Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações falava em entrevistas à SIC.

secretário de estado das obras feitas

 

Este governo está a fazer chantagem com os pilotos se fazem greve ou despedimentos ou fecho.

Não sabemos como é que podem meter um sector dos transportes na mão dum puto que é secretário de estado que só pensa em privatizar concessionar, etc.

Ele deve ter as suas razões.

Deviam de ver a má gestão na TAP, ordenados chorudos da administração.

Os sindicatos da TAP estão manipulados por elementos de partidos e o resultado é este.

O porta-voz da TAP foi um fiel sindicalista hoje mudou de ramo, virou para o lado do patrão.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:27

1º Maio em Ferrol (Galiza)

por uon, em 30.04.15

http://cntgaliza.org/?q=node/1852

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:25

Viktor Orbán defendeu que a União Europeia deve discutir a introdução da pena de morte, e o seu Governo sugeriu que os imigrantes sejam enviados para "campos de internamento", onde seriam forçados a trabalhar.

A Hungria só em 1990 é que aboliu a pena de morte.

A Hungria este teve desde a 2ª guerra mundial debaixo de regimes pró-soviéticos e como tal aplicava a pena de morte a opositores anti-regime e a presos de delito comum.

Agora a Hungria é dominada por uma direita populista xenófoba e racista e a falta de melhor quer introduzir a pena de morte.

A Hungria está a pressionar a CEE para discutir a pena de morte na Europa.

Como é evidente a pena de morte na Europa não está no papel mas ela existe quando é necessária. só que é camuflada com diversas circunstancias.

Com o agravar de crimes conhecidos (assassinatos, abusos sexuais, etc) que são fruto da nossa sociedade de como é governada e que a imprensa cor-de-rosa tipo correio da manha propaga ela ganha dimensão e a ouvimos todos os dias por parte da populaça menos esclarecida.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:05

A taxa de desemprego foi de 13,5% em março, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) do que em fevereiro e menos 1,2 pontos percentuais face ao período homólogo, segundo estimativas provisórias do Instituto Nacional de Estatística.

Não se percebe por que é que o INE publica estas noticias que o desemprego reduziu a ninharia de 0,1%, será que é para ter trabalho.

O povo pobre está teso os trabalhadores idem aspas e os empresários exploradores não investem por sabem que o poder de compra reduziu e ninguém compra.

isto só se compõem com

MEDIDAS DE COMBATE AO DESEMPREGO:
REDUÇÃO DO HORÁRIO DE TRABALHO PARA 30 HORAS; REFORMA AOS 40 ANOS DE SERVIÇO SEM CORTES, ETC
 
Para dar oportunidade aos jovens terem um trabalho deixado pela redução do horário e a reforma aos 40 anos de serviço.
E evidente que estas medidas estão fora do alcance dos partidos e dos governos, por estes, estão fora de prazo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:50

1º MAIO VIENA - AUSTRIA

por uon, em 29.04.15

https://i0.wp.com/a-bibliothek.org/cms/wp-content/uploads/2015/04/flyer_1_mai_2015_01.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:16

Carlos Barbosa presidente do ACP (Automóvel Clube de Portugal) recebe um salário de 21 mil euros o que não deixa de ser no mínimo um luxo.

Esta associação dedica-se à prestação de serviços automóveis aos associados.

Para uma associação que é paga com o dinheiro dos sócios do ACP não deixa de ser uma exorbitância.

Que é que aprovou estes ordenados de luxo da direcção?

Quanto ganha um trabalhador do ACP?

Certamente uma miséria em relação aos da direcção.

O ACP está em processo de eleições a Lista A (oposição) diz que a associação é "gerida de acordo com os interesses da família Barbosa".

As assembleias gerais são acolhidas por uma média  62 sócios o que é muito pouco.

Os sócios em qualquer associação tem uma fraca participação e como tal quem está a frente das direcções aproveita-se faz daquilo uma quinta.

Não há dúvida que a uma nova forma de (auto)gestão podia melhorar os serviços prestados aos clientes, associados, beneficiários e trabalhadores em qualquer empresa associação ou país.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:19

Aos Deputados na Assembleia da Republica

Senhores Deputados

 

Cidadão preocupado com o desemprego galopante na ordem dos 15% ou mais e sabendo que o governo actual que pela sua política desastrosa é incapaz de fazer baixa-lo; que o Estado que é o maior empregador do país e não quer admitir mais trabalhadores embora em certos sectores (saúde, educação, segurança social, administração local,etc) sejam necessários mais trabalhadores para que os mesmos funcionem como deve ser; que as empresas por si só não conseguem absorver a mão-de-obra disponível por que não tem capacidade.

