Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

História do Movimento Libertário

05.02.15, uon

12 (2)

https://colectivolibertarioevora.wordpress.com/

18 de Janeiro de 1934

18 de Janeiro em Almada: http://largodamemoria.blogspot.pt/2007/01/o-18-de-janeiro-em-almada.html

18 de Janeiro em Coimbra:  http://irenepimentel.blogspot.pt/2010/04/o-18-de-janeiro-de-1934-em-coimbra.html

80 anos do 18 de Janeiro de 1934/Textos essenciais

Depoimento ColectivoComo a verdade ressalta”

Irene Pimentel: 18 de Janeiro de 1934

Maria de Fátima Patriarca: O «18 de Janeiro»: uma proposta de releitura

NOTA DA CGT SOBRE O 18 DE JANEIRO DE 1934 

Paulo Guimarães – Cercados e Perseguidos: a Confederação Geral doTrabalho (CGT) nos últimos anos do sindicalismo revolucionário em Portugal (1926-1938)

Expressões anarquistas no Portugal de hoje

HELENA DE SOUSA FREITAS – A expressão anarquista nas paredes de Setúbal: o cavalo de batalha de Tróia

João Freire,_Joao_Freire_-_1974-1984,_Evocacão_ou_Renovacão_da_Ideia_Anarquista, in Revista Crítica das Ciênciais Sociais, Nº15/16/17, Coimbra, 1985

José Nuno Matos  Anarquismo em Portugal: 1974–1990, uma breve abordagem

Movimento anarquista e anarcosindicalista em Portugal 

Catálogo da Exposição Virtual  “As Ferramentas para a Emancipação” – (Arquivo Histórico Social/Museu)

 Cláudia Alexandra Gonçalves Figueiredo Arte, Redenção e Transformação: a experiência da Sociedade Teatro Livre (1902-1908)

Edgar RodriguesOs motivos que originaram a história da F.A.I. (1)

e.m.  A CGT e a luta pela conquista e manutenção das 8 horas de trabalho

Gaspar Martins Pereira e Maria João CastroDo Corporativismo ao Anarcosindicalismo

Joana Dias Pereira SINDICALISMO REVOLUCIONÁRIO – A  HISTÓRIA DE UMA IDÉA

 João Freire – As Juventudes Sindicalistas em Portugal – um movimento singular 

João Freire/Alexandra Lousada  O neomalthusianismo na propaganda libertária

João Madeira Anarquistas no dealbar de Novecentos: O despertar dos famintos

João VasconceloO MOVIMENTO OPERÁRIO ALGARVIO NOS FINAIS DA I REPÚBLICA

José Tavares  Apontamentos sobre os anarquistas e a guerra

Luís Salgado de Matos – Entrevista com Emidio Santana (1971) – Lisboa, 1920—vida sindical e condição operária

Manifesto de sindicalistas presos no Limoeiro sobre o PCP (1922)

Manuel Carvalho Ferreira da CruzO Movimento Libertário Portuense à luz do periódico A Aurora : (1910-1919)

Paulo GuimarãesA questão operária na I República

Pier Francesco Zarcone O Anarquismo na História de Portugal

R. Pereira –  A CGT portuguesa e a fundação da Associação Internacional dos Trabalhadores

Revista Alambique – A Comuna de Albarraque

União Anarquista Portuguesa. Eleições Para Quê? (folheto dos anos 20)

Outros textos/Trabalhos Académicos

A Comuna de Paris segundo Louise Michel

Conjunto de teses académicas brasileiras sobre o anarquismo – Biblioteca Terra Livre

Alexandre Samis – A ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DOS TRABALHADORES E A CONFORMAÇÃO DA TRADIÇÃO LIBERTÁRIA

António Baião – A Sustentável Leveza do Estado: Caminhando entre a Anarquia e a Minarquia

Edgar Rodrigues  – Os motivos que originaram a história da F.A.I.

FELIPE CORRÊA PEDRO – Rediscutindo o anarquismo: uma abordagem teórica

LUANA APARECIDA MORAES – EDUCAÇÃO ANARQUISTA: CONTRIBUIÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO ESCOLAR E UMA EDUCAÇÃO AUTÊNTICA

Thiago Lemos SilvaFragmentos biográficos de um anarquista na Porta da Europa a escrita cronística como escrita de si em Neno Vasco