Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LUTA ENTRE CLASSES

LUTA ENTRE CLASSES

Portugal:mais 13% desempregados

31.01.12, uon

A taxa de desemprego em Portugal agravou-se em Dezembro para 13,6%, a terceira pior da zona euro, anunciou hoje o Eurostat.

Este governo é o campeão do desemprego.Este governo faz o impossível.

Impossível será fazer pior do que estava, mas estes bimbos que nos governam querem alcançar a taça dos campeões europeus em desempregados.

Mais 13 % desemprego, aliado aos cortes e aos aumentos vai dar uma conta exorbitante no currículo desta equipa.

Concerteza que qualquer treinador de futebol não punha a alinhar uma equipa destas que mete golos na própria baliza.

Passos vai fazer promessas aos boys

30.01.12, uon

Líder do PSD estará amanhã à noite numa reunião do PSD/Lisboa para preparar as directas, lançar o congresso de Março e assinalar a preparação das autárquicas.

Como o PSD é um partido de militantes interclassista, onde tem várias classes desde trabalhadores, patrões, banqueiros e independentes, etc está minado de mafias das classes abastadas que controlam o aparelho do partido e faz dele um partido de Direita, onde os trabalhadores tem pouca margem de manobra e de mudança social.

As classes abastadas certamente não terão problemas financeiros, mas os trabalhadores dos TSD certamente terão problemas laborais, sociais e são afectados pelos cortes na saúde, educação e no 13º e nas férias vão ficar mais pobres, nos despedimentos que o governo quer implementar e estarão na organização errada.

O PSD é um partido de boys da JSD, muitos filhos dos actuais dirigentes do PSD, que estão espalhados pela administração do Estado, nas Autarquias e nas grandes empresas privatizadas ou não.

Passos Coelho sabe que no seu partido não há oposição ainda para mais quando está no poder e pode dispor de tachos ás clientelas partidárias e pode fazer mais umas promessas de que os boys que não tem um emprego bem pago o terão em breve.

 

 

 

 

 

Sindicalistas com aspirações a politicos

27.01.12, uon

Carvalho da Silva, sindicalista,  professor com aspirações a PR.

Mais um sindicalista com aspirações a politico.

Alias nós não temos sindicalistas, mas sindicalistas políticos profissionais que estão metidos nos sindicatos e fazem horário de funcionário público.

E se os trabalhadores tiverem um problema laboral na sua empresa não ligam nenhuma.

O trabalhador pode ser despedido, explorado acosado e fazer horas extras a mais não pagas que o sindicato nada faz.

É preciso um sindicalismo revolucionário que não seja reformista que não receba subvenções estatais tal como existiu antigamente com a velha CGT/AIT e existe actualmente em Espanha com a CNT/AIT.

Máquina de guerra esteve no Tejo

27.01.12, uon

Num dicionário do futuro - esperemos que seja próximo - porta-aviões será sinónimo de cangalhada flutuante. Ao ver as fotos não deixo de pensar quantos milhares de pessoas poderiam melhorar substancialmente as suas vidas se o dinheiro ali gasto fosse utilizado utilmente. Uma ferramenta ou uma máquina é algo que nos ajuda a construir, aquilo é uma porcaria que transporta a morte no seu bojo, conduzida por tarados que se julgam o máximo. Só se for da bestialidade.

Acidente de trabalho na Foz do Tua faz 3 mortos

26.01.12, uon

Três mortos é o resultado de mais um acidente de trabalho nas obras da barragem da Foz do Tua.

Os trabalhadores manobravam uma máquina e esta deslizou pela encosta abaixo e apanhou os três operários.

São mais três pessoas acrescentar a tantos outros.

Enquanto uns aumentam as fortunas outros amassam com sangue.

Rosa Mendes saneado e censurado da RDP

25.01.12, uon

Rosa Mendes  escritor e jornalista teve a ousadia de malhar no governo angolano e o programa "Este Tempo" que passava na RDP nas manhãs, foi dado como acabado e saneado da rádio.

O governo angolano é detentor de grandes negócios em Portugal como é o caso do BIC, posições na Galp, BCP, etc e não tolera que digam mal da sua politica interna e externa.

Basta um telefonema de Eduardo dos Santos  e o pessoal da RDP até se mete em sentido.

O governo português também está a negociar mais negócios com Angola e vice-versa e claro está.

O governo angolano pode não respeitar os direitos humanos do povo, pode não satisfazer as necessidades básicas dos trabalhadores e dos povo, por que os negócios estão primeiro, e quando se fala de negócios não há nada a fazer.

A democracia de vez em quando tem destas.

Os principais inimigos da nossa classe

25.01.12, uon

Duas das visões dos confrontos de 21 de Janeiro em Lisboa - o fim dos Indignados(R), a indignação dos fascistas e a boa-disposição dos outros 

 

Os principais inimigos da nossa classe não são os nazi/fascistas PNR/MOP mas sim os actuais fascistas democratas (PSD/CDS) que se encontram no poder e que nos retiram todos os direitos laborais, na saúde, educação e implementam a austeridade e a repressão.
Fazer dos nazis os inimigos principais é desviar as atenções.
Como é evidente estes grupos fascistas instalam-se com as complacência das autoridades e fomentam o ódio aos emigrantes e xenofobia com palavreado nacionalista e de amor à pátria e de fazer tudo pela pátria não passa de estratégia politica salazarenta para enganar o povo português.

Pág. 1/4