Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Duarte Lima ex.lider parlamentar do PSD está acusado de ter matado Rosalina Ribeiro ex. amante/secratária de Tomé Feteira um industrial da zona de Leiria que fez fortuna à custa de produtos industriais.

Segundo reza a história Feteira foi um opositor do antigo regime, mas não deixou de criar riqueza à custa dos operários da fábrica que estiveram algumas vezes em greve depois do 25 de Abril.

Fez também riqueza no Brasil com compra e venda de terras.

Duarte Lima tornou-se advogado do industrial e depois da morte a riqueza passaou para as mãos da secretária.

Julga-se que se dava mal com a familia.

Duarte Lima através de negócios tinha na mira ficar com a riqueza do industrial, para tal tinha de ve-se livre da secretária.

Segundo as autoridades brasileiras Duarte Lima atraiu Rosalina a um local ermo e disparou a queima-roupa e depois fugiu para Portugal.

Agora a autoridades brasileiras pedem a extradição para o julgar e esperamos que a (in) justiça portuguesa o mande passar umas férias para o Brasil.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:35

No próximo final de semana, 29 e 30 de outubro, a Radio Libertaire, com sede em Paris, estará celebrando seu 30º aniversário de fundação com uma jornada-festa anarquista no espaço Olympe de Gouges. Três décadas de esperanças libertárias, autogestão, federalismo, criatividade e liberdade de expressão; de voz poderosa e rebelde; divulgando lutas, pensamentos e música de todos os cantos e estilos, exceto música militar e música religiosa! Mesmo não estando lá, durante estes dois dias você poderá ouvir todo o evento e mesmo participar dos debates sobre anarquismo e lutas sociais, basta sintonizar a rádio pelo computador (link abaixo). A seguir reproduzimos uma entrevista que a ANA realizou com alguns integrantes da rádio 10 anos atrás (2001), que no geral continua atual.]

 

História da Radio Libertaire

 

A Radio Libertaire foi criada em 1981. Sua criação data de maio de 1981, durante um Congresso da Federação Anarquista (FA) francófona, que decidiu criar uma rádio livre em Paris. Antes da primeira transmissão em setembro de 1981, os anarquistas já tinham participado de outras experiências radiofônicas por toda a França, em uma época em que o Estado tinha o monopólio das emissões. Anteriormente houve um movimento onde centenas de rádios piratas transmitiam para contestar este monopólio. Com a liberalização da radiodifusão, muitas rádios foram criadas, entre elas a Radio Libertaire. Depois da chegada de François Mitterrand (o "socialista") ao poder.

 

Projeto inicial

 

No início não tínhamos um projeto muito elaborado. A idéia era se dotar de um instrumento de comunicação. Nós afinamos o projeto já com a rádio em funcionamento. Transmitíamos apenas algumas horas por dia, alguns dias da semana. Devagar a equipe foi se reforçando. A aparelhagem de som que dispúnhamos, por exemplo, não era melhor do que uma destas que temos em casa. Pouco a pouco as exigências aumentaram e melhoramos o conteúdo e a forma das emissões. A princípio as instalações da rádio ficavam num "cave"; hoje fica no primeiro andar de um prédio em Paris.

 

Como funciona a rádio

 

Atualmente somos mais de 80 animadores e técnicos que trabalham na rádio. A nossa programação é bem ampla - programas sobre hip hop, soul, funk, cultura africana, imigração, literatura, América Latina, sexualidade, esperanto, anarco-culinária, anarquismo, sindicalismo, feminismo, música experimental, música francesa, música do mundo, etc. Transmitimos todos os dias, ficamos 24 horas no ar. Todos os programas têm total autonomia de organização técnica e de conteúdo. Existem quatro postos chaves na rádio: o do programador, o da tesouraria, da técnica e de relações públicas. O papel do coordenador é dialogar com as equipes em caso de problemas e fazer o necessário para que novas iniciativas de emissão se concretizem.

 

Trabalho voluntário

 

Não pagamos ninguém para trabalhar na rádio, todos são voluntários. E nós sobrevivemos graças à generosidade dos ouvintes e de um fundo que nos é repassado todos os anos, pelas rádios comerciais, ou seja, da retenção de uma pequena parte da receita publicitária destas rádios. Devido à falta de dinheiro, não dá para medir a audiência. Mas sabemos que somos ouvidos por muita gente, pelas cartas e telefonemas que recebemos. A rádio só atinge a região de Paris, porque a permissão "pública" não autoriza a emissão para outros lugares. A potência de nossa rádio é de 4K.

 

Problemas com o governo

 

Hoje a Radio Libertaire está legalizada. Mas em 1983 fomos proibidos de ir ao ar, pois não tínhamos autorização. Foi uma luta de vários meses para poder voltar. Houve mesmo uma manifestação em Paris com mais de 5.000 pessoas.

