos que cada vez isto está pior, com invenções de crises premanentes e artificiais, onde os trabalhadores e o povo são o alvo dos sucessivos governos e que os mesmos são cada vez piores, embora com outras caras.

O povo, os trabalhadores tem de fazer algo para inverter esta situação e só a luta por uma nova alternativa, fora do quadro do sistema onde estão inseridos os partidos grandes ou pequenos, por que todos eles são parte do problema e não da solução.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:57

Itália:festa USI/AIT

por uon, em 13.08.11

http://www.usi-ait.org/index.php?option=com_content&view=article&id=361:festa-usi-ait-2011&catid=34:archivio-articoli&Itemid=41

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:37

IVA a 23% na electricidade e gâs

por uon, em 12.08.11

Poul Thomsem, chefe da missão da troika do FMI, diz que Portugal começou bem, mas os desafios mais difíceis ainda estão por chegar.

Depois dos futuros roubos nos salário do 13º e nos transportes e agora com a subida no IVA da electricidade e gás natural para 23%  e nos cortes sucessivos na área social que mais é que este cavalheiro ainda quer fazer.

Mais valia o governo abdicar do dinheiro envenenado que que vem da troika e segue em direcção dos bancos os grandes beneficiários da aldrabice que fizeram e agora ainda recebem os louros.

Ao povo só se pede que faça prova do descontentamento que vai dentro de todos nós e contra estas medidas que vão fazer de nós uns escravos deste sistema de aumentos que só beneficiam os grandes capitalistas deste país.

No dia 12 de Março deste ano, centenas de milhares de pessoas vieram para as ruas protestar contra este estado de coisas, só que esse descontentamento não teve continuidade e os senhores de sempre continuam a pôr e a dispor de todos nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:15

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=92&did=168176
 
Segundo a RR dois trabalhadores de uma empresa de Guimarães estão em protesto em frente a uma loja de roupa infantil, a segurar um pano com inscrições.
São de uma empresa de vestuário de Guimarães e reclamam o pagamento de um dívida de quatro mil euros. Prometem não arredar pé, porque dizem que está em causa o futuro da empresa.
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:41




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D