Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Regime "comunista" e regime democrático

11.12.07, uon

Se em Cuba existe uma ditadura de tipo vermelha que dá pelo nome de "comunista" onde a liberdade de pensamento, de associação e de manifestação não existe, a não ser para os membros do partido governado por Fidel, ou alguém por ele.

A polícia exerce o seu poder de garantir a "segurança do estado" e reprime e prende todos quantos sejam contra o regime de Fidel.

Em Portugal, que é um regime democrático ocidental onde por enquanto as pessoas podem falar, reunir e manifestar-se à luz da constituição de república.

Segundo diz a constituição qualquer cidadão pode manifestar-se na via pública por meios pacíficos, sem dar conhecimento desde que não perturbe o trânsito mas é norma vir a polícia identificar os manifestantes, e exercer a sua autoridade e amedrontar os manifestantes.

A diferença entre um regime "comunista" do tipo de Cuba com um regime democrático do tipo de Portugal é quase nenhuma, porque as leis aprovadas pela Assembleia de República democraticamente eleita pelos eleitores que votaram estão constantemente a ser alteradas consoante o partido que está no governo, e essas leis são cada vez mais restritivas para os cidadãos e cada vez mais os regimes democráticos se aproximam mais dos regimes ditatoriais a pretexto da segurança dos cidadãos como é o caso das câmaras de vigilância que querem pôr nas praças e ruas das cidades.

Se supostamente os regimes democráticos deviam ser mais tolerantes com os cidadãos e terem condições de vida e de trabalho e socialmente mais justos e sem exploração do homem pelo homem e os ricos deviam de ser menos ricos, o mesmo não se passa porque cada vez que muda o governo, muda as leis laborais , as condições saúde  e na educação na habitação a justiça não chega aos cidadão e é para ricos e a  segurança interna é cada vez mais apertada e a repressão policial é de cassetete na mão.

Enfim as democracias são uma fraude que é desejada só por alguns, estando o povo sobre fogo cerrado da repressão estatal.