Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Iraque:Um outro lado da chacina

por uon, em 04.09.07
Um outro lado da chacina

 

Retirado da página Tribunal Iraque
Urânio empobrecido põe em risco milhares de vidas em Bassorá
Governos central e local nada fazem
27 de Agosto de 2007
Aswat al-Iraq (Voices of Iraq)
Fonte: aswataliraq.info / uruknet.info
Os níveis de radiação em certas zonas da província de Bassorá, no sul do Iraque, indicam que milhares de habitantes locais estão em perigo iminente de contrair cancros e malformações à nascença, segundo Khajak Vartanian, técnico de radiação ambiental na província.
 
“Nos últimos 4 anos, houve em Bassorá um aumento sem precedentes dos casos de cancro: 62 casos por 100.000 habitantes, se comparados com os 35 em 1997”, explicou Vartanian.
 
A exposição à poluição do urânio empobrecido militar não aumentou apenas os casos de cancro, mas provocou também graves deformidades em recém-nascidos, acrescentou. “Outros casos – de deficiência renal, doenças da pele, alergias, infertilidade e abortos recorrentes – foram também atribuídos à poluição de urânio empobrecido”, indicou, adiantando que a maior parte dos casos registados se situavam perto de lugares contaminados.
 
Segundo Vartanian, o problema começou durante a Gerra do Golfo em 1991, quando as forças coligadas lideradas pelos EUA usaram armas com urânio empobrecido para bombardear instalações militares e infrastruturas económicas iraquianas. Durante a invasão do Iraque pelos EUA em 2003, também foram usadas bombas e munições de urânio empobrecido contra alvos militares iraquianos em Bassorá, muito próximos de zonas residenciais. Falando de um total de 100 zonas radioactivas em Bassorá em 2004, o investigador acusou os governos local e central de negligenciarem o problema. Em 2004 o governo iraquiano autorizou os residentes e os comerciantes a venderem resíduos de ferro apanhados no campo de batalha, que vieram agravar o número de cancros na província.
 

Questionado sobre quais os locais mais contaminados em Bassorá, Vartanian disse que os casos mais numerosos se registaram em bairros próximos dos sítios radioactivos, em particular os bairros de al-Zubair, Abu Khasib, al-Qarna e outros bairros muito populosos.
 
Referindo-se às medidas apropriadas para impedir um potencial desastre, Vartanian disse que todos os materiais contaminados têm de ser removidos de Bassorá e enterrados em áreas não habitadas. “Foi feita ao governo iraquiano a proposta de designar, para o efeito, Maqbarat al-Dabbabat (o Cemitério de Tanques), 200 km a oeste de Bassorá, … mas a proposta não foi ouvida”, acrecentou.. Estatísticas recentes revelam que 1.400 veículos blindados pertencentes ao exército iraquiano foram destruídos por bombas de urânio empobrecido em 1991 e usados de novo pelas forças iraquianas durante a guerra de 2003 com os EUA.
 

Bassorá é um província xiita com 20% de população sunita. Fica 590 km a sul de Bagdade.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:44




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D