Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LUTA ENTRE CLASSES

LUTA ENTRE CLASSES

Um governo que o capital aplaude!

19.02.07, uon
Segundo a última informação sobre o desemprego em Portugal, cifra-se em mais de oito por cento da população activa. A politica economica e social, do governo parece não estar a resultar, apesar do trabalhadores portugueses estarem constatemente a ser massacrados com políticas anti-operárias do governo de Sócrates/PS. Neste pais que é atrasado a nível de cultura, educação e saúde fecha-se escolas centros de saúde, maternidades e as populações têem de deslocar-se quilometros para se tratar, estudar, intruir-se. O governo tem tirado tudo o que pode aos funcionários públicos, quebra nos beneficios sociais, aumento de idade de reforma, salários cada vez mais abaaixo da inflação, novo estatuto de carreiras cada vez mais selectivo. No sector privado também tem sido bem massacrado com perda de beneficios sociais, subsídio desemprego mais reduzido, segurança social, etc. Com este Código Laboral o governo também deu mais uma machadada nos trabalhadores, mais repressão laboral, mais desemprego individual, menos direitos, mais exploração dos trabalhadores. As centrias sindicais UGT/CGTP oficiais também têm contribuido para este estado de coisas, fomentam nos trabalhadores a resignação e o desespero, apesar de grandiosas manifestações da CGTP, não passam de autenticas romarias que fazem coçegas ao governo. A par disto as deslocalizações de empresas e fechos de empresas é o prato do dia. Cada dia que passa umas centenas de trabalhadores vão parar ao desemprego. Qualquer dia o subsidio de desmprego, pouco que seja, não chega para os trabalhadores receberem, com tanta genter desempregada. Mas o governo não tem parado, nas suas viagens aos estrangeiro, gastando milhoes do erário publico, para ver se consegue que uns poucos empresarios estrangeiros invistam em Portugal, porque como diz, o ministro Pinho os portugueses ganham mal e não "lutam". Apesar do país estar na miséria ainda dá para gastar uns bons milhões no aparelho repressivo e militar. Centenas de polícias e militares são enviados para Timor, Afeganistão etc enquanto o governo gasta muitos milhões em material bélico e carros, armas, etc, para a estrutura policial e militar, porque o governo do capital tem de estar preparado para qualquer eventualidade...