Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este suposto mau-estar de muita gente da área laranja que vê com maus olhos um governo de esquerda PS/PCP/BE terá tendência a baixar quando o governo de esquerda entrar em funções.

Muita gente anda com azia devido a um acordo da esquerda que bradam aos céus que vem ai o fim-do-mundo, o inferno, o papão dos comunistas que comem criancinhas ao pequeno almoço, dão injecções atrás da orelha, o PREC.

Estamos muito longe desse tempo do Prec, das ocupações selvagens, de casas, de terras, de empresas da reforma agrária, das greves legais e selvagens.

Ninguém confia nos sindicatos nos partidos nas classe politica são todos iguais.

As pessoas são outras, ninguém se lembra disso e muito pelo contrário com o aburguesamento dos pobres e das classes médias baixa e alta, com telemóveis, das roupas caras, dos carros, das motas, das viagens, dos copos à portas dos bares, do colombo, do vasco da gama,das amoreiras do parques das nações, dos concertos no pavilhão atlântico.

As pessoas estão despolitizadas, não são solidárias, ou se são, são com  coisas simplistas e só são com coisas que o poder quer ou de pseudo associações que nasceram para ter subsídios do estado tudo à conta dos nossos impostos.

Nestes 40 anos depois do 25 de Abril de 1974 criou-se insolidariedade entre iguais, mata-se por dá aquela palha e a violência doméstica a violência de rua os roubos os assaltos, as burlas, a criminalidade, a droga.

Isto não nasceu por acaso.alguém sob pensar isto para fazer as coisas acontecer.

Alguma coisa está para acontecer... o quê não sei, o quê não sei. José Mário Branco

"Inquietação"

A contas com o bem que tu me fazes 
A contas com o mal por que passei 
Com tantas guerras que travei 
Já não sei fazer as pazes 

São flores aos milhões entre ruínas 
Meu peito feito campo de batalha 
Cada alvorada que me ensinas 
Oiro em pó que o vento espalha 

Cá dentro inquietação, inquietação 
É só inquietação, inquietação 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Há sempre qualquer coisa que está pra acontecer 
Qualquer coisa que eu devia perceber 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Ensinas-me fazer tantas perguntas 
Na volta das respostas que eu trazia 
Quantas promessas eu faria 
Se as cumprisse todas juntas 

Não largues esta mão no torvelinho 
Pois falta sempre pouco para chegar 
Eu não meti o barco ao mar 
Pra ficar pelo caminho 

Cá dentro inqueitação, inquietação 
É só inquietação, inquietação 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Há sempre qualquer coisa que está pra acontecer 
Qualquer coisa que eu devia perceber 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei 
Porquê, não sei ainda 

Cá dentro inqueitação, inquietação 
É só inquietação, inquietação 
Porquê, não sei 
Mas sei 
É que não sei ainda 

Há sempre qualquer coisa que eu tenho que fazer 
Qualquer coisa que eu devia resolver 
Porquê, não sei 
Mas sei 
Que essa coisa é que é linda

Link: http://www.vagalume.com.br/jose-mario-branco/inquietacao.html#ixzz3pn9O8zWJ

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:47




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D