Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Posição eleitoral

03.09.15, uon

Qualquer governo que surja depois de outubro vai ter a MESMA política deste e por três razões:

1 - Porque a política económica vigente NÃO é definida em Portugal; 
2 - Porque as equipas presentes no campeonato eleitoral QUEREM a manutenção do regime cleptocrático, competindo apenas pelo acesso à punção fiscal sobre o povo; 
3 - E, porque NÃO HÁ contestação política baseada em qualquer movimentação social.

Por esses motivos, com QUALQUER resultado eleitoral, “O capital parte o coco”, como diz Zeca Afonso. Ou, como diria Sartre, as eleições são uma armadilha para parvos.

Muitos dos obtusos crentes nas potencialidades do voto, no momento atual, apenas vão legitimar o regime cleptocrático, mesmo que não o percebam. E vão ter um desgosto.

Abundam os que já vão elegendo os potenciais abstencionistas e os que anulam o voto ou o deixam em branco como responsáveis pela continuidade da situação que se vive ( Passos destinou € 167000 para combate à abstenção). Alguns andarão mesmo a estudar a criminalização que Hitler fez de judeus, anarquistas e comunistas, como os grandes culpados das maleitas da pátria ariana.

Em regra, são os mesmos ignorantes que defendem um tão estúpido como desastroso encerramento nacionalista com uma “patriótica” saída isolada do euro e da UE; conscientes disso ou não, são os descendentes de Salazar.