Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

500 trabalhadores da Triumfh em risco desemprego

06.01.18, uon

A Gramax multinacional Suíça abre falência da Triumfh 500 trabalhadores em risco desemprego e com salários em atraso à 3 meses.

Trabalhadores estão a porta da empresa têxtil para não deixar sair as máquinas

 A foto documenta o Bernardino Soares do PCP, presidente da câmara de Loures, junto do ministro da economia em visita á fábrica um ano antes.

Já estavam em campanha eleitoral na fábrica a anunciar a boa nova que a Garmax queria investir na empresa 1 milhão de euros.

Não investiram nada como agora querem o seu encerramento.

Afinal a nossa economia não está assim tão bem de saúde.

 

 

ACIDENTES OU ASSASSINATOS NO TRABALHO

04.01.18, uon

Em 2017 morreram em Portugal 115 pessoas e 315 ficaram feridas com gravidade em acidentes de trabalho, de acordo com dados registados pela Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

De acordo com dados da ACT, entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2017, foram registadas 115 vítimas mortais, menos 23 do que em igual período de 2016, e 315 feridos graves, mais 51 do que em 2016.

O setor de atividade mais atingido, segundo a ACT, foi o da construção, com 36 vítimas mortais, seguido pelas indústrias transformadoras (23).

Quanto ao setor de atividade, ao contrário do que acontece com as vítimas mortais, nos feridos graves o mais afetado foi o da indústria transformadora (104), seguido da construção (91).

lhttps://www.tsf.pt/sociedade/interior/acidentes-de-trabalho-causaram-115-mortos-em-2017-9023456.html

Irão protesta contra regime dos aytolas e por cá...

03.01.18, uon

Irão protesta contra aumentos e contra o regime ditatorial religioso e fascista.

Cá em Portugal chuva de aumentos em democracia e ninguém protesta.

Teoricamente em democracia á liberdade para protestar, mas é um facto evidente que a democracia faz as pessoas amorfas passivas e não protestam quando tinham agora margem para protestar.

Nem sindicatos nem partidos de esquerda nem movimentos sociais se manifestam contra os aumentos dos transportes do pão, da luz, etc. por que o sistema baseou tudo nos actos eleitorais e o povo aceita passivamente.

No Irão o povo tem-se levantado contra os aumentos e contra a ditadura dos aytolas que derrubaram o Xá e trocaram uma ditadura apoiada pelo ocidente, por outra não menos sangrenta repressiva.

Tem havido repressão sangrenta e feridos e muitos presos temendo-se que os presos sejam condenados a pena de morte.

Pág. 4/4