Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Comunicado da Intervenção Libertária do Porto sobre as eleições de 29/09

26.09.13, uon

cartaz abstenção

 

A maioria da população é alvo de todas as “medidas de austeridade” de “troikas”, governos e políticos profissionais, de cortes nos “apoios sociais”, nas pensões, do aumento da pobreza, da redução do poder de compra, de despedimentos, de desemprego, de falta de possibilidades de vida neste país, governantes e candidatos a governantes, grandes e pequenos, realizam agora o grande circo das “eleições autárquicas”, tentando-nos convencer que se os “elegermos” irão fazer agora, o que não fizeram até aqui.
As “eleições autárquicas” não são diferentes das legislativas, vota-se em pessoas conhecidas e nos partidos, e o povo não pode controlar mais facilmente o chamado “poder local”
Os “ilustres candidatos” são já sobejamente conhecidos pelas suas ligações partidárias e tentativas anteriores de chegarem aos tachos do Poder.
O chamado “poder local” é apenas uma cópia mais pequena, local e regional, do Poder do Estado central e do seu autoritarismo.
As ASSEMBLEIAS MUNICIPAIS e as ASSEMBLEIAS DE FREGUESIA continuam a ser uma farsa, onde só os eleitos pelos vários partidos tomam decisões e onde quem do povo quiser ter o direito à palavra tem de esperar horas e horas, sem qualquer certeza que o seu protesto é atendido.
Em nome da “disciplina partidária de voto”, toda e qualquer promessa feita aos “eleitores”, nomeadamente aos mais carenciados socialmente, será depois como sempre metida na gaveta.
O POVO DE UM MUNICÍPIO ou de uma FREGUESIA, através das “eleições autárquicas”, não tem de facto outro “poder” além do de PODER ESCOLHER QUEM LHE VAI PÔR A PATA EM CIMA e VIVER À SUA CUSTA uns anitos… até se encher!
Não, estas eleições não nos vão trazer nada de novo …para além da mudança de algumas caras (de algumas MOSCAS!)
E também não foi para assistirmos hoje a este cenário do “volta atrás”, de perda de direitos legais, de empobrecimento e de aumento da miséria, que o 25 de Abril foi feito em 1974! ISTO já nem é “DEMOCRACIA”. É DITADURA REPRESENTOCRATA!

QUAL A ALTERNATIVA ENTÃO?
A alternativa a estes “circos”, onde cada figurão de cada partido tenta caçar os votos que lhes dêem o poder de decidir por nós todos as nossas vidas, não é o REPRESENTATIVISMO de nenhum partido ou grupo, por muito “revolucionário” que se pretenda! O REPRESENTATIVISMO é apenas o poder de alguns sobre o povo e NÃO O PODER POPULAR, a capacidade de o povo mudar o que está mal e o oprime!
A alternativa ao actual reforço do autoritarismo do Estado, da exploração capitalista e da opressão, só poderá ser a auto-organização popular, as ASSEMBLEIAS POPULARES locais, funcionando em DEMOCRACIA DIRECTA, sem a manipulação dos chefes partidários e profissionais da política, onde o povo possa DISCUTIR e TOMAR MEDIDAS de ACÇÃO DIRECTA POPULAR, capazes de travar as actuais medidas antipopulares de troikas, governos e candidatos a governantes…

GREVE AO VOTO! VOTAR NADA MUDA! LUTAR É QUE TALVEZ!
No dia das “eleições” CONCENTRAÇÕES DE PROTESTO E BANDEIRAS DA FOME NAS RUAS!
BASTA DE ENGANOS! BASTA DE TACHISTAS! BASTA DE GATUNOS LEGAIS!
ABSTENÇÃO POPULAR ACTIVA! BOICOTE ELEITORAL! PODER POPULAR E REVOLUÇÃO SOCIAL!
Por UMA SOCIEDADE VERDADEIRAMENTE LIVRE, LIBERTÁRIA, de AUTO-GESTÃO GENERALIZADA!

Intervenção Libertária do Porto

aqui: https://www.facebook.com/events/165471753654509/