Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LUTA ENTRE CLASSES

LUTA ENTRE CLASSES

A (in)justiça do Estado

28.05.11, uon

O tribunal decretou a prisão preventiva para a jovem que pontapeou com a ajuda de outra e para quem filmou o acto.

A agressão foi grave, mas isto é muito (a)normal entre jovens daquelas idades, e com a onda de fazer (in)justiça só por que pode (criar alarme social), por parte do Estado e dos seus agentes diríamos que foram mais papista que o cardeal.

O Estado tenta criminalizar tudo o possa horrorizar a população e criar um clima de medo, para as pessoas não lutarem contra as injustiças que vimos todos os dias na sociedade.

Os agentes do Estado foram muito lestos em encontrar os jovens para fazer a tal justiça estatal, mas não são lestos a identificar os agentes da PSP, que agrediram e disparam gratuitamente sobre os manifestantes do 1º Maio em Setúbal, na festa universitária, e em outras ocasiões, mas aí a justiça estatal parece que não vê ou não quer ver.

Nunca o Estado fará uma verdadeira justiça enquanto existir tanta desigualdade social e houver uma justiça para ricos e outra para pobres.

A justiça estatal é encerrar as pessoas em campos de concentração e maltrata-las e priva-las da liberdade.