Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

A nossa indignação há-de dar frutos

27.12.11, uon

Indignados, ‘à rasca', sindicalistas e funcionários públicos manifestações, greves, sectoriais ou gerais, e demais protestos marcaram a agenda política, mas, politólogos duvidam do seu impacto na política e na condução da governação.

Portugal tirando o período 74/75 em que as condições eram favoráveis para se realizar manifestações e tinham algum impacto na governação, mas as coisas fora-se perdendo e volveu tudo para casa à espera que chovesse.

Para ter algum impacto tem de haver solidariedade politica entre as pessoas e isso também se perdeu ao longo do tempo.

Há outro género de "solidariedade" com os pobrezinhos tipo banco alimentar que não resolve coisa nenhuma  e só serve para alguns se orientarem.

As manifestações da Inter/UGT foram e são quase uma romaria e não tem impacto. O Carvalho da Silva e o Proença falam e não dizem nada por que estão comprometidos com o sistema.

Os indignados os trabalhadores explorados e ofendidos só tem de se unir fora do quadro dos partidos que são teia onde se caie e não se sai.

O povo também tem a arma do voto, não votando, fazendo greve as eleições por que elas não mudam nada e fica tudo pior do que está.

Também não podemos enfrentar as forças de segurança que eles não tem pejo nenhum em disparar sobre as pessoas para defenderem a sua dama, como fazem na Síria.

A nossa indignação com este sistema há-de dar frutos é preciso e dar tempo-ao-tempo e par disso, força,  solidariedade e apoio-mútuo.