Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

As revoltas árabes não significa mudança

28.12.11, uon

As revoltas que eclodiram em várias geografias do mundo árabe fizeram renascer o sonho Ocidental da exportação da democracia.

O Ocidente sempre teve a mania de serem os campeões da democracia e por isso a querem exportar para todo o mundo.

Só que o Ocidente enferma em graves distorções e existem graves problemas sociais que são encapotados pelos rendimentos mínimos que os Estados presenteiam os pobres da Europa e USA.

Na América e Europa existe milhões  de desempregados que não conseguem trabalho e agora com a crise ainda é mais difícil.

Na justiça, saúde e educação existem os mesmos problemas nos vários Estados.

No trabalho além de encerramentos deslocalizações de empresas para paragens de mão-de-obra barata, existe exploração dos trabalhadores e repressão laboral e despedimentos.

A corrupção é o prato do dia, todos dias vemos novos casos e a justiça burguesa não actua por que está ao seu serviço.

Os ricos tornaram-se mais ricos mesmo com a crise e os pobres mais pobres.

As manifestações árabes pela mudança ainda não sabe muito como vão acabar.

No passado houve também manifestações no Irão que levou a queda do Xá e depois aquilo descambou numa ditadura do lideres religiosos.

Há desejo de mudança, mas as burguesias reaccionárias árabes muitas vezes controladas pelo Ocidente descambam em fundamentalismo islâmico que pode acontecer.

Uma mudança de pessoas não significa que as coisas mudem para mais liberdade e mais justiça para as populações árabes tão martirizadas pelos seus próprios governantes e pelos campeões da liberdade do Ocidente.