Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Temos no país diversos patrimónios da humanidade.

O Fado é um caso desses.

Temos também o Douro com esse qualificativo.

Temos também o "cante" alentejano candidato esse património.

Agora o PNR também quer que a calçada à portuguesa seja parte desse património.

Mas ainda ninguém se lembrou de põr os trabalhadores como candidatos a património dos patrimónios da humanidade para que deixem de ser explorados e ofendidos por este governo e por o que ha-de vir.

Isso ninguém vai pedir a UNESCO, por que isso vai ser iniciativa deles quando se libertarem das correntes que os prendem.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:16

safe_image (1)

 

Professores com 5 anos de serviço tinham agendado para hoje prova de conhecimentos obrigatória por parte do ministério de Crato.

Esta prova é um contra-senso por que afinal os diplomas dos professores tem para trás não valem nada.

Em diversas escolas houve boicote às provas e como a foto documenta queimaram as mesmas.

Mas um coisa é certa, também não podem pedir mais autoridade sobre os alunos ao governo como no tempo do Salazar e serem um género de policias dos alunos e quando o governo lhes pede alguma coisa não aceitam.

Ou rejeitam tudo o que venha do governo e deixam de ser corporativos e junta-se á luta dos outros trabalhadores, por que são explorados também, ou então nada feito.

Meias tintas é que não.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18

 

Falta de condições laborais 

LUSA; Inacio Rosa

Falta de condições laborais

Os trabalhadores dos "call-centers" de Lisboa (Quinta do Lambert), Odivelas e Seia, subcontratados pela EDP (através de empresas Como a Randstad e Redware/Reditus) para atender as chamadas dos clientes da EDP sobre faltas de energia, avarias, contratação ou faturação, contestam não serem integrados nos quadros da elétrica e trabalharem com contratos a termo certo e incerto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:59

Esta decisão ocorreu escassas horas depois do chefe do governo regional catalão, Artur Mas, ter anunciado que os partidos locais chegaram a acordo sobre as perguntas a realizar à população no referendo que foi agendado para o próximo dia 9 de Novembro de 2014, que é "Deseja que a Catalunha seja um Estado? E se sim, um Estado independente?", o que abre a porta para a separação desta região do resto da Espanha.

O governo espanhol decidiu hoje travar a realização de um referendo que poderia levar à declaração da independência da Catalunha.

A secessão da Catalunha, que é a região mais rica de Espanha, não é bem vista pela União Europeia nem pela NATO, tendo as duas organizações alertado que a Catalunha não fará parte de nenhuma delas se declarar a independência.

 

1º Se os catalães querem ser independentes tem direito de ser.

2º O governo não pode impedir um desejo das populações.

3º Não pertencer à NATO e à CEE até é um alivio, tomara qualquer país sair desse pesadelo.

 

Sair da federação espanhola para se meter num estado independente, com um exército, policia e instituções estatais para explorar os catalães não é boa ideia.

Sair sim para criar uma sociedade alternativa de autogestão e autorganização a actual economia capitalista.

Aliás é isso que os anarquistas (Federação Anarquista Ibérica) catalães e das diversas regiões espanholas e portuguesas que  preconizam há muito tempo é uma federação de povos peninsulares a Ibéria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:13

Funeral de Buiça e Costa

por uon, em 16.12.13

Há pouco mais de 100 anos os homens – Buiça e Costa – que mataram o rei tiveram direito a um funeral popular, um dos maiores da história do país, que reuniu mais gente que o funeral do rei morto, conta-se. Os poucos que tinham enlutado as casas desistiram de o fazer tal era a sensação geral de alivio e de respeito aos «beneméritos da pátria», cito jornais de então. 100 anos depois uma piada de uns humoristas faz cair o carmo e a trindade. Não sei explicar se é porque os valores democráticos das liberdades e protecção jurídica se reforçaram – o que é bom – se é porque o povo perdeu de vez a noção de conflito colectivo – o que é mau.

