Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIBERDADE E BEM ESTAR

LIBERDADE E BEM ESTAR

Urgente: Prisões políticas em Goiânia (GO)

24.05.14, uon

urgente-prisoes-politicas-em-goi-1.jpg

[A Polícia Civil de Goiânia realizou na manhã desta sexta-feira (23 de maio) a "operação R$ 2,80", comandada pela Delegacia Estadual de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (DRACO). A ação visou prender estudantes, sob a alegação de “incentivarem a desordem” na cidade e região metropolitana. A seguir, repassamos um comunicado que recebemos de Goiânia.]

Comunicado:

Segundo informações obtidas por jornalista com o delegado responsável pelo caso, as acusações são de dano ao patrimônio público, incitação à violência e associação criminosa. Foram realizadas prisões preventivas com duração de 10 dias, sendo possível ser alterada após análise do Ministério Público. O delegado afirmou ainda que foram presos os principais articuladores do movimento, além de objetos que supostamente incriminam os mesmos, como panfletos, computadores e camisetas. Segundo o delegado, novas prisões podem ocorrer nos próximos dias. Trata-se de prisões políticas gravíssimas e é de fundamental importância a máxima mobilização e divulgação do que está ocorrendo.

Nesse momento há quatro detidos na D.R.A.C.O. [Delegacia Estadual de Repressão a Ações Criminosas Organizadas]: Ian Caetano, Heitor Vilela, Marlos Duarte, João Lenon. Às seis da manhã entraram na casa dos mesmos, de rosto tampado e armados de submetralhadora. O mandado é de busca e apreensão, dos mesmos e coisas como celular, computador, panfletos. Não conversaram com o delegado ainda pra saber por qual artigo estão sendo indiciados. A chamada “operação 2,80″ em Goiânia, é de caráter nacional, com ordem de Brasília. Todos estão sendo monitorados há meses pela ABIN [Agência Brasileira de Inteligência] em ligações, mensagens e e-mail. Nesse momento há presos políticos em todo Brasil. É necessário que haja a maior mobilização possível! A SSP não tem informação a respeito. As detenções foram mais um golpe da máfia dos transportes, e aliados. Todo apoio jurídico nesse momento faz se necessário!!

Nota de um dos indiciados:

Companheirada, acabei de falar com um advogado ligado à FRENTE de LUTAS de Goiânia. Eu continuo num local resguardando minha integridade física, já que foi emitido um mandado de prisão preventiva contra mim. Sou o único, segundo o advogado, que ainda não foi preso. Os outros companheiros foram transferidos, a pouco, para a tranca dura na CPP. A imprensa está nos rotulando como “líderes” do Movimento Estudantil Popular Revolucionário-MEPR, oque é MENTIRA. Nem eu, nem nenhum dos presos participa do MEPR. Falando por mim: EU SOU ANARQUISTA. Não sabemos bem qual a intenção da imprensa em dizer que pertencemos a este grupo, mas fica claro que querem criminalizar esta organização. Contudo, são pessoas de outras organizações e, mesmo, de orientações ideológicas diferentes do MEPR que estão sendo presas e acusadas. Acho importante que fique claro. Também gostaria que camaradas do MEPR emitissem uma nota para esclarecer este fato. No mais, os advogados entraram com o pedido da revogação do mandado de prisão preventiva, que esperamos seja aceito por um juiz nas próximas horas. Mantenham firme a denúncia companheirada! Abaixo [em anexo] segue uma foto do “material criminoso” apreendido pela polícia com os indiciados. Não vamos parar! Não vão nos calar! VIVA O POVO ORGANIZADO E COMBATIVO!!!

Matéria que saiu na imprensa corporativa:

http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/05/lideres-de-movimento-estudantil-sao-presos-suspeitos-de-incitar-violencia.html

agência de notícias anarquistas-ana