Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

As ferramentas de luta dos trabalhadores

20.03.15, uon

Greves? Não, obrigado! | Desde 8 de Novembro de 2013 que Portugal não assistia a uma greve geral subscrita pelas várias confederações e sindicatos da Função Pública. Este período de 16 meses de tréguas foi interrompido por estes dias. Escolas, hospitais, tribunais e repartições públicas constituem os serviços essenciais do Estado, pelo que é preciso assegurar o seu regular funcionamento sem interrupções. Desfiles de sindicatos e greves inconsequentes, apenas prejudicam os utentes e não trazem qualquer benefício para os trabalhadores.in PNR

 

As palavras acima são do PNR. Para eles as greves acabavam e os trabalhadores tornava-se escravos do patrão e do estado.

Claro está eles são os representantes do antigo regime caído em 25 de Abril de 1974 e como tal as greves, manifestações e falar mal  do sistema estava proibido pelo regime fascista de Salazar e Caetano.

Quando o patrão ou estado não salvaguarda os interesses dos trabalhadores ou os coloca em causa, os mesmo devem ter todo o direito de usar as ferramentas de luta:greves, manifestações, concentrações e outras  e sobretudo a acção directa sem intermediários para forçar o patrão ou o estado a ceder aos trabalhadores.