Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



UMA NOVA POLITÍCA DE HABITAÇÃO

por uon, em 09.02.07

Com o 25 de Abril as pessoas que não tinham habitação e viviam em barracas na periferia das grande cidades, ocupavam as casas do estado salazarista, que mantinha livres enquanto milhares de pessoas viviam em barracas sem condições de habitabilidade: água, luz ou esgotos. As câmaras municipais da Amadora, Cascais e Loures têm despejado famílias pobres emigrantes e portuguesas das barracas onde viviam sem terem alternativa. Estas câmaras tem destruído centenas de barracas com auxílio da polícia de choque armados até aos dentes, sem que as câmaras arranjem alternativas para homens mulheres e crianças, muitos deles desempregados e com carências económicas. O estado em vez de cumprir a constituição da República que diz que “todo o cidadão tem direito a uma habitação condigna”, faz o papel dos privados; retirou o regime bonificado de aquisição de casa própria; aumenta o juros; aumenta as rendas; não constroi habitações sociais; não recupera as nossas cidades; incentiva a construção em solos naturais e dá de mão beijada essa tarefa aos construtores privados e bancos que lucram milhões de contos todos os anos.

AFINAL PARA QUE SERVE A CONSTITUIÇÃO?

 Por isso temos de nos unir, por uma nova politica de habitação de rendas económicas e sociais.

Casas sim barracas não!

Pelo realojamento de todos os moradores despejados!

Pela recuperação das nossas cidades!

Por uma política de habitação social!

Pela reintrodução do regime bonificado!

Não ao aumento das rendas!

Fim à construção em solos naturais!

Não aos chorudos lucros dos bancos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:06




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D