Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Liberdade para explorar o trabalhador

28.03.12, uon

http://www.publico.pt/Economia/parlamento-debate-hoje-novo-pacote-laboral-1539676

 

Mais uma revisão do código do trabalho em discussão na câmara do deputados, desta vez com o selo do governo PSD/CDS.

Todos os governo que tem passado tem alterado as normas do trabalho e cada vez mais restritivo os direitos dos trabalhadores face aos patrões.

As alterações preveem o alargamento do despedimento por inadaptação, a criação de um banco de horas de trabalho por acordo tácito com o trabalhador e a diminuição para metade do valor a pagar pelas horas extras de trabalho, assim como menos descanso.

Outras das alterações prendem-se com o menor número de feriados e a redução de férias, passando as faltas nos dias de ponte a implicar perda de salário.

Os partidos tem apertado cada vez mais os trabalhadores e quando chegam ao governo, vão ver onde à margem para retirar direitos.

As alterações nem dão mais competividade, mas dão mais margem ao patrão para explorar os trabalhadores até ao tutano.

A greve geral de dia 22 da CGTP teve pouca adesão por que esta greve esteve fora de prazo.

Não quer dizer que os trabalhadores do privado e do público não tenham motivos mais que suficientes para isso desde os cortes, desemprego, despedimentos, repressão económica social e politica e policial, mas os sindicatos estão feitos com os partidos e só quando eles dão ordem aos sindicatos, é que os sindicatos dão ordem aos trabalhadores para as fazer.

É preciso um novo sindicalismo independente revolucionário anarcosindicalista e fora das garras dos partidos politicos tanto de direita como de esquerda, como é pratica hoje ao nível da Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT).