Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

1)É uma associação dos trabalhador@s,  que não têm ilusões acerca das actuais centrais sindicais, CGTP e UGT que são controladas pelos partidos políticos e lutam entre si pelo controlo dos trabalhador@s.

 

2)É uma associação dos trabalhador@s que recusam vende-se aos patrões, que vivem do suor dos que trabalham, e aos partidos políticos e ao Estado que comem todos à mesma mesa, quer os que falam em nome da democracia, quer os que falam em socialismo ou comunismo.

 

3)É uma associação dos trabalhador@s que recusam que outros falem em seu nome e se consideram capazes de falarem por si próprio e de lutarem por aquilo que pretendem.

 

4)É uma associação dos trabalhador@s que lutam para acabar com exploradores e explorados, dominadores e dominados, chefes e subordinados, e pela constituição de associações livres de indivíduos livres de grilhetas e preconceitos.

 

5)É uma associação dos trabalhador@s que defendem o anarco-sindicalismo como forma de associação e de acção que permite aos explorados e oprimidos oporem-se ao estado e à classes dirigentes, sem caírem nas mão de novos senhores. E que baseiam, por isso, a sua actividade no princípio de que «os trabalhador@s devem organizar-se a si próprios para lutarem pelos seus interesses».

 

6)É uma associação dos trabalhador@s, de vários ofícios, de desempregados, estudantes  que recusam a divisão fomentada pelos sindicatos existentes que se unem como base num conhecimento directo, pessoal, proporcionado pelo facto de habitarem na mesma zona ou trabalharem nos mesmos locais de trabalho.

 

7)É uma associação dos trabalhadores, desempregados e estudantes que acham indispensável a ligação com os trabalhadores doutras zonas do país e não a fazem depender de monolitismos ideológicos e, pelo contrário, a baseiam no livre entendimento no apoio mútuo na solidariedade e no federalismo. Não aceitam, por isso, a existência de quaisquer centros dirigentes das actividades de todos os trabalhador@s e contrapõem-lhes a coordenação federativa para as actividades conjuntas.

 

8)O Sindicato de Ofícios Vários lutam pela apropriação dos meios de produção (empresas, fábricas, terras) por aqueles que neles trabalham pela autogestão e nunca por qualquer forma de nacionalização ou estatização dos meios de produção.

 

Trabalhador, Desempregado, Estudante:

 

Olha de frente para a tua situação e encara frontalmente os meios necessários para a alterares de vez. Não esperes esmolas de ninguém: nem dos patrões, nem dos partidos, nem do Estado.

Associa-te aos que estão como tu e AGE!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:48




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D