Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

[Rússia] Anarquistas vão às ruas de Moscou: “Não à guerra entre os povos, nem paz entre as classes”

17.03.14, uon

russia-anarquistas-vao-as-ruas-d-1.jpg

Neste sábado, 15 de março, em Moscou, aconteceu a “Marcha da Paz”. O protesto reuniu milhares de pessoas. Anarquistas da “Ação Autônoma” e de outros movimentos e organizações libertárias expressaram-se em relação à agressão imperial da Rússia.

No início da manifestação, anarquistas estavam juntxs. Depois, aquelxs que se identificam com o bloco “rubro-negro” decidiram formar um bloco separado. Esta decisão ocasionou um fato curioso: entre as duas colunas, sob as bandeiras rubro-negras, ficou a coluna de um grupo de direita chamado “Vontade Popular”.

No bloco onde andavam participantes da “Ação Autônoma” foram estendidas faixas com os dizeres “Não à guerra entre os povos, nem paz entre as classes”, “Putin, invada a Rússia, aqui também somos muito oprimidos” e “Não precisamos de sua guerra. Mulheres pela paz” com a estrela lilás-negra – símbolo das anarcofeministas.

Além das bandeiras rubro-negras, foram levantadas as bandeiras lilás-negras. Anarquistas gritavam “Nenhuma guerra, além da de classes”, “Boa noite, orgulho imperial”, “Não ao capitalismo, não ao militarismo”, “Ao invés dos tanques e dos foguetes – escolas e creches”, “Menos tanques, mais livros”, “Paz às casas, guerra aos palácios”, “Paz aos povos, guerra ao poder”, “Putin, tira as mãos da Crimeia, que a Criméia decida por si só”, “Liberdade ou morte”, “Glória aos heróis da Centena Celestial”, ”Não ao fascismo de todas as espécies de Maidan ao Kremlin”, “Nossa pátria é toda a humanidade”, “Liberdade, igualdade, irmandade”. Durante o percurso do bloco, juntaram-se a ele várixs manifestantes que gostaram das palavras de ordem libertárias.

Participantes do bloco anarquista vizinho carregavam faixas com os lemas “Paz às cabanas, guerra aos palácios” e “Nenhuma guerra além da de classes”. Mais de 100 pessoas participaram dos dois blocos.

A marcha antimilitarista percorreu as ruas do centro de Moscou e terminou com um comício. Participaram da marcha entre 50 e 70 mil pessoas. A marcha foi acompanhada por um forte esquema policial.

Fonte: avtonom.org

Tradução > A vagalume

 

Notícia relacionada:

http://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2014/03/10/russia-sao-petersburgo-manifestacao-contra-a-guerra-imperialista-entre-russia-e-ucrania/