Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BPN:o escândalo continua

por uon, em 24.11.08

Toda a gente sabe que o BPN era um feudo do PSD, onde figuras gradas desse partido, depois de saírem do governo tinham assento.

Esse assento de ouro era maquiavélico era saquear o mais que se podia e como diz Dias Loureiro quando saiu do poleiro não tinha dinheiro era um pobre desgraçado que não tinha onde cair morto.

Este senhor não foi julgado pelos celébres acontecimentos da pontes 25 de Abril e do bloqueio da mesma e mandou avançar a polícia de choque, onde foram feitos vários feridos entre os quais um jovem que ficou paraplégico para ao resto da vida.

Cavaco Silva então primeiro-ministro e Soares presidente deram a sua benção para desbloquear a ponte nem que para isso tivesse que haver mortos não os houve por pouco.

A partir dai se Cavaco já estava chamuscado com a política que fazia contra os trabalhadores com a Ponte 25 de Abril ficou uma nódoa negra.

Agora vem à baila o BPN e Cavaco tem pelo menos uma contas no mesmo é por que aquilo dava e quem nos diz a nós que também não comeu algum por que todos os ministros comeram bem e não são empregados, mas sim, os chefes, administradores que punham e dispunham dos dinheiro dos accionistas.

Um leitor do Público diz em relação ao BPN: Cavaco não foi à missa, mas viram-no sair da igreja".

Dias Loureiro na televisão viu-se mesmo que estava a mentir e deve ter muito a contar e oxalá o Oliveira e Costa meta a boca no trombone e vomite tudo cá para fora e denuncie que comeu para o povo saber com o que pode contar e anda a votar em trafulhas.

E será que Sócrates e o seu governo também não estão a esconder qualquer coisa com a nacionalização?

E a atitude de Constâncio é no minimo dúvidosa e deixa andar.Afinal ganha 5000 contos e não faz nada e quanto é que dá de lucro ao banco. Nada. É a fundo perdido.

Se houvesse justiça em Portugal o que não há por quem domina é a burguesia e os tribunais estão feitos com essa mesma burguesia, muita gente da graúda tem culpas no cartório e o aparelho de Estado está todo metido no mesmo saco.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:23




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D