A foto, de populares deixando flores nas campas, é do Arquivo da Fundação Mário Soares.

retirado do www.cincodias.net

Flores_campa_alfredocosta_e_manuel_buiça

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:18

Povo no meio da canalhice

por uon, em 14.12.13

http://www.publico.pt/politica/noticia/carvalho-da-silva-lanca-movimento-para-as-europeias-1616237

Carvalho da Silva lança movimento para as europeias com gente do bloco,livre, ex.PCP, etc.
O objectivo será re/conquistar a influencia do bloco perdida na últimas eleições legislativas/autárquicas.
O PCP admite-se que suba devido a influência sindical da CGTP que leva as pessoas influencias para as ruas mas tudo continua na mesma, em matéria laboral, social, económico, etc.
Agora é os estaleiros de Viana que serve de alimento ao PCP para subir, no final vamos ver os estaleiros a fechar ou ir para a Martifel com trabalhadores a ganharem 400 euros e a serem explorados como nunca foram.
O governo está em queda, mas a direita sabe da poda e depois tem o PS como bengala para assumir a governação com uma política um bocadinho diferente, mas no essencial mantem-se.
Enfim temos uma esquerda "alternativa" toda esfrangalhada um PC a subir com o descontentamento mas mantém tudo na mesma, um PS como dantes e uma direita em queda, mas prepara-se já para ser oposição ao PS com Rui Rio ou outro.
E temos os trabalhadores explorados ofendidos e um povo no meio desta desta canalhice que não se consegue libertar deste ninho de vespas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:24

 

http://www.publico.pt/local/noticia/camara-de-lisboa-quer-transferir-1800-trabalhadores-para-as-freguesias-1616215

 

Câmara de Lisboa quer ver-se livre de 1800 trabalhadores transferidos para as juntas de freguesia.

Os trabalhadores chegam a junta e dizem "venho apresenta-me"  e o manga de alpaca diz "olhe não tenho lugar para si,

pode ir-se embora".

É mesmo este filme que vai acontecer.

As juntas não tem lugar físico para albergar tantos trabalhadores e nem condições de trabalho para receber os trabalhadores.

Vai ser o fim da macacada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:23

Ditaduras e democracias

por uon, em 13.12.13

Jang Song Thaek foi mentor de Kim Jong-un. Já tinha sido destituído de todos os cargos e afastado do partido e agora foi executado

Num comunicado também inédito do partido após a execução e citado pelas agências internacionais, Jang Song Thaek é classificado com várias expressões como, “escumalha humana desprezível”, “pior do que um cão”, “um traidor à nação”, “carreirista e malandro político”.

Quando a situação foi confirmada pela KCNA, foi também dito que Jang Song Thaek ousou “sonhar sonhos diferentes” e que foi “afectado pelo modo de vida capitalista, cometendo irregularidades e corrupção, levando uma vida devassa e depravada”.

Nestes regimes "comunistas" quem caia em desgraça tem a sentença lida.

Talvez para os norte-coreanos estas noticias sejam uma banalidade por está interiorizado no regime autoritário.

Em Portugal é muito comum haver pessoas a pedir a pena de morte para determinado crime.

É muito comum haja luta pelo o poder no interior dos partidos comunistas ou mesmo em partidos democráticos.

Aqui em Portugal começou a luta pelo o poder no PSD com Rui Rio a cavalgar o país em busca de apoios para a sua política.

A política de Passos é de de terra queimada e isso favorece quem esteja na sombra.

Nos países democráticos não chegam ao ponto de execuções da parte de quem tem mais apoios, por que isso era impensável apesar da democracia ser uma farsa bem montada.

Muitos são expulsos e formam novos partidos.

Agora na Coreia não há lugar a novos partidos, por que o regime é de partido único.

Para o regime cair vai ser necessário haver mais casos destes e novas contradições no interior do partido que pode levar a queda do sistema.

Veja-se que no bloco leste os antigos dirigentes comunistas (Putin ex.KGB) são hoje os detentores do poder democrático e ninguém dá por nada.

Na Hungria um país ex.comunista  tem hoje um regime muito próximo da extrema-direita.

E vejam que as polícias são as mesmas em ditadura ou democracia.

É estranho não é, mas é a verdade.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:19

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:13




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D