Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LUTA ENTRE CLASSES

LUTA ENTRE CLASSES

PNR não concorda com as greves

04.04.18, uon

Em princípio, o PNR não concorda com o recurso às greves, pois muitas vezes, longe de servirem os trabalhadores, servem os interesses da agenda de Esquerda que não se importa de sacrificar quem trabalha em benefício das suas estratégias. Além disso, as greves prejudicam gravemente os utentes.

Mas se os utentes tiverem dois dedos de testa compreendem que as greves são feitas para beneficio de quem as utiliza como arma para obter benefícios laborais, sociais, salários, condições de trabalho e até para mudar para uma nova sociedade se for esse o objectivo final da greve.

Pois o claro o PNR não gosta de greves.Já o anterior regime de Salazar que governou Portugal durante 48 anos também não gostava de greves e por isso reprimia os trabalhadores que as faziam. Tem graça que o regime democrático também não gosta de greves mas tem de se aguentar por que a mesma está inscrita na C.R.P. Não há dúvida que o PNR e outros partidos do sistema gosta mais de votos, dos patrões exploradores do que trabalhadores.

Também sabemos que as greves em Portugal são por objectivos eleitorais mas isso cabe aos trabalhadores saber distanciar-se desses sindicatos e fundar outros com objectivos puramente anarcosindicais e pelos os vistos os trabalhadores ainda não chegaram a essa conclusão.

Em relação a greve da Raynair e substituição de trabalhadores lusos em greve por estrangeiros é muito comum isso acontecer em solo luso por que as entidades (ACT e outras) que deveriam fiscalizar as mesmas não actuam por isso é que é necessários os piquetes de greve para intervir em casos desses, mas isso o patrão chama a polícia para formalizar o direito ao trabalho dos não grevistas e entram numa guerra entre grevistas não grevistas e polícias.

Sublinhado nosso.