Proponho a Assembleia da República que estude o alcance destas medidas e aprove o seguinte:

-Semana de 30 horas de trabalho, sem perda de salário, para fazer baixar o desemprego; e
-Aposentação aos 40 anos de trabalho para todos os trabalhadores sem cortes

Os meus cumprimentos

 

Cidadão com impostos em dia

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:58

Segundo os dados da ACT, do total de acidentes mortais, 41 registaram-se no sector da construção, 28 nas indústrias transformadoras, 19 na agricultura e 10 nos transportes e armazenagem.

Acrescenta-se que não são contabilizados os feridos e incapacitados daí decorrentes.

Estes números são trágicos e o governo o estado e os patrões e os sindicatos por acrescento não são santinhos na matéria.

Em época de crise o desinvestimento em segurança laboral deve ter caído para números tão trágicos nestes sectores de actividade.

Se sem crise os acidentes acontecem, quanto mais com a crise.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

[espanha-nasce-singuasa-um-whatsa-1

http://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2015/04/23/espanha-nasce-singuasa-um-whatsapp-libertario-e-anticapitalista/

O projeto do Sindicato de Telecomunicações e Serviços de Informática da CNT excluirá partidos políticos, empresas e organizações religiosas.

A luta por um novo modelo de sociedade já pode refletir-se em seu telefone, tablet ou computador. Nas últimas horas, o Sindicato de Telecomunicações e Serviços de Informática (STSI) da CNT colocou para funcionar “SinGuasa”, um serviço ao estilo “Whatsapp” criado para aqueles “grupos e individualidades que se reconhecem na autogestão e nos princípios libertários”. Segundo explicam seus impulsores, se trata de um projeto proibido para aqueles que fazem negócios com as comunicações – leia-se companhias do setor – e a que tampouco poderão acessar partidos políticos nem organizações religiosas.

Depois de vários meses de trabalho, seus criadores vivem jornadas não menos extenuantes que as anteriores. “SinGuasa” foi lançado ao público nesta quarta-feira, e desde então “foram centenas os pedidos para usar este serviço”. “Devemos ser sinceros: nos surpreendeu a acolhida que teve”, afirmam desde o STSI. Neste momento, as pessoas interessadas devem se registar na web singuasa.org, depois do qual receberão as chaves para instalar a nova aplicação em seus dispositivos.

Aqueles que seguirem estas instruções, acessarão a um sistema de mensagens instantâneas que lhes permitirá enviar e receber textos, fotos, vídeos e arquivos sem custo adicional. Igual ao Whatsapp, mas mais seguro. “A ferramenta permite que você se comunique de forma segura e anônima: seus dados e os arquivos que você troca não são armazenados nem vendidos ou dados a corporações, instituições, estados, etcetera”, explicam desde o site fundacional.

Por outro lado, a versão libertária e anticapitalista do Whatsapp foi lançada pouco depois de uma nova batida policial contra o movimento anarquista, cujos militantes parecem aparecer entre as principais prioridades repressivas do estado. Frente a essa situação, “SinGuasa” se apresenta como uma alternativa segura em matéria de comunicações.

Sem subvenções

De qualquer forma, estas não são as únicas novidades da aplicação lançada pelo STSI. Fiéis às linhas ideológicas do anarcossindicalismo, este projeto nasce como um “serviço autogestionado, desenvolvido e mantido por trabalhadores e por trabalhadoras das telecomunicações e dos serviços da informática, sem receber ajudas estatais nem empresariais ou de partidos políticos”.

“É portanto, um serviço confiável, comprometido com a privacidade e a mudança social, que oferece uma alternativa aos meios capitalistas”, enfatizam. Precisamente, o STSI da CNT se define como um sindicato anarcossindicalista “cujos princípios, táticas e finalidades se baseiam na autogestão, na ação direta, no apoio mútuo, na solidariedade e no federalismo”. O “SinGuasa” caminha nesta mesma direção.

Fonte: publico.es

Tradução > Caróu

agência de notícias anarquistas-ana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:27

 Parlamento não levante imunidade a Miguel Macedo

Decisão dos deputados foi tomada por unanimidade. Miguel Macedo ainda não comentou a recusa do parlamento.

Note-se por unanimidade, é curioso. Nem PCP, Nem PS nem Bloco.Afinal são todos iguais.

Nenhum outro português ou estrangeiro tem este privilégio.

Como dizia George Orwel" uns são mais iguais que outros"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:05

Pág. 1/5




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D