Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eu não me importei com isso

por uon, em 20.09.12

Guedes (sol)

 

Mas não me importei com isso
Eu não era negro.
Em seguida levaram alguns Operários.
Mas não me importei com isso.
Eu também não era operário.
Depois prenderam os miseráveis.

Mas não me importei com isso.
Porque eu não sou miserável!

Depois agarraram uns desempregados.
Mas como eu tenho emprego.

Também não me importei.

Agora estão me levando.
Mas já é tarde.

Como eu não me importei com ninguém
NINGUÉM SE IMPORTA COMIGO.

BERTOLD BRECHT (1898-1956 ) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Portugal tem quase milhares de casos pendentes nos tribunais de despedimentos de trabalhadores.

A nossa (in)justiça é lenta burocrática e muitas vezes injusta para o lado dos fracos e os trabalhadores tem de recorrer à acção directa como modo de se substituir à própria justiça.

Muitos trabalhadores recorrem ao sindicato para fazer valer os seus direitos, mas os sindicatos em Portugal não recorrem á acção directa mas sim aos tribunais e por isso os casos demoram anos a ser resolvidos ou a favor ou contra o trabalhador.

Há também trabalhadores que são avessos aos sindicatos, por não "fazem nada" "estão com os patrões" etc, então eles podem eles mesmo recorrer á acção directa para resolver o problema.

Podem ir para a porta da empresa com cartazes com a família amigos etc  e informar a população e tentar resolver o assunto com a empresa.

As empresas não gostam de conflitos laborais por que podem perder clientes e trás prejuízos e isso joga favor do trabalhador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:55

PCP e BE recusaram hoje a formação de um governo de iniciativa presidencial, argumentando que permitiria a continuação da política baseada no memorando de entendimento e só substituiria «o pai da austeridade pelo padrinho da austeridade».

Mas mesmo que haja eleições legislativas antecipadas é mais que certo que a mesma politica vai ser continuada, ou pelo PS ou pelo O PSD.

Não é crível que o bloco e o PCP ganhem as eleições e assim continuamos num impasse e não saímos deste fado.

Com as eleições não conseguimos sair disto então só resta o governo de iniciativa presidencial onde corremos o mesmo risco de continuação da mesma pasmaceira.

A única solução era constituição de uma junta governativa saída de uma assembleias populares e das pessoas que participaram nas eleições de 15 de Setembro de como dizem 1 milhão de pessoas participaram.

Esta junta só podia entrar em funções com um programa aprovado pela Assembleia de manifestantes.

A actual assembleia da república teria de ser auto-dissolvida por perda de legitimidade.

Sabemos de antemão que o Poder dos Partidos e das instituições do estado jamais pode utilizar esta solução, mas também  temos a sensação que nunca vamos sair deste fado.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:23

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

http://internationalworkersassociation.blogspot.pt/2012/09/international-day-of-solidarity-with_18.html#more

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:48

Governo recusa aumentos propostos pelos sindicatos  no Estado.

Se o governo recusa aumentos por que chama lá os sindicatos e só para inglês ver.

Os sindicatos deviam recusar-se a dialogar com o governo.

Mas como os sindicatos funcionam como uma válvula de escape do governo são recebidos como qualquer cidadão que vai a uma repartição do Estado e é escorraçado abaixo de cão.

Só servimos para pagar impostos e trabalhar e eles (governo) serve-se do nosso dinheiro para os seus apetites pessoais.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:51

A dívida de pessoas e empresas

por uon, em 18.09.12

Sumário

 

1 – Introdução ao modelo de dependência empobrecedora

2 – Cotejo da dívida com o PIB, a FBCF e os rendimentos do trabalho e da empresa

3 - Crédito concedido a particulares ou famílias e empresas

3.1 – Crédito concedido a particulares ou famílias

3.2 – Crédito concedido a empresas

3.2.1 – O crédito concedido por prazos de reembolso

3.2.2 – Distribuição do crédito pela dimensão da dívida

3.2.3 – Distribuição setorial do crédito – A formação da deriva imobiliária

3.2.4 – A distribuição setorial do crédito e do emprego

3.2.5 – A distribuição setorial do crédito e a destruição de capital

3.2.6 – O divórcio entre o crédito e o investimento

3.3 - Crédito malparado

 

Este e outros textos em:

http://grazia-tanta.blogspot.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:24

Já estamos em clima de guerra civil à avaliar pelas declarações bombáticas de Almeida Bruno um ex. General Comando que participou no 25 de Novembro em que diz na primeira página d`"O Diabo" "Os militares só virão para a rua se os cabrões de esquerda aparecerem com bazucas". e que continua a dar cartas na ribalta militar e política.

