Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Coreia faz teste nuclear

06.01.16, uon

China, Japão, França, Reino Unido, EUA e Coreia do Sul já condenaram o teste nuclear da Coreia do Norte.

Praticamente quem condena o acto da Coreia do Norte é uma potencia nuclear e até já utilizou bomba atómica no Japão (EUA).

Há muita hipocrisia na meio disto.Toda a gente condena mas ninguém dá o passo para se desarmar.

Pelos vistos a melhor política é ter armas nucleares do que não ter.

É como o dinheiro é melhor te-lo do que não ter.

A ONU marcou reunião para discutir o teste nuclear, mais isso é como a GNR ou PSP fazer operações stop em que muita gente é contra, mas eles fazem na mesma.

Por isso não vale a pena condenar ou fazer reuniões de condenação por que a Coreia do Norte faz na mesma.

 

 

 

 

 

 

Câmara quer arborizar 2ª Circular

05.01.16, uon

Câmara de Lisboa quer arborizar a 2ª Circular e retirar uma faixa de rodagem de cada lado.

O muito transito na 2ª Circular em dias úteis de pessoal que leva o carro para o trabalho para a zona oriental de Lisboa por que se calhar não tem alternativa ao carro.
A 2ª circular é via de atravessamento da cidade para norte ou para Sintra.
Desde que portajaram a CREL a 2ª Circular ficou entupida de camiões e automóveis para fugir aos pagamento da portagem.
Se calhar era melhor desportajar a CREL que despejava muito trânsito vindo de Vila Franca, na zona de Alverca e introduzir mais transportes públicos com maior frequência naquela artéria, para que muitos condutores deixem o carro em casa e utilizem os transportes públicos.
Como é evidente retirar faixas de rodagem à 2ª circular e dar lugar a uma faixa arborizada tem um objectivo ambiental, o pior é que para se resolver um problema ambiental, engarrafa-se o transito e arranja-se outro problema.

RETRATO DE PORTUGAL, POR GUERRA JUNQUEIRO HÁ 119 ANOS, MAS DUMA ACTUALIDADE ATERRADORA

05.01.16, uon




Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta. [...]

Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não descriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados na vida íntima, descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira a falsificação, da violência ao roubo, donde provem que na política portuguesa sucedam, entre a indiferença geral, escândalos monstruosos, absolutamente inverosímeis no Limoeiro. Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo; este criado de quarto do moderador; e este, finalmente, tornado absoluto pela abdicação unânime do País.

A justiça ao arbítrio da Política, torcendo-lhe a vara ao ponto de fazer dela saca-rolhas.
Dois partidos sem ideias, sem planos, sem convicções, incapazes, vivendo ambos do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero, e não se malgando e fundindo, apesar disso, pela razão que alguém deu no parlamento, de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar.

Guerra Junqueiro, in 'Pátria (1896)'
 
 

Costa nomeia três assessores de segurança

05.01.16, uon

Costa nomeou três assessores de segurança um da GNR outro da polícia e outro do exército.

Desta forma Costa fica guardado de todos os lados e feitios, mas também perde a sua liberdade, ou seja fica preso em São Bento.

Os governos sejam de esquerda sejam de direita tem todos as mesmas preocupações com a segurança dos governantes.

Gostaríamos de saber o que é que dizem as duas bengalas do PS: PCP/BE.
Os objectivos dos governos é reforçar a segurança do estado para poder explorar o povo e os trabalhadores.
A direita defende os ricos e poderosos a esquerda finge que faz mas não faz.
Votar na direita ou na esquerda é passar um cheque em branco aos políticos para poderem explorar os trabalhadores.
A alternativa é a abstenção activa e juntar-se com outras pessoas como os mesmos problemas em autogestão.

PNR um partido dentro do sistema de podridão

04.01.16, uon
  • Um Estado forte é inicialmente um estado livre
  • Um Estado forte defende e promove os valores humanos
  • Um Estado forte lidera a reindustrialização do seu país, neste caso, Portugal
  • Um Estado forte combate a corrupção
  • Um Estado Forte, não permite que os seus passem fome, neste caso, os portugueses

O programa aqui apresentado traduz a visão estratégica que o PNR tem para Portugal, o qual assenta em ideias bastante claras:

  • Melhoria das condições de vida dos portugueses,
  • Devolver a confiança, credibilidade e a esperança no futuro e promover a recuperação nacional, o crescimento económico, o emprego, a solidariedade social, a saúde e a justiça. (extracto do programa do PNR)

O extracto do programa politico do PNR nada difere dos restantes partidos políticos que actuam na nossa praça.

Todos eles teoricamente querem que só o povo português viva bem e nada mais, não passe fome, que não haja corrupção e que tenha um estado forte que possa fazer o contrário do que eles defendem.

O PNR é mais um partido do sistema não muito diferente de todos os outros, pode é ser mais um bocadinho autoritário nas palavras do que os outros, por que não está representado no parlamento e então tem de se fazer ouvir, logo que lá chegue (se chegar por que a concorrencia é muita), irá roubar os trabalhadores e o povo.

Os únicos que põem em causa o sistema são os anarquistas  (um bocadinho desorganizados, diga-se) e como vão ser perseguidos por todos os partidos sejam ele de esquerda ou de direita o que nós dá uma certa dignidade para não defender um sistema que está podre e inquinado e que queremos transformar na prática e na teoria.

Apoios fiscais às empresas favorecem as oligarquias

04.01.16, uon

As oligarquias montaram em Portugal um sistema de fuga e mau aproveitamento do dinheiro dos impostos que se cifra em mais de 25% do PIB, a que se deve juntar o apoio aos bancos de 6.8% do PIB, nos últimos anos. Isto vai para além da economia paralela e das 1000 famílias mais ricas que pagam apenas 0.5% do IRS[1].

 

E não se pode dizer que daqui sai um reforço do investimento. Em 2010/14 a sua quebra supera a verificada durante a intervenção do FMI em 1983/85.

 

1 – Quem paga o crescimento da carga fiscal

2 - … e as desigualdades que daí resultam

3 - Os descontos feitos na área do IRC

4 – Subvenções e benefícios públicos

 

Texto em qualquer destas ligações:
http://grazia-tanta.blogspot.pt/2016/01/os-apoios-fiscais-as-empresas-favorecem.html

Presidênciais e outras banalidades

04.01.16, uon

Marisa Matias foi pedir batatinhas a um dos sindicatos de Policias (ASPP em campanha eleitoral para Belém.

Marisa podia ter pedido que os mesmos se retratassem sobre as atrocidades cometidas contra o povo e dos crimes por eles cometidos sobre assassinatos de militantes da UDP entre os quais Jorge Morais e Luís Caracol  que ficaram no rol dos esquecidos.

Marcelo Rebelo Sousa foi visitar bombeiros numa localidade alentejana e levou uma sandes para o almoço.

Marcelo está a resguardar-se, caso ganhe as eleições fará grandes jantaradas no palácio de Belém a nossa pala.

A ZON e PT/Pharol fizeram um acordo com o Benfica, Sporting e Porto para a transmissão de jogos de futebol no valor de 400 milhões cada um.

Isto tudo quando o povo sofreu e sofre cortes na saúde, educação, trabalho, etc.

O governo de Costa devia aumentar os impostos a estas empresas se podem pagar milhões à máfias do futebol também podem pagar mais impostos.

 

 

Pág. 5/5