Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



· La sección sindical trabajará en una triple línea: defensa de los derechos laborales de la plantilla, defensa de la APBC como servicio público y práctica de solidaridad con el resto de trabajadores de la zona portuaria.

· CNT valora positivamente la reunión con el Presidente de la APBC y confía en que reinará un clima de colaboración mutua.

Un grupo de trabajadores de la Autoridad Portuaria Bahía de Cádiz (APBC) ha decidido recientemente afiliarse a CNT y constituir una Sección Sindical en el organismo público. El motivo por el que han decidido pasarse a CNT es que se identifican con el modelo sindical de esta central, basado en la participación directa de los trabajadores, la solidaridad y la independencia económica y política.

 

El primer paso de la Sección Sindical ha sido una reunión con el Presidente de la entidad, José Luis Blanco. La reunión, celebrada el pasado viernes 14 de marzo, se desarrolló en un clima de cordialidad y entendimiento. Por parte de la empresa se dio la bienvenida al sindicato y se señaló los retos a los que se enfrente en la actualidad la APBC. El secretario general de la CNT de El Puerto de Santa María, Beltrán Roca, explicó la filosofía de CNT que, en el caso de esta empresa se traducirá en la defensa del carácter público de la entidad y el apoyo al resto de trabajadores portuarios. Finalmente el delegado de la Sección Sindical, Alberto Castejón, transmitió al Presidente numerosas cuestiones que mantienen la incertidumbre de buena parte de la plantilla, como la situación de los eventuales, el deterioro de las condiciones de trabajo, la externalización de la terminal de pasajeros, el excesivo gasto en infraestructuras, etc. Ambas partes acordaron mantener una comunicación directa y CNT manifestó su interés en conocer el Plan Estratégico de la entidad y realizar aportaciones.

La nueva Sección Sindical en la Autoridad Portuaria ha decidido trabajar en tres ejes: la defensa de los derechos laborales de la plantilla, la defensa del carácter público de la empresa frente a las actuales políticas privatizadoras impuestas por Puertos del Estado y la práctica de la solidaridad con el resto de trabajadores de las zonas portuarias de Cádiz. En relación a la solidaridad con otros trabajadores portuarios, CNT tiene constancia a través de otros afiliados de que se incumple gravemente la legislación laboral en materia de contratos, salarios, cotizaciones a la seguridad social y jornada laboral. En este sentido esta nueva sección sindical de CNT tiene vocación de convertirse en una estructura sindical para todas las zonas portuarias de la Bahía de Cádiz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:42

Boletim AnarcoSindicalista nº 46 Primavera 2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:56

republica-dominicana-ao-completa-1.jpg

Neste fevereiro de 2014, enquanto a maioria dos habitantes desta meia ilha celebra o 170º aniversário da criação do Estado dominicano, nós tentaremos fazer uma retrospectiva do ano de vida de nosso centro social. Este tem o nome do grupo anarquista que lhe deu origem, que por sua vez, tem o nome da região onde nasceu: Cibao. Contam que Cibao significa “lugar onde abundam as pedras”, em taíno (idioma do povo tradicional Taíno). Já para muitos é uma preocupação a existência de anarquistas, mais ainda onde abundam as pedras. Mas desta vez tentamos usar essas pedras não para lançá-las aos opressores de plantão, mas para construir um espaço autônomo próprio, onde possamos colocar uma biblioteca, realizar atividades e experimentar com as ideias antiautoritárias dentro de uma comunidade afim.

Em fevereiro de 2013, alugamos um apartamento (dada a dificuldade de okupar neste país) onde, em princípio, viveríamos 5 compas. Inicialmente fazíamos uma reunião semanal para tratar das questões internas do centro; também umas saídas para a compra do jantar coletivo; reunir livros para a biblioteca e uma oficina de pensamento crítico que já se realizava em um parque da cidade, com uma lousa pequena e todos sentados em um tapete (nossa única “mobília” no momento). Também houve a tentativa de fazer um dia semanal de improviso musical. Tivemos um curso de português que durou algumas aulas, uma oficina de teatro experimental e um cine-debate aos sábados.

Logo alugamos o apartamento ao lado, pois necessitávamos de mais espaço e haviam mais compas que queriam fazer parte da experiência. No centro chegaram a viver 11 compas de maneira permanente, ainda que nem todos se dissessem anarquistas – além de nossas visitas de turno, especialmente viajantes que temos contatado através de “Couchsurfing”.

Em 12 de outubro realizamos uma apresentação do centro aos vizinhos do bairro, começando com uma biblioteca de intercâmbio de livros após a apresentação e mais tarde um cine-debate com a projeção do filme “E também a chuva”. No início deste ano realizamos um evento chamado “meu anarquismo”, em que todos os presentes expuseram seu anarquismo e não o anarquismo como absoluto.

As 3 atividades que mantemos constantes são: a biblioteca livre (de intercâmbio de livros no Parque Duarte desta cidade), o café filosófico (uma tertúlia onde temos repassado a história da filosofia, enquanto compartilhamos um café e o brinde do dia) e às sextas temos a noite literária, onde trocamos escritos próprios e citados.

Em fevereiro de 2014, por múltiplas razões, decidimos mudar: o novo local está muito próximo do anterior e sua localização e cobertura (ampla) oferece novas possibilidades à comunidade do centro, assim pois, celebramos este aniversário com nova localização e ânimo. Vemos neste 2014, muitas oportunidade de realizar nossos vários projetos iniciados ou sem iniciar, sempre com olhos críticos e todas as contradições e dificuldades da vida coletiva que se possa imaginar.

