Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Como apareceram as empresas na CML

29.05.07, uon

As empresas municipais de Lisboa apareceram quando Sampaio foi eleito na coligação "Por Lisboa" PS/PCP.

A partir daí a pareceu a EMEL, EGEAC,Gebalis, Empresas de Desporto, etc. Os tachos nessas empresas foram distribuídos pelo PS e pelo o PC com salários milionários com quadros próprios de gente desempregada com cartão partidário do PS/PCP.

É provável que outras empresas tenham aparecido quando no reinado de joão Soares e também no de Santana Lopes.

Também em termos de serviços de vigilância e limpeza os serviços dispensaram o pessoal da Cãmara para pôr empresas de vigilância e limpeza privadas, o que levou que os orçamentos nestes campos começassem a subir em flecha.

Enquanto um trabalhador municipal tinha um custo de cerca 90 a 100 contos a preço de hoje a segurança e a limpeza fica muito mais dispendiosa com pessoal, meios técnicos e material mais o lucro da empresa.

Grande parte das despesas da Câmara vão para empreiteiros de obras municipais privadas quando podiam ser feitos por ajuste directo municipal e ficava muito mais barato recorrendo os serviços a contratação de pessoas especializadas para os respectivos trabalhos.

Mas como os senhores que mandam na Câmara são donos ou têm amigos em muitas empresas privadas que trabalham para a Câmara as obras são dadas por ajuste directo e em "concurso" público para quem fizer mais "barato".

Enfim as Câmaras estão minadas de máfia partidaria e privada e as coisas nunca podem funcionar, enquanto os trabalhadores responsáveis e sérios não autogestionarem os serviços.