Mais infos da Radio Libertaire:

http://rl.federation-anarchiste.org/

agência de notícias anarquistas-ana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:06

O retrato negro de Portugal

por uon, em 27.10.11

A Jota do PSD promete apresentar indícios criminais para responsabilizar políticos pela situação do País.

Meninos jotinhas não se esqueçam de pelo menos nos últimos 20 anos de governação que começaram as grandes obras no país e nunca mais acabavam, onde foram gastos milhões de contos.

Temos o caso da Expo 98 onde foram gastos milhões só para trazerem uma feira de vaidades para cá.

Temos as auto-estradas onde foram gastos milhões e agora só podem passar lá os carros de luxo, por que as portagens são caríssimas.

Os submarinos comprados por Portas que não servem para nada a não ser para caça submarina.

Com estas obras hipotecaram o país ao estrangeiro e agora o povo não tem saúde, educação, trabalho, cortes no 13º e férias, reformas para os trabalhadores são cada vez mais longínquas e os jovens não conseguem arranjar trabalho.

Este é o retrato negro de um Portugal cada vez mais adiado onde os ricos são cada vez mais ricos e onde o Passos também tem culpas no cartório.

Se Berluconi fosse português diria que Portugal é um "país de merda".

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:29

O conselho do Estado reunido ontem em Belém apelou ao diálogo entre as partes.

Hoje o PSD diz que está disposto a dialogar em relação ao orçamento com os partidos  e sindicatos.

É evidente que tem de haver diálogo entre as partes, mas esse dialogo, tem de ser traduzido em resultados.

Queremos que o governo recue em roubar as férias e 13º aos trabalhadores do Estado que vai traduzir que muitos trabalhadores fiquem mais pobres com consequências também para o sector privado que não vão vender os produtos que tem nos balcões.

Conversa para inglês ver, não serve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:49

Angela Merker disse no Bundestag e"se o euro cai, a Alemanha também cai".

Claro, a Alemanha precisa deste acordo para continuar a mandar na Europa e a explorar os outros países por que é uma economia que vive à base dos outros com as exportações.

Como esta Europa se fez para ser solidária com o Capital as as grandes economias estão a sofucar as pequenas.

Merkel conseguiu o apoio de Passos Coelho que "está firmemente disposto a impor" o programa de ajustamento económico negociado com a "troika" e com isso com os nossos 13º e férias vão ser roubados aos trabalhadores estatais para fazer face à crise.

O capitalismo Alemão está a quer dominar a Europa e depois o mundo pela via económica, como tentou fazer Hitler pela via militar, só resta saber se os outros países se deixarão cair na esparrela de sermos dominados pela D. Merkel que põe e dispõe nesta Europa.

Pela via económica é mais fácil controlar os países por que as dinâmicas são diferentes e os países podem ser anexados por deixaram de poder pagar as dívidas que fizeram nos outros

Resta a nossa resistência contra os neonazis e lacaios vendidos.

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51

Brasil coloniza Portugal

por uon, em 25.10.11

Passos quer vender as empresas públicas ao Brasil e tem encontro marcado com Dilma.

O Brasil que era um país subdesenvolvido nos tempo do generais com altas taxas desemprego, falta de saúde, educação, habitação, imensa miséria, pessoas a viver em favelas.

Agora pelos os vistos o Brasil começou a evoluir e a investir no estrangeiro em particular Portugal.

Portugal foi seu antigo colonizador e começou a matança de índios principais ocupantes do território, a transportar escravos negros que serviam de servo-da-gleba dos colonizadores e a construir igrejas como forma atenuar os pecados cometidos pelos colonizadores.

Hoje Passos quer vender as empresas públicas portuguesas que dão lucro por tuta-e-meia ao seu antigo colonizado.

A história volta a reincrever-se desta feita o antigo colonizado coloniza o colonizador.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:45

E isto foi há 140 anos.

por uon, em 25.10.11
Olá,
 
Caros amigos, compreendo a vossa posição ao proporem a redução do salário e a abolição das mordomias dos políticos. Propõem-se avançar com uma moralização da política profissional. O pior é que a política profissional tal como existe, na sua prática real e não nas etéreas discursatas dos seus defensores, é das actividades mais imorais que se podem conceber, é inerente à sua própria existência.
 
 
O conúbio entre o capital e o poder político é uma evidência que tem os seus fundamentos nas necessidades do negócios, do lucro, do business que comanda o mundo. A mercadorização de todas as actividades humanas e da própria existência, em que o principal atributo de cada um é constituído pela solvabilidade, impõe semelhante tacanhez. Não esqueçamos que já na Atenas clássica, o reclamado berço da democracia, havia 20.000 democratas que tudos decidiam, 20.000 mulheres que a tudo obedeciam e 160.000 escravos que tudo faziam.
 