Este general está naquele grupo de que pode protagonizar um golpe de estado e claro está de direita-extrema tipo pinocrates caso o PS e PSD não deiam conta do recado.

Muito cuidadino com este menino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:01

 

Desde CNT- Valencia se ha procedido a la constitución de una nueva Sección Sindical en la empresa Martínez Loriente S.A. Esta empresa, creada en el año 2000, se dedica principalmente al envasado de carne de vacuno, porcino y ovino que se comercializa en la cadena de supermercados Mercadona y está, por otra parte, participada por tres socios: Embutidos F. Martinez R.S.A., Industrias Cárnicas Loriente Piqueras S.A. (INCARLOPSA) y Mercadona S.A.

 

http://valencia.cnt.es/2012/09/queda-constituida-la-seccion-sindical-de-cnt-en-la-empresa-martinez-loriente-s-a/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:12

Síntese da próxima intervenção de Paulo Guimarães, coordenador da 1ª das Conferências/Debate "Cidadania Hoje e Possibilidades para a Democracia Directa", a efectuar em 28 do corrente mês na Biblioteca-Museu da República e Resistência - Bairro Grandela, uma  iniciativa da parceria estabelecida entre a Tertúlia Liberdade e aquela Biblioteca municipal.

 

 

Na última década, cresceu por toda a parte a desconfiança dos cidadãos comuns perante os partidos políticos e a chamada “classe política” nos países da Europa Ocidental e da América do Norte com tradições democráticas. A crescente bipolarização da sociedade civil norte-americana é acompanhada pelo crescente nível de absentismo nos países europeus. Ao contrário do que ocorreu no passado, as propostas autoritárias antiparlamentares, com maior audiência à direita do que à esquerda, parecem, apesar disso, incapazes de se propor como alternativa a processos neoliberais globais, eles próprios de natureza antidemocrática.  Os parlamentos, base de todos os regimes democráticos, profissionalizaram-se e delegam decisões fundamentais no executivo, o qual, por sua vez, o delega em poderes supranacionais ou é, por eles, fortemente condicionado. Ainda assim, os processos democráticos correntes conducentes à estabilização política aparecem cada vez mais dependentes do poder económico, cada vez mais concentrado num punhado de indivíduos que se escondem por detrás de grandes corporações. À medida que se reduz a democracia ao poder mínimo de votar nas urnas por um determinado candidato ou formação política, os custos económicos envolvidos nessa eleição crescem exponencialmente. O descrédito no actual sistema político, quer a Ocidente quer a Leste, quer no Norte de África, quer no Oriente tem conduzido à emergência de novos movimentos populares em defesa de uma “democracia verdadeira” e de uma nova ordem mundial. Que espaço, pois, poderemos encontrar neste mundo cada vez mais globalizado para os velhos conceitos libertários de “democracia direta”? PG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Des militants de la CNT-AIT Caen se sont rassemblés ce samedi 15/09 devant le seul Domino's pizza de la ville, en solidarité aux livreurs australiens en lutte. Le tract ci-dessous a été distribué dans le voisinage, aux clients et salariés. Le gérant est venu réclamer des explications sur notre présence, malgré sa lecture préalable de notre tract, déclarant ne pas être concerné par l'Australie et qu'il en référerait dès aujourd'hui à la représentante de domino's pizza en France - nous lui avons conseillé d'adresser la même information à la direction internationale de domino's. Par delà les différentes législations et intérêts nationaux, la réalité mondiale de l'exploitation capitaliste nécessite l'action et la solidarité internationales des travailleurs...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:52




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D