Agradecimentos aos compas de Santo Domingo que nos têm ajudado. E um abraço libertário a todos os que buscam, lutam e experimentam em todos os rincões do mundo em prol de uma sociedade horizontal e livre.

Desde Santiago de los Caballeros, no centro da região Dominicana da Ilha de Quisqueya ou Ayiti.

Tradução > Sol de Abril

agência de notícias anarquistas-ana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:46

Obama quer atacar a Rússia

por uon, em 25.03.14

Obama admitiu hoje a possibilidade de uma intervenção militar da NATO contra a Rússia e garante que a organização transatlântica fará tudo para defender os membros europeus, caso sejam alvo de uma tentativa de anexação russa.

Pois é sr. Obama se atacar a Rússia lembre-se que tem restituir o prémio Nobel.

Receber o prémio implica recusar fazer a guerra.

Nesse caso a Coreia do Norte já tem um missil apontado á casa branca e vai tudo pelos ares.

Agora escolha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:28

Montenegro do PSD garantiu esta tarde que o Governo não vai cortar mais nos salários e pensões.

Já ontem Passos tinha dito o contrário.

Afinal quem manda no governo:Passos/Montenegro ou os dois ou nenhum.

Estamos perante o político típico mentiroso que dá uma no cravo e duas na ferradura.

O governo curvou-se perante a troika o que não deixa de ser um acto de traição perante os trabalhadores e reformados.

A resposta tem de ser dada pelos votantes que vão depositar o seu voto na urna.

Os votantes não podem traicionar os não votantes, ou votam contra o governo ou são considerados cúmplices e vitimas do mesmo.

Está em jogo as nossas vidas.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:24

Um portugês típico em França

por uon, em 25.03.14

Luís da Silva Canedo, português de 53 anos, é natural do Porto, nunca pediu a nacionalidade francesa e emigrou para França em 1972. 
 Dono de uma empresa de publicidade em Perpignan (116 mil habitantes), onde vive há 20 anos, explica nestes termos ao Expresso porque é candidato à autarquia nesta cidade do sudoeste francês pela Frente Nacional (FN): "Aceitei figurar na lista porque a cidade está a ser invadida por árabes, o islamismo está a destruir as nossas convicções católicas e há zonas de Perpignan, mesmo no centro, onde a polícia não entra devido à forte presença dos árabes e dos ciganos".

 

Cá está umportuguês típico empresário de sucesso, explorador da mão de obra (se calhar emigrante) racista, xenófobo e nazi/fascista católico anti-emigrante africano/árabe, candidato da FN.

Este é o português típico novo colonizador como nos descobrimentos que foi para dar novos mundos ao mundo e acabou a escravizar os nativos.

Onde está o mal está um português, sem generalizações.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:04

submetidos

“A emancipação dos trabalhadores terá que ser obra dos próprios trabalhadores, ou não o será”

 

Eles (nazis/fascistas, comunistas, trokistas , fascistas económicos (PSD/CDS), socialistas autoritários, esquerda caviar e demais encapotados) sofrem todos da mesma doença: PODER

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:40

Pedro Passos Coelho anunciou hoje que os cortes na despesa do Estado para o próximo ano serão conhecidos antes das eleições europeias de Maio.

O homem não pode estar bom da cabeça, tem de ser internado.

Ainda por cima diz que não há alternativas.

Dizer isto é como dizer que o melhor caminho para o Rossio do Marquês é ir pelo Rato, descer a rua de S. Bento, ir a Santos e depois dar a volta ao cavalo e ir pela 24 de Julho, passar pela Praça do Comércio e subir ao Rossio.

Leva no minimo uma hora.

Não o melhor caminho é ir pela Av. da Liberdade até ao Rossio.

O governo está a pedir que no dia das eleições ninguém vote nele.

Rua!!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:29

Com uma abstenção que terá chegado pelo menos a 38,5%, sete candidatos do partido de extrema-direita de Marine Le Pen estão à frente nas contagens iniciais dos votos da primeira volta das eleições municipais em França.

A extrema-direita ganha um municipio em Hénin-Beaumont, no norte do país à primeira volta.

Nesta cidade mineira é provável que os mesmos tenham votado na FN.

É claro que os mineiros andam debaixo de terra e não sabem o que se passam ao cima da mesma.

Também é relevante que a abstenção tenha atingido um valor recorde, é sinal que as pessoas estão muito descontentes com o sistema e não queiram ser cúmplices e vitimas do sistema ao mesmo tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:45

Repressão do governo em Madri

por uon, em 24.03.14

.

A música e a liberdade de um lado, o poder e a repressão do outro. Ontem em Madrid. Hoje e sempre em todo o mundo. Os cães de guarda do poder são inimigos da dignidade.

Vídeo do início das cargas policiais na manifestação de ontem em Madrid, gravadas a partir do palco onde estava a chegar ao fim o acto de encerramento da grande mobilização das Marchas da Dignidade com a orquestra Solfónica.

 

A reportagem  da correspondente da RTP Rosa Veloso foi vergonhosa, parecia um membro do governo espanhol ontem, também a apologia da repressão dizendo que a policia tinha currículo contra a ETA e não conseguia travar os revoltosos.

O mesmo fez Rodrigues do Santos na Ucrânia ao pôr-se claramente ao lado do governo ilegítimo e nazi na Ucrânia.

O jornalismoda isenção e da independência está ao lado dos poderes instituídos e da repressão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:14




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D