Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Porto:solidariedade com o Musas

19.02.09, uon

anarlibe-porto@lists.riseup.net


Viva!

Desculpem-nos começarmos assim, mas precisamos de apoio em dinheiro (por exemplo pagamento de quotas em atraso), trabalho, de todas as formas. Na medida do que for razoável e possível.

No sábado, quando limpávamos as traseiras do Musas, para fazer avançar o projecto da horta, ao queimar trastes e madeiras velhas, provavelmente uma fagulha indetectada deve ter pegado fogo a um barrote escondido por reboco da casa vizinha e, passadas umas 5 ou 6 horas do lume apagado do nosso lado, fez deflagrar lá um incêndio, destruindo pelo menos um quarto e deixando a casa em mau estado. É inquestionável que a responsabilidade foi nossa e temos que reconstruir tudo o que se estragou e pagar diversos prejuízos, em que se incluem uma cama, uma televisão, um armário, a clarabóia, etc..
Não está também ainda posto de parte o pagamento de uma multa.
Apesar de uma das pessoas da casa ter estado em perigo com a inalação de fumo, felizmente não houve acidentes pessoais.
No próximo sábado, às 11 horas, estaremos na casa do vizinho para começar a lavar as paredes queimadas, mas esperam-nos muito trabalho e despesas pela frente.
O Pedro Valente, da CasaViva, que é arquitecto, está a ajudar-nos.
A situação criada, da forma como se desenrolou, não deve permitir uma resolução através do accionamento dos seguros.

Sabemos que para alguns amigos não é mesmo possível arranjar dinheiro, já lhes faz muita falta, nem sequer dispor de tempo livre para nos ajudar, que já têm muito em que se ocupar. Compreendemos isso perfeitamente, não queremos nem contamos impor-lhes o que, de resto, sabemos que não é possível. Mas este e-mail é também para eles, para os informar da situação e explicar-lhes alguma eventual ausência e alteração de prioridades imediatas das pessoas envolvidas no projecto do Musas. Pedimos por isso compreensão e contamos recuperar o mais rapidamente, a disponibilidade necessária. O projecto da horta, a ligação wireless do Musas, e outras coisas entre mãos seguem dentro de momentos.