Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LUTA ENTRE CLASSES

LUTA ENTRE CLASSES

Setúbal:C.O.S.A. faz sete anos

24.10.07, uon

A Casa Okupada de Setúbal cumpre 7 anos. A C.O.S.A. , para marcar os seus 7 anos de existência, agendou para este fim-de-semana um programa de debates, ateliers, passeios e festividades. Podes ver o programa aqui.
Entretanto, os companheiros estão a fazer uma emissão de rádio na internet, utilizando o espaço do projecto "Radio Libertária", ou na onda curta para a cidade de Setúbal em 88.3 fm
Deixamos aqui um texto divulgado através de um cartaz que resume o projecto, e a experiência dos últimos 7 anos.
Parabéns á C.O.S.A.

"A 13 de Outubro do ano 2000, um grupo de jovens setubalenses decidiu tomar nas suas mãos a estão de um espaço comunitário, político e aberto à expressão e acção livre, sem controlo externo, sem lucro, sem autoridade..

Ocuparam um espaço abandonado transformando a apatia e o vazio em sonhos e experiências de liberdade, autonomia e auto gestão.

Passaram 7 anos de organização assembleária e horizontal, largas dezenas de concertos, ateliers, debates, exposições, todo o convívio, partilhas de conhecimentos e auto-aprendizagem, as actividades sem lucro e a intervenção política e social. Passou tudo isto , e a "Casa da Juventude", eterna promessa autárquica de todas as cores, nunca passou das bocas mentirosas dos políticos profissionais.

Passaram os Mata Cáceres e Carlos de Sousa; os vários comandantes da PSP e 3 governadores civis, os processos judiciais, a repressão policial e as difamações nos jornais, passou tudo isto e a Casa Okupada resiste.

Passaram 7 anos, e agora nem a polícia, nem os tribunais poderão apagar este capítulo da história insubmissa e rebelde setubalense.

A mesma História que muitos querem apagar e esquecer pois são as estórias que dignificam a cidade de Setúbal como uma terra combativa, que invocam as lutas dos operários e operárias anarco-sindicalistas do inicio do século XX, as vidas e as batalhas dos Pescadores, as movimentações populares do pós-25 de Abril, as lutas populares contra a co-incineração e a Secil, as bandeiras negras do protesto e do conflito.

São diversos os exemplos de Lutas daqueles que deixaram de esperar milagres e tomaram o controlo das suas vidas nas suas próprias mãos, inspirando-nos mutuamente, e reinventando a capacidade de imaginarmos e criarmos colectivamente uma terra Livre, Solidária e Combativa.

Estes 7 anos, já ninguém nos tira!
Casa Okupada Setubal Autogestionada"

 

retirado de Indymédia