Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

As nacionalizações do 11 de Março de 1975

11.03.15, uon

As nacionalizações do 11 de Março de 1975 foi tido como um acto de enorme envergadura para uns (esquerda) e um acto maléfico para a direita.

Com a tentativa de golpe de estado de direita mais reaccionária o governo de Vasco Gonçalves nacionalizou a banca, seguros e algumas empresas industriais de relevo.

Para a esquerda foi um acto muito importante por que o estado passava a controlar a economia nacional.

Para a direita foi um acto maléfico por que os interesses privados passavam para as mãos do estado.

A nacionalização em si não significa nada por que a economia passa a ser controlada pelo o estado e os trabalhadores e o povo nada recolhem daí como se tem visto.

Os órgãos de gestão são nomeados pelo o governo e mudam conforme o partido que ganha as eleições.

Os únicos beneficiários das nacionalizações até foi a direita (PS/PSD/CDS) por que eles foram e tem sido os governantes deste rectangulozinho..

A privatização também nada beneficia os trabalhadores bem pelo contrário por que o rendimento vai para os accionistas e/ou famílias que controlam o banco/empresa e fazem dele uma quinta para sacar a quem dele precisa.

A maioria dos bancos privados tem problemas de financiamento  devido a má gestão, foram recapitalizados pelo estado o que é uma forma de nacionalização dos seus prejuízos onde os nossos impostos entram em acção para beneficiar privados.

A alternativa a estas duas componentes ideológicas só pode ser a autogestão dos meios produção pelos trabalhadores que nelas trabalham, por que eles é que percebem do ramo da actividade.