Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Aveiro concessiona transportes

06.08.15, uon

Não é só o governo que quer privatizar a rede transportes (carris , metro, transtejo, stcp, cp, metro do Porto) por si tutelada em Lisboa e Porto.

Também  a câmara de Aveiro liderada por Ribau Esteves (PSD) esperar poupar por ano 1,4 milhões de euros no financiamento deste serviço na concessão da rede de transportes da cidade.

A fúria privatizadora ou concessionária é de norte a sul, podendo os contribuintes e utentes preparar-se para pagar a malfeitorias deste governo.

O governo e as câmaras demitiram-se de gestionar os serviços por si tutelados.

Depois dos transportes, vem a saúde, a educação, etc.

Anarquistas em Macau

05.08.15, uon

daqui:https://colectivolibertarioevora.wordpress.com/

 

Um pequeno documentário sobre o movimento anarquista chinês em Macau, marcado por alguma falta de conhecimento sobre o movimento libertário e as suas formas de organização e actuação, mas importante por vir falar do que todos sabemos por experiência própria: o silenciamento quase total do anarquismo (sempre que possível) dos registos históricos oficiais, seja em Portugal, seja na China.

Desemprego cresce?!

05.08.15, uon

   Governo diz que o desemprego está a baixar sucessivamente desde que este  tomou posse.

A primeira página do CM de hoje mostra o contrário.

Encerraram 158 balcões bancários que destruiu 1700 empregos.

Noutros sectores também terá a mesma situação.

Este governo quando disser uma verdade cai-lhe um braço.

Vamos ver o que os votantes portugueses no dia 4 de Outubro dizem.

 

Emigrantes vítimas duas vezes

04.08.15, uon

Milhares de emigrantes africanos vitimas de guerras provocadas por países ocidentais estão as portas (Calais) do Reino Unido à espera de entrada no país.

Muitos chegam a dispor da própria vida em busca de um território seguro que não dispõe nos seus países.

As guerras com ocupação ou guerras civis no Iraque, no Afeganistão, na Somália, no Yemam, na Líbia, na Síria no Sudão, no Mali, no Líbano, na Palestina, na Nigéria foram todas propagadas pelos países Ocidentais que procuram recursos económicos para depois venderem nesses países.

As pessoas que habitam esses países ocupados ou com guerras civis tendem a fugir para os territórios ocidentais onde não há guerras.

As pessoas tem todo o direito em procurar nesses ocupantes o seu bem estar que não nos seus países.

Os países ocupantes agora tem uma guerra contra os emigrantes não os deixando entrar.

Camerom quer criminalizar quem alugar casa a emigrantes ilegais.

Os emigrantes estão a ser vitimas duas vezes nos seus países e agora nos países ocupantes.

 

 

Eleições, partidos e debates

03.08.15, uon

Partidos representados nos Parlamento fazem campanha 365 dias por ano nas rádios televisões e jornais.

Espaço que lhes é dado pelos órgãos (des)informação por estes terem uma actividade diária a nível central.

O governo também o seu quinhão de informação.

Qualquer visita de ministro leva a comunicação social atrás de si.

Uma visita de ministro não é actividade partidária, mas funciona como se fosse.

Também todos os 15 dias a oposição e partidos do governo e governo se enfrentam em S. Bento num autêntico circo mediático.

Quando há eleições as televisões e rádios programam debates entre os principais partidos, partidos eles que tiveram cobertura diária durante o mandato.

Um partido que teve cobertura diária não precisa de fazer campanha, toda a gente sabe o que foi feito ou não pelos partidos e pelo governo.

Os debates entre os grandes em tons de campanha é mais um capítulo do show diário que os partidos auferem em campanha eleitoral.

Os restantes partidos não tem quase visibilidade eleitoral a não ser nos tempos de antena atribuídos por lei, que são uns magros minutos.

A igualdade de oportunidade tão patenteada pela democracia é uma pura arte de enganar os votantes.

 

 

 

 

 

Pág. 5/5