Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Governo quer acabar com mil e setecentas freguesias.

De facto as freguesia só servem para fazer festas do agrado de quem detém a freguesia, fazer uns passeios para os velhotes e passar uns atestados de pobreza e pouco mais e dar subsídios aos clubes da freguesia.

Mais valia as câmaras entregarem essas atribuições as colectividades. por é normalmente as que fomentam o desporto e a cultura.

As colectividades também são controladas pelos partidos e como tal também só fazem aquilo que as freguesias desejam para receberam os subsídios de que tanto precisam.

As freguesias hoje em dia não desempenham qualquer papel social por que os poucos serviços que eles desempanham são pagos pelos cidadãos com taxas.

As freguesias também são feudos para arranjar empregos de pessoas ligadas ao partido vencedor.

As freguesias podiam ter um papel primordial desde que fossem autogeridas pelos cidadãos e nunca geridas pelos partidos que ganham as juntas, mas para isso o sistema social tinha de mudar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:53

Hungria ostracisa sem-abrigo

por uon, em 02.12.11

A Hungria sofreu invasão dos nazis e foi completamente destruída. 

Depois fez parte do Pacto de Varsóvia, antes do muro de Berlim ter caído.

Hoje é um país integrado na CEE com um governo racista e pró-fascista e querem multar os sem-abrigo que não tiverem casa.

Na Hungria existe também uma comunidade de ciganos, povo também perseguido pelos nazis.

Como é lógico os fascistas não abominam ciganos um povo sofredor, que gosta de ser livre e viver à sua maneira e tem direito.

Muitos dizem que eles vivem do rendimento mínimo e não querem trabalhar, etc.

Temos de ver que na etnia cigana à gente que vive bem e há outros que pelas circunstâncias vivem em barracas e vivem mal aliás como nas outras raças e no tempo do Salazar eram obrigados a andar de terra-em-terra, por que eram escorraçados pelas autoridades.

Como é um povo com baixa escolaridade ou nenhuma é facilmente manipulado pelo Estado e pela igreja católica e é usado quando é preciso para obter dividendos politicos e religiosos.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:35

Pág. 4/4




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D