Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

1º Maio Araxa NOSSOS MOTIVOS PARA LUTAR AINDA SÃO OS MESMOS

30.04.13, uon

NOSSOS MOTIVOS PARA LUTAR AINDA SÃO OS MESMOS

Chicago 1886,em uma das cidades mais industrializadas do mundo.Os operários trabalhavam 16/18 horas por dias e viviam em completa miséria enquanto as elites gozavam dos avanços e do luxo da modernidade.
Tal situação revoltava a classe trabalhadora,especialmente os anarquistas que fundavam jornais e trabalhavam pela organização do operariado.
Estes recusavam a ideia de governo, acreditando que o fim do sistema de exploração capitalistas viria somente através do esforço do próprio proletariado em se organizar.
No dia 1° de maio,anarquistas chamam uma greve geral que é amplamente acolhida pelo operariado.No quarto dia da greve geral trabalhadores de Chicago convocam um comício para protestar contra as chacinas que vinham ocorrendo contra grevistas.
Quando o comício estava perto do fim,a polícia invade violentamente o local e uma bomba explode ferindo e matando tanto trabalhadores como policiais.
Se aproveitando da situação o estado acusa anarquistas que discursavam de terem conspirado e explodido aquela bomba.
Mesmo sem nada provar, o estado enforca Parsons,Fischer,Spies e Engel. Recusando-se a entregar seu corpo ao  estado Lingg comete suicídio na prisão.Neebe,Fielden e Schwab permanecem presos até que anos depois foram libertados,ocasião em que o estado reconhece ter sido aquele o maior erro jurídico da história dos EUA.
Após os acontecimentos de Chicago ,a ideia de greve geral pela conquista das 8 horas se espalha por todo o mundo.
O 1° de maio tornou-se então um dia de protesto e luto contra a exploração,e os anarquistas enforcados conhecidos como os mártires de Chicago,simbolo de luta e da violência do estado e das elites.
(*)

   "Sou inimigo da ordem atual e vou combate-la com todas as minhas forças enquanto eu respirar.Eu desprezo vocês,suas leis e sua autoridade baseada na força.








"Governo é para escravos,homens livres de governam.Que a voz do povo seja ouvida"

Hoje nossos motivos para lutar ainda são os mesmos,conquistamos as 8 horas mas este direito vem sendo desrespeitado como também vemos a corrosão total de outros direitos pela ação do estado,patronais e sindicalismo oficial.
Chamamos para a luta,para a manifestação de 1° de maio combatendo a situação atual e tendo os exemplos de luta do passado de conquistas de nossa gente,nossa defesa e emancipação se faz nos sindicatos,mas não estes sindicatos que fazem festas de 1° de maio.
A luta se faz em sindicatos de trabalhadores,sem liberados pagos para não trabalhar.
Todos devem estar em pé,jovens que tem seus direitos desrespeitados nas chamadas oportunidades de primeiro emprego,operários em condições precárias e com contracheques pequenos em remuneração mas grandes em descontos e aposentados vitimados pela aposentadoria miserável paga a nossos trabalhadores em idade de descanso.
Vamos as ruas,vamos a luta autogerindo nossas lutas e reivindicações em um sindicato horizontal,sem partidos,sem políticos e sem patrões.
Chamado geral para manifestação as 9 horas da manhã na praça da estação em Araxá,o tradicional 1° de maio que não se parece em nada com o sindicalismo fantoche das centrais sindicais.
Somos a COB/AIT a sua ferramenta de luta por bem estar e liberdade.