E a responsabilidade não é apenas nem principalmente dos políticos A, B, C e de todo o abcedário, a responsabilidade é da sociedade no seu conjunto, isto é, de todos nós, que permitimos a existência de semelhante organização social, em que se impõe como primazia a obtenção do lucro, com a secundarização da satisfação das necessidades e realidades humanas.
 
Em meu entender é preciso ser mais exigente na reivindicação. Não basta pedir um salário??? de apenas??? 25 vezes o salario mínimo e a abolição das mordomias dos cargos políticos, coloquemos as reivindicações num outro patamar, qualitativamente diferente.
 
Há 140 anos, ocorreu a Comuna de Paris e, numa época já tão distante, os activistas dessa revolução levaram à prática coisas como um salário dos dirigentes nunca superior ao de um operário, a  prestação de contas periódicamente por parte dos dirigentes, a demissão desses dirigentes a qualquer momento no caso de não desempenharem correctamante a sua função e outras medidas ainda, relacionadas com a realidade social e política. Como a laicidade real da Comuna e a instituição da escola pública, grátis e para todos.
 
E isto foi há 140 anos. Na actualidade não devemos ir mais além?
 
Um abraço,
José Luis

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22

Ações diretas contra o/as estalinista do KKE (partido comunista grego) e o/as socialdemocratas do Pasok (partido socialista grego) foram registradas na noite de 20 de outubro em Atenas e Tessalônica.

No bairro de Jalandri, nordeste de Atenas, um grupo de anarquistas, antiautoritário/as e autônomo/as atiraram tinta nas sedes locais do partido KKE e do partido governista Pasok.

Slogans contra a polícia vermelha do KNE (juventude do KKE) e os capangas da Troika (Pasok) foram escritos nas janelas e fachadas de ambos imóveis. Como explicam na sua declaração, esta foi uma pequena resposta ao que experimentamos durante o segundo dia de greve geral.

Da mesma forma, em Tessalônica, perto das 4 horas da madrugada de hoje, houve ataques incendiários em três locais do KKE, nos bairros de Tuba, Jarilau e Triandria.

Ação direta contra o Estado e os seus colaboradores!

agência de notícias anarquistas-ana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:55

Passos é contra o perdão de metade da dívida grega!!!!

 

Os ministros da UE, sob proposta da Troika vem propor que os bancos privados perdoem pelo menos, metade da dívida grega, num assomo inusitado de realismo de que aquela dívida não é pagável. Se os bancos privados aceitarem… E vão aceitar porque o BCE irá colocar a mão por baixo e assumir as perdas

 

Está claro que a coisa poderá ser favorável aos portugueses sobrecarregados injustamente com a dívida promovida por políticos corruptos e banqueiros manhosos

 

Um especialista em colagem de cartazes, que dá pelo nome de PPC, por acaso empossado como primeiro-ministro de Portugal, é contra! Para não frustrar as expectivas dos credores!!!

 

Para esse energúmeno pouco importa que os portugueses empobreçam e sofram com os cortes das bestas governamentais e dos seus patrões

 

E porquê?

 

Porque, sendo grande parte da dívida pública contraida junto dos bancos portugueses, isso poderia prejudicá-los!! E de que maneira, pois estão falidos, com balanços afectados por menos-valias resultantes de avaliações imprudentes de activos e distribuições irrealistas de lucros, ajudados por uma carga fiscal permitida pelos amigos do governo (PS ou PSD)

 

E, por outro lado, como o governo PPC vem aproveitando a onda da troika para criar melhores condições para alegrar o parasitário e ignorante patronato luso, se parte da dívida portuguesa fosse perdoada, onde iriam eles arranjar argumentos para promoverem o roubo a que estamos a ser submetidos?

 

Patrões, banqueiros e responsáveis políticos são lixo irreciclável. E como criminosos Pinheiro da Cruz espera por eles, depois de expropriados de todos os seus bens (conhecidos e em offshores) para abate dos malefícios que têm causado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:58

Os crimes contra o povo português

por uon, em 21.10.11

Os governantes de quase todo o mundo vangloriaram-se com a morte sangrenta de Kadhafi as mãos dos seus antigos subordinados e amigos.

Até Paulo Portas não disse abertamente que vibrava com a morte de Kadafhi, mas não deixou de dizer que era um ditador e tinha feito muito mal ao seu povo.

Sr. Portas aqui em Portugal você e o seu padrinho PaSSos Coelho também estão a cometer vários crimes contra a humanidade nas pessoas do trabalhadores e povo português.

As medidas (cortes e impostos, etc) que estão a quer implementar vão criar problemas na vida das pessoas e vocês serão os responsáveis por esse crime que irão cometer tudo em nome da suposta democracia que não existe e mais parece do fascismo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:37

Pág. 1